Arquivo para 22 de março de 2011

22
mar
11

Palavraria indica: Canto prometido, CD de Juliano Barreto

.

.

Canto prometido, CD de Juliano Barreto
À venda na Palavraria – R$ 25,00

Reserve seu exemplar – palavraria@palavraria.com.br, 3268 4260
ou venha até a loja: Rua Vasco da Gama, 165 – Bom Fim

.


.

Primeiro CD de Juliano Barreto, lançado em 2009.

Faixas:
1. Missão Impossível
2. Amor Inconstante
3. Mata Minha Sede
4. Vento da Paixão
5. De Volta Ao Rumo
6. Entre Quatro Paredes
7. Refém do Amor
8. Cinzas
9. É Preciso Voar
10. Canto Prometido

Amostra: Juliano canta Cinzas (Juliano Barreto/Luciah Helena/Jerônimo Jardim) e Moda de Sangue (Jerônimo Jardim/Ivaldo Roque), no show Canto Prometido – Ao vivo Teatro do CIEE, 03 de Julho/2009.

.

.

Anúncios
22
mar
11

Palavraria indica: Contos, livro de Ivo Bender

.

.

Contos, de Ivo Bender. L&PM Editores, 2010.

À venda na Palavraria – R$ 36,00

Reserve seu exemplar – palavraria@palavraria.com.br, 3268 4260
ou venha até a loja: Rua Vasco da Gama, 165 – Bom Fim

.

.

 

Neste livro a realidade se coloca a serviço do fantástico e o cenário apresentado é completamente novo e, por que não, inusitado. O autor apresenta em seus contos um novo e curioso olhar sobre o Rio Grande. A temática da imigração europeia – sobretudo alemã – é grata pelo autor, já que reaviva suas memórias em São Leopoldo, interior do Rio Grande do Sul. A partir deste ponto, Bender constrói a vida dos homens e mulheres que povoaram a região.

Assim como Ítalo Calvino, Ivo Bender cria suas cidades invisíveis, conta aquilo que elas têm de mais singular para então usá-las como plano de fundo na ambientação de sua narrativa. Este detalhe é importante para entender contos como Campos de Santa Maria do Egito, Vale das Tílias, Sonora, Pedra Marcada, Brau Lopes, Espinheiros, Mercês, Aljofres e Corticeira. Todos estes relatos carregam nomes de cidades inventadas por Ivo Bender. Com estes nove contos – frutos da sua produção recente, com exceção de Campos de Santa Maria do Egito, escrito há mais de dez anos –, Bender tece um novo mapa para a geografia sulina e mostra que além de um grande dramaturgo é também um habilidoso narrador.

Ivo Bender, natural de São Leopoldo (RS), é autor de Queridíssimo canalha (1971), Quem roubou meu Anabela? (1972) e a Trilogia perversa (1988). Dramaturgo, professor aposentado do curso de Artes Dramáticas da UFRGS e é mestre e doutor em Teoria da Literatura pela PUCRS. Agraciado em 2002 com o Prêmio Açorianos de Literatura na categoria literatura dramática pela peça Mulheres Mix, este volume marca a estreia de um dos maiores dramaturgos brasileiros contemporâneos na escrita de relatos breves. Ivo já traduziu obras de Jean Racine, Emily Dickinson e Harold Pinter e encenou O Macaco e velha.

.

.




março 2011
S T Q Q S S D
« fev   abr »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Categorias

Blog Stats

  • 709.169 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: