Arquivo para 10 de julho de 2010

10
jul
10

Programação de 12 a 17 de julho

.

.

12 a 17 de julho

.

14, quarta, 19h: Quem faz literatura brasileira e latino-americana contemporânea? Debate e leituras com Angélica Freitas, Antonio Xerxenesky, Carlos André Moreira, Cristian de Nápoli e Telma Scherer. Produção do Jornal Vaia.

.

Autores brasileiros que tem seus trabalhos publicados na Argentina e América Latina e autores latino-americanos que publicam no Brasil serão comentados, debatidos e lidos neste encontro que reunirá alguns dos novos escritores gaúchos, como Angélica Freitas, Antonio Xerxenesky, Carlos André Moreira e Telma Scherer, na companhia do poeta argentino Cristian De Nápoli, que é um dos maiores divulgadores da literatura brasileira contemporânea em espanhol.

Convidados

Angélica Freitas (Pelotas, 1973)  Poeta e tradutora brasileira. Publicou o livro Rilke shake (São Paulo: Cosac Naify, 2007). Participou de vários encontros de poetas e festivais internacionais, como o Festival Latino-americano de Poesía Salida al Mar (Buenos Aires), o Poquita Fé, em Santiago do Chile, e é uma das convidadas do Poesie Festival em Berlim, dedicado em 2008 à poesia lusófona. Seus poemas foram publicados em várias revistas impressas e eletrônicas, como Inimigo Rumor (Rio de Janeiro, Brasil), Diário de Poesía (Buenos Aires/Rosário, Argentina), águasfurtadas (Lisboa, Portugal), Hilda (Berlim, Alemanha) e Aufgabe (Nova Iorque, Estados Unidos), e figura na antologia Cuatro Poetas Recientes del Brasil (Buenos Aires: Black & Vermelho, 2006). É co-editora, com os poetas Marília Garcia, Fabiano Calixto e Ricardo Domeneck, da revista de poesia Modo de Usar & Co. Traduziu poetas argentinas como Susana Thénon e Lucía Bianco. Edita o blog Tome uma xícara de chá. Leia poemas e mais informações sobre a poeta.

Antonio Xerxenesky (Porto Alegre, 1984). Ficcionista, autor do romance Areia nos dentes (Não Editora, 2008; Editora Rocco, 2010). Já publicou narrativas curtas em antologias como Ficção de Polpa e no momento finaliza o volume de contos A página assombrada por fantasmas, que será lançado pela Editora Rocco em 2011. Seu conto “O desvio” foi adaptado para a TV por Fernando Mantelli em 2007. Atua como editor na Não Editora, onde organiza a revista online de crítica literária Cadernos de Não-Ficção.

Carlos André Moreira | nasceu em São Gabriel em 1974. Formado em Jornalismo pela UFRGS, atualmente é mestrando em Literatura Portuguesa no Instituto de Letras da mesma universidade. Desde 2003, trabalha no Segundo Caderno de Zero Hora, onde exerce a função de crítico literário. Em 2009, publicou o romance Tudo o que fizemos (Leitura XXI).

Cristian De Nápoli | nasceu em Buenos Aires, em 1972. Publicou em 1999 sua primeira coletânea de poemas, chamada Limite Bailable, seguida de El Ringue (2004) e Los Animales (2007). É um dos mais incansáveis divulgadores da poesia hispano-americana contemporânea, organizando na capital argentina um dos melhores festivais de poesia do continente, o Salida al Mar. A relação e os intercâmbios de Cristian De Nápoli com a literatura brasileira são intensos. Traduziu e editou, por exemplo, a antologia de poesia contemporânea Cuatro Poetas Recientes del Brasil (com Joca Reiners Terron, Angélica Freitas, Ricardo Domeneck e Elisa Andrade Buzzo) e a antologia de prosa Terriblemente Felices – Nueva Narrativa Brasileña, com autores como Sérgio Sant´Anna, Cíntia Moscovich, Jorge Mautner, Marçal Aquino e João Gilberto Noll, entre outros. Estará em Porto Alegre lendo poemas de um livro em preparaçao, Dez reais e um poema fabuloso, traduzido por Luiz Guedes, Angélica Freitas e Ricardo Domeneck.

Telma Scherer | poeta, autora de “Desconjunto” (IEL/CORAG, 2002) e “Rumor da Casa” (7 Letras/Fumproarte, 2008, www.rumordacasa.com.br). É mestra em Literatura Comparada pela UFRGS. Em breve, publicará seu primeiro romance (romanceaoavesso.blogspot.com)

.

.

16, sexta, 19h: Lançamento do livro Outras manhãs, de Mara da Rosa

.

Outras Manhãs revela em seus contos, sempre sob a ótica da mulher, as infinitas possibilidades de renascimento, reconstrução de outras e novas manhãs.

Mara da Rosa é bacharel em Letras, escritora e alfabetizadora de idosos.

.

.

17, sábado, 17h: Lançamento do livro Fetiche, de Carina Luft

.

Elas eram lindas e tinham pés delicados. Verdadeiramente tentadores, para alguns. Quando jovens aspirantes a modelo comaçam a aparecer mortas e seus pés, arrancados dos corpos, desaparecem, não resta mais dúvida de que não se trata de um assassino comum. Não faltam suspeitos. Ao menos três pessoas parecem ter o perfil e os meios. E a responsabilidade por encontrar o culpado recai sobre o detetive Weber e o jovem inspetor Nestor. Entre trapaças e mentiras, a trama leva o leitor para um mistério cheio de suspense, envolto em segredos e conduzido por um louco fetiche.

.

Carina Luft nasceu em Montenegro, em 1971. Ingressou na oficina literária de Charles Kiefer em 2003, e participou do curso A construção do romance, com Luiz Antonio de Assis Brasil. Integrou as antologias de contos 101 que contam, 103 que contam, Porque hoje é sábado e 104 que contam. Ficou em primeiro lugar na categoria conto do I CPrêmio AMES/Jornal Ibiá de Literatura, em 2005. Formada em secretariado executivo bilingue e pós-graduada, foi colunista do jornal O Progresso, em Montenegro, e participa do programa Pauta Livre da TV Cultura de Montenegro.

.

.



Anúncios



julho 2010
S T Q Q S S D
« jun   ago »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Categorias

Blog Stats

  • 722.916 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: