Arquivo para 8 de julho de 2011

08
jul
11

A quase-crônica de Nelson Safi: os duelistas

.

.

Os duelistas, por Nelson Safi

.

.

Não se engane, esta quase crônica não falará do livro “Os duelistas”, do Joseph Conrad (que teve adaptação do Ridley Scott no cinema). O assunto será “O duelo”, uma rara novela do Anton Tchekhov. Logo de início o livro chamou a minha atenção pelo seu projeto gráfico (nem sei se estou falando certo, vou logo pedindo desculpas a quem é profissional na área). Então, retomando, o livro é muito bonito: capa, contracapa, papel, fonte, etc. Parabéns ao Hélio de Almeida, responsável pela capa, projeto gráfico e ilustrações. O livro agrada à visão e ao tato.

Antes disso, há o fato principal de ser uma obra do Tchekhov, o que para mim, independentemente do projeto gráfico, é motivo mais que suficiente para me interessar pela história (o livro é muito bonito mesmo, não poderia deixar de comentar este aspecto primeiro). Outro fato interessante é que se trata de uma novela, nada usual em se tratando deste autor. A história foi publicada, originalmente, em forma de folhetins em onze edições do jornal Nóvoie Vriémia (de propriedade de seu amigo e editor Aleksei Suvórin).

O livro vem prefaciado por Elena Vássina, o que sempre ajuda na contextualização da obra em relação à sua época e ao conjunto da obra tchekhoviana. Leio os prefácios com a mesma satisfação de ler a própria história. Outro dado relevante é o fato de ser uma tradução diretamente do russo, que torna ainda mais interessante a leitura. É dele, o prefácio, que roubei o trecho abaixo, para dar uma ideia aproximada do livro:

“Em O duelo, o zoólogo Von Koren, entusiasmado com as ideias do darwinismo social, gostaria de exterminar em prol da humanidade Laiévski, o sujeito depravado e perverso. O antagonismo entre os personagens chega a tal ponto que os dois se enfrentam em duelo.”

A composição dos personagens, o crescimento da tensão entre eles, que leva ao duelo que dá título ao livro, é o grande motor da história. Quando fui chegando ao fim bateu uma sensação estranha. Por um lado, de estar louco para saber como o Tchékhov resolveria a trama; por outro, de querer saborear o livro por mais tempo.

Abraço,

Nelson Safi

Nelson Safi. Nasceu em Porto Alegre faz tempo. Iniciou na literatura em 2002 ingressando na Oficina de Contos de Charles Kiefer. Ganhou uns prêmios por aí. Em 2004 lançou seu primeiro livro de contos (por enquanto o único), Balas de coco e outras histórias amargas, e ainda participou da antologia 101 que contam, organizada por Charles Kiefer. Em 2005 participou das antologias brevíssimos! e Histórias de quinta, organização de Charles Kiefer. Em 2006 participou das antologias Contos do novo milênio, editada pelo IEL – Instituto Estadual do Livro, e 103 que contam, ambas organizadas por Charles Kiefer

.

Nelson Safi publica no blog da Palavraria na segunda sexta-feira do mês.

 

.

.

Anúncios
08
jul
11

Vai rolar na Palavraria, neste sábado, 09

.

 

09, sábado, 18h: Abertura da exposição fotográfica Cartografias infantis: a cidade pela criança, a fotografia pela infância.  Projeto organizado por Larisa da Veiga Vieira Bandeira, Luciano Bedin da Costa, Mayra Martins Redin, Luciana Bandeira, Natália Arsand e Rafael Bandeira.

O projeto “Cartografias infantis: a cidade pela criança, a fotografia pela infância” apresenta no dia 9 de julho, as 18h, uma exposição fotográfica na Palavraria, resultante deste primeiro semestre de desenvolvimento do projeto. A mostra reúne fotografias tiradas por diferentes grupos de crianças de diferentes lugares da cidade de Porto Alegre. Este projeto é financiado pela Funarte e tem como objetivo mapear Porto Alegre através do olhar de crianças moradores da mesma. Tais fotografias estarão disponíveis num site onde as pessoas poderão acessar a cidade de Porto Alegre por este outro ponto de vista. Para realizar as fotografias são feitas oficinas com os grupos de crianças que se reúnem com os coordenadores do projeto e se deslocam para um ponto da cidade com máquinas fotográficas. Tais encontros também são repletos de conversas e impressões feitas pelas crianças sobre a cidade e a fotografia, que muitas vezes se refletem no nome que elas dão para suas imagens. As fotografias desta mostra são resultantes das seguintes oficinas: com as crianças da Comunidade Quilombola do AREAL em Março de 2011, com as crianças da Colônia de Férias do Espaço Múltiplo em Julho de 2010 e Janeiro de 2011, as crianças da turma 34 do Colégio Rosário e as crianças da Aldeia Kaigang da Lomba do Pinheiro em maio de 2011.

 

 

.

.




julho 2011
S T Q Q S S D
« jun   ago »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Categorias

Blog Stats

  • 717.307 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: