Arquivo para 3 de outubro de 2010

03
out
10

Aconteceu na Palavraria: Liana Timm convida Tania Mara Galli e Armindo Trevisan

.

.


Ontem, 2, Liana Timm recebeu na Palavraria seus convidados – a psicóloga Tania Mara Galli Fonseca e o escritor Armindo Trevisan e coordenou interessante debate sobre as obras de cada um, ilustrado p0r leituras de textos com a atriz Ida Celina. Mais um Palavra – Alegria da Influência, produção de Fernando Ramos, do Jornal Vaia.

.

.

.

.

.

.

.

.


.

.


.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.


.

03
out
10

Programação de 4 a 9 de outubro

.

.

05, terça, 19h: Abertura da exposição fotográfica Novas Paisagens, de Joel Silva.


Joel Silva é artista plástico e fotógrafo, frequenta a oficina de Litografia do Atelier Livre da Prefeitura Municipal de Porto Alegre desde 2002, onde desenvolve projeto em que integra as linguagens litográficas e fotográficas, bem como arte digital e livro de artista. Nas fotografias que apresenta nesta exposição, Joel captura o inesperado, o casual, mostrando detalhes que vão além da visão, construindo macro paisagens a partir de micro imagens.

.

08, sexta, 17h: Lançamento do livro Tateando sabores, de Vera Ilda Zoratto Sanvicente. (Redes Editora)

Tateando sabores é um livro que contém receitas selecionadas que vêm passando de geração à geração nas famílias Zoratto e Sanvicente. Vera Ilda Zoratto Sanvicente pretendia fazer apenas uma seleção de receitas da família para transmitir aos filhos, netos e bisnetos os prazeres da boa cozinha. Porém, ao se descobrir portadora de degeneração macular, doença que leva à cegueira, percebeu que através de suas receitas poderia ajudar a inúmeros deficientes visuais. Assim, após um cuidadoso trabalho de seleção e de organização, a autora apresenta suas receitas neste livro, que contém também dicas de cozinha e de pequenos segredos que tornam os pratos mais saborosos. A obra também está disponível em uma versão em Braille.

.

09, sábado, 11h: Lançamento do livro Lamartine, de Lelé Guerra. (Editora vivilendo)

Lamartine é um menino que tem umas manias muito esquisitas. Também gosta de colecionar coisas incomuns. Por ser muito alto para sua idade, magricelo e ruivo, tem que conviver com alguns apelidos que o incomodam. Por ser um menino muito sensível, é capaz de enxergar a beleza das pessoas além da sua aparência física e quando se aproxima de Thaís, começa a perceber a vida de um jeito diferente, de um jeito muito melhor.

Lelé Guerra nasceu em Porto Alegre (RS). É professora há 31 anos e trabalha em escola da rede privada de ensino. Formada em Pedagogia Multimeios e Informática Educativa pela PUCRS. Organizou e coordenou o Projeto Livro Aberto onde promoveu oficinas literárias para professores da Educação Infantil e Séries Iniciais. Tem vários artigos sobre Educação publicados em jornal de grande circulação e em sites educacionais.

.

09, sábado, 19h: Pocket show com Wanderley Falkenberg. Participação de Toneco da Costa.

Desde 1977, Wanderlei Falkenberg se encontrava radicado no centro do País, atuando como publicitário. Agora retorna, para mais uma vez dar sua contribuição à nova – e tão rica – fase que a música gaúcha vive no momento. Neste pocket na Palavraria, apresenta-se acompanhado do músico Toneco da Costa, seu amigo e parceiro de composições.

Embora Wanderlei Falkenberg já fosse um nome conhecido no meio musical estudantil de Porto Alegre, sua carreira como compositor firmou-se a partir de 1968, quando, aos 19 anos, teve duas músicas suas classificadas entre as finalistas do I Festival Universitário da Música Popular Brasileira, promovido pela Faculdade de Arquitetura da UFRGS. Uma delas, “Canto do Encontro”, foi escolhida como 3ª colocada entre mais de 20 finalistas participantes. No mesmo ano, Wanderlei, em parceria com Luiz Sant’Anna, foi também finalista da etapa gaúcha do festival de nível nacional aqui promovido pela então TV Gaúcha (hoje RBS). Título da sua música: “Sexta-feira 13”. Já em 1969, quando do II FUMPB, Wanderlei esteve novamente entre os primeiros colocados, conquistando a 5ª colocação com “Dia Um”, novamente em parceria com Sant’Anna. A partir daí, paralelamente ao seu trabalho como compositor e produtor de fonogramas musicais publicitários, Wanderlei criou e participou de algumas das mais marcantes iniciativas, na música do Rio Grande do Sul: o grupo “Mordida na Flor”, que buscava uma renovação/atualização da nossa temática musical; o espetáculo musical “Amelita – Cabeça, corpo e membros”, com Cláudio Levitan e alguns dos grandes músicos do pop gaúcho; “Própolis – Cidade a Favor”, com seu múltiplo parceiro Giba-Giba e outros nomes de peso.

Toneco da Costa é violonista, arranjador, compositor e diretor musical. Autor de trilhas para teatro, dança e publicidade. Ao longo de sua carreira, desenvolveu importantes trabalhos com Ayres Potthoff, Nelson Coelho de Castro, Fernando Ribeiro, Gloria Oliveira, Jeronimo Jardim, Pedro Figueiredo, Paulo Gaiger, Pery Souza e Lourdes Rodrigues, entre outros. Recebeu o Prêmio Açorianos como arranjador em 1994, 1995, indicação em 1998, 1999 e 2010. É autor de trilhas para teatro, dança, publicidade e vídeos, com destaque para a música da peça Crônica da Cidade Pequena, do grupo Tear, ganhadora dos prêmios Açorianos e Mambembe – Inacen/Ministério da Cultura em 1985, composta em parceria com o flautista Ayres Potthoff. Desde 1994, atua como violonista e diretor musical do Grupo Vocal Muito Prazer, quarteto que se dedica à MPB e que tem se apresentado em projetos como o Pró-Arte, Música nas Esquinas e Música na Catedral, em cidades do interior do Estado, e em Porto Alegre, no Café Concerto Majestic, Teatro Renascença, Teatro Bruno Kiefer e Sala Alvaro Moreyra. Em 2009, lançou seu primeiro CD solo: “Inverno”, obra instrumental que registra todo o seu talento e concepções musicais com rara fidelidade.

.

.




outubro 2010
S T Q Q S S D
« set   nov »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Categorias

Blog Stats

  • 731.559 hits

Top Clicks

  • Nenhum
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com

%d blogueiros gostam disto: