04
jul
09

Programação de 04 a 11 de julho

program sem
A Palavraria abriga ampla variedade de atividades culturais: lançamento de livros, debates, oficinas, cursos, seminários, saraus, exposições. Agende-se conosco para apresentar seu trabalho ou para apreciar os eventos programados.

A seguir, apresentamos detalhadamente a programação para o período de 04 a 11 de julho.

04, sábado, 18h30: Qual é a do Erasmo de Rotterdã?, com Ricardo Silvestrin, Carlo Pianta e Alexandre Brito. Projeto Qual é?, criação de Ricardo Silvestrin, produção do Jornal Vaia.

QUAL É A DO ERASMO

A escrita e as ideias de Erasmo de Roterdã no livro O elogio da loucura, numa conversa entre três leitores do escritor e teólogo holandês. Programa literário idealizado por Ricardo Silvestrin e produzido pelo jornal Vaia, em parceria com a Palavraria.

Ricardo Silvestrin

Ricardo Silvestrin lançou 12 livros. Os mais recentes são “O Menos Vendido”, poesia, “Play”, contos, “Transpoemas”, infantil de poesia. É também músico da banda os poETs. É colunista do jornal Zero Hora. Apresenta na rádio Ipanema FM o programa Transmissão de Pensamento. Recebeu por 5 vezes o prêmio Açorianos de Literatura.

CARLO PIANTA

Carlo Pianta é guitarrista, baixista, compositor. Professor do Centro Universitário Metodista – IPA, mestrando em Literatura Brasileira na UFRGS. Guitarrista da Graforréia Xilarmônica, já tocou com DeFalla, Júlio Reny & Expresso Oriente e muitas outras bandas de Porto Alegre. Leciona desde 1987.Com “A Estrada Perdida”, de 2004, inicia o lançamento de uma série de trabalhos próprios. Agora chegando o segundo CD, “a cidade do espaço”. com as “Porto Alegre”s já disponíveis e as “de banda” sendo mixadas nesse momento. divulgação

Alexandre Brito é poeta, músico, letrista, editor e produtor cultural. Nascido em Porto Alegre, começa sua trajetória como poeta nos anos 80, em Belo Horizonte. No ano de 1986, publica “Visagens”, pela Editora Arte Pau Brasil. Tem poemas publicados em diversas antologias e revistas especializadas. Integrou a Banda “Os Três Poetas” com Ricardo Silvestrin e Ricardo Portugal.  Integra hoje a banda “os poETs” com os poetas/músicos Ronald Augusto e Ricardo Silvestrin, desenvolvendo trabalho como letrista, compositor e intérprete. “Os poETs” lançou, pela YB Music, o Cd “Música legal com letra bacana”. É responsável com Ricardo Silvestrin pela editora AMEOP, pela qual lançou, em 2005, “O fundo do ar e outros poemas”.

Contatos: jornalvaia@gmail.com e 9892-3603

06, segunda, 18h30: Lançamento do livro Mais trabalho, de Sadi Dal Rosso (Editora Boitempo).

Capa Mais trabalho.indd

A quem serve o aumento da carga de trabalho no mundo contemporâneo? Quem se beneficia da intensificação da produtividade e do ritmo dos trabalhadores? Com certeza não são os próprios, que sofrem com os efeitos da dinâmica capitalista de elevar qualitativa e quantitativamente a produção a qualquer custo. A partir dessa constatação, a obra Mais trabalho!, de Sadi Dal Rosso, analisa situações cruciais para a expansão do capitalismo no início do século XXI. Com argumentos consistentes e investigação rigorosa, Sadi desafia aqueles que acreditam no fim da centralidade do trabalho e no surgimento de uma nova sociedade sem trabalhadores. O foco de sua pesquisa é a realidade de Brasília, cidade sem tradição de trabalho industrial, que serviu perfeitamente como objeto de observação dos fenômenos globais, que se pretendem modernos sem ser. Sadi Dal Rosso apresenta as conseqüências negativas do excesso de trabalho, onde a cobrança por resultados e a exigência de versatilidade cobram custos altíssimos da saúde física e emocional dos trabalhadores. Publicado pela Boitempo dentro da coleção Mundo do trabalho, a obra desenvolve conceitos como intensidade do trabalho, a relação deste fenômeno com os trabalhadores e as conseqüências deste para a sociedade. Chegando a conclusões originais, Mais trabalho! demonstra empiricamente a atualidade da luta de classes, apontando quais segmentos sociais ganham com o enfraquecimento e a fragmentação das forças sociais do trabalho. Apresentação de Antonio David Cattani e orelha de Ricardo Antunes, coordenador da coleção.

Sadi dal Rosso é professor de sociologia da Universidade de Brasília (UnB). Doutor pela Universidade do Texas, é reconhecido pesquisador das condições de trabalho no Brasil, coordenando diversos projetos de investigação nessa área. Ex-presidente do ANDES – Sindicato Nacional. Entre outros livros, publicou A jornada de trabalho na sociedade: o castigo de Prometeu (Editora LTR, 1996), O debate sobre a redução da jornada de trabalho (ABET), A regulação social do trabalho (Paralelo 15, Brasília), As condições de trabalho no limiar do século XXI (Brasília), As condições de trabalho do menor trabalhador, (Thesaurus, Brasília).

08, quarta, 19h: Início do curso Cinema francês – Repensando a Nouvelle Vague, com Milton do Prado. (Dias 8, 15, 22 e 29/07 e 5 e 12/08, das 19 às 21h30.) INSCRIÇÕES ABERTAS.

A Nouvelle Vague é um movimento do cinema francês bem mais comentado do que visto. Vários clichês sobre ela já foram cristalizados, mas eles correspondem realmente ao que seus filmes apresentavam? O que foi produzido pelos cineastas daquele grupo depois do período normalmente associado ao movimento? Que tipo de legado eles deixaram para o cinema francês atual?

CINEMA 01

A proposta do curso é justamente ir além do lugar-comum: discutir a Nouvelle Vague a partir da análise de trechos de vários filmes, pensar sua relação com os textos críticos, identificar possíveis seguidores e também desenhar os trajetos díspares dos cineastas daquele grupo. Para este fim, o curso vai se basear em encontros e confrontos entre obras de cineastas franceses das últimas cinco décadas, extraindo da comparação a discussão de vários temas dessa rica cinematografia.

CINEMA 02

MILTON DO PRADO 01

Ministrante: Milton do Prado. Diretor, produtor e montador de cinema e sócio da produtora Clube Silêncio. Leciona no Curso de Realização Audiovisual da Unisinos. Colaborador da revista Teorema

Valor: R$ 180,00 à vista ou 2 X R$ 100,00 

Onde: Na Palavraria

Promoção: Clube Silêncio 

Informações e inscrições: clube@clubesilencio.com.br e telefones 51 32279564/32125242 ou Palavraria: 51 32684260 e  palavraria@palavraria.com.br .

Links:
http://amorlouco.wordpress.com/


11, sábado, 19h: Nós y nosotros, bate-papo com o escritor Aldyr Garcia Schlee, conversando sobre seus dois próximos livros – Don Frutos e Nos limites do impossível – Contos gardelianos e sobre a obra dos escritores Mario Benedetti e Simões Lopes Netto.

ALDYR SCHLEE

Aldyr Garcia Schlee (Jaguarão, 22/11/1934) é escritor, jornalista, tradutor, desenhista e professor universitário. Doutor em Ciências Humanas, publicou vários livros de contos e participou de antologias, de contos e de ensaios. Alguns livros seus foram primeiramente publicados no Uruguai pela editora Banda Oriental. Traduziu a importante obra Facundo, do escritor argentino Domingos Sarmiento, fez a edição crítica da obra do escritor pelotense João Simões Lopes Neto. Foi professor de Direito Internacional da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pelotas – UFPel, por mais de trinta anos onde foi também pró-reitor de Extensão e Cultura. É torcedor do Brasil de Pelotas, clube que chegou a ser tema do conto “Empate”, publicado em “Contos de futebol”. Criou o uniforme verde e amarelo da seleção brasileira de futebol, mais conhecido como Camisa Canarinho. Recebeu duas vezes o prêmio da Bienal Nestlé de Literatura Brasileira e foi três vezes premiado com o Prêmio Açorianos. Atualmente vive em um sítio em Capão do Leão, município vizinho de Pelotas.

Obras publicadas

2000: “Contos de Verdades”, contos (ed. Mercado Aberto)
1998: “Linha Divisória” (contos, ed. Melhoramentos)
1997: “Contos de Futebol” (contos, ed. Mercado Aberto)
1983: “Contos de Sempre” (contos, ed. Mercado Aberto)
1991: “El dia en que el papa fue a Melo” (contos, ed. de la Banda Oriental) (republicado em português como “O Dia em que o Papa foi a Melo”, ed. Mercado Aberto, 1999)
1984: “Uma Terra Só” (contos, ed. Melhoramentos)

Anúncios

1 Response to “Programação de 04 a 11 de julho”


  1. 1 Flipa Jardim
    6 de julho de 2009 às 10:04

    Caríssimos,

    Tendo ouvido já muito falar da Palavraria é com muito agrado que os vejo por aqui.
    Porque estou no outro lado do Oceano, em Lisboa, não poderei estar presentes nos eventos que hora anunciam, especialmente a conversa com o escritor Aldyr Garcia Schlee, que sei de antemão será excelente.
    Mas fico a aguardar as notícias.
    Esse meio da internet, permite isso: que o longe se faça perto e que a cultura se partilhe cada vez mais.

    Votos de muito sucesso.
    Abraço desde Lisboa,

    Filipa


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


julho 2009
S T Q Q S S D
    ago »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Categorias

Blog Stats

  • 721.789 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: