Arquivo para 17 de setembro de 2011

17
set
11

A crônica de Rônei Rocha

.

.

De pato a ganso, por Rônei Rocha

.

No início da faculdade de medicina, os calouros parecem misses desejando a paz mundial e a erradicação da fome, quase todos alegando, cheios de boa intenção, terem decidido ser médicos para poder ajudar as pessoas, ou outras razões igualmente nobres. É raro encontrar alguém que almeje fama ou riqueza.

Quando fui convidado para escrever crônicas para o jornal Tribuna, meu primeiro pensamento foi que teria a oportunidade de fazer chegar a um grande número de leitores, informações úteis para que eles conseguissem uma melhor qualidade de vida. Mas logo fui atacado por uma inquietação: “será que as pessoas vão aguentar outro psiquiatra escrevendo?” A segunda dúvida veio logo em seguida: “será que eu aguento outro psiquiatra escrevendo?” Convenhamos que há praticamente uma overdose de psicos mídia afora. Segundo as minhas pesquisas, só estão sobrando vagas para psiquiatras cantores. A saída que eu encontrei foi tentar não escrever como um “doutor”, mas sim chegar o mais próximo que eu conseguisse de uma conversa pouco formal. Na hora, quase não aceitei a proposta. Teria morrido de arrependimento, se fosse possível esse exercício fantasioso que sempre fazemos de “se eu soubesse antes o que eu sei agora” e não tivesse feito.

Uma das vantagens (e das desvantagens) de se viver em uma cidade pequena, como Uruguaiana, é que todos se conhecem. Chegar para tomar um café na praça e ouvir os comentários e sugestões das pessoas a respeito do que eu escrevo é uma experiência que só seria possível, em outro lugar, se eu fosse um escritor consagrado.

Muitas vezes recomendo que meus pacientes se exponham mais, para poder viver um feedback da realidade, mas, tal qual um pneumologista que fuma, termino por não seguir o meu próprio conselho. Com certeza, eu poderia estar curtindo há mais tempo esse tipo de “barato” que tem me causado escrever.

Continuo bem intencionado — a paz mundial, etcétera e tal — mas sou obrigado a admitir que hoje escrevo simplesmente porque preciso. (A praça com o meu nome e a fortuna caíram para quarto e quinto lugar respectivamente.) Sinto que fui picado por alguma mosquinha, não sei nem de que cor, mas estou escrevendo até no chuveiro e consultando um dicionário a todo o instante, enquanto a minha mulher consulta um advogado. Espero, para o bem de todos, que esta aventura tenha êxito, porque vocês nunca me ouviram, nem irão querer me ouvir, cantando O Ébrio.

Me aguardem.

Rônei Rocha é médico psiquiatra, reside em Uruguaiana – RS. Publicou recentemente o livro de crônicas Umas e outras (Editora Proa, 2011). Passa a publicar suas crônicas neste blog no 3º sábado de cada mês.

.


Anúncios



setembro 2011
S T Q Q S S D
« ago   out »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Categorias

Blog Stats

  • 721.899 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: