22
dez
11

Vai rolar na Palavraria, nesta quinta, 22/12: Lançamento da revista de cinema Teorema 19

.

.

22, quinta, 19h: Lançamento da revista Teorema 19.

.

.

 

 

Contagiada pelos ares da Primavera Árabe, Teorema 19 apresenta uma edição que desde a capa, passando pela entrevista e dois dos artigos tratam de questões relacionadas à democracia no Oriente Médio. O Irã, vale frisar, não é árabe, é persa, mas deu a largada para as revoltas populares nesta parte do mundo.  E esta é a primeira vez que a revista coloca na capa não um ator, mas um diretor de cinema. Neste caso, Jafar Panahi é o intérprete de si mesmo em Isto Não É Um Filme, rodado em sua casa, já que se encontra em prisão domiciliar. O crítico Paulo Henrique Silva analisa Isto Não É Um Filme, dirigido por Mojtaba Mirtahmasb e Panahi.

 

Em situação não muito melhor está Mohsen Makhmalbaf, que em entrevista à Teorema fala sobre seus filmes e sua condição de exilado que já escapou de um atentado no Afeganistão. Para analisar a obra de Makhmalbaf, Ivonete Pinto assina um artigo que divide a trajetória do diretor em distintas fases.

 

Esta edição vem mais robusta: além da entrevista, são 14 artigos que fazem um balanço do ano. Somando-se aos artigos já citados, Enéas de Souza, em sua habitual profundidade de análise, dedica-se ao filme de  Terrence Malick, A Árvore da Vida. Na sequência, João Nunes enfrenta com determinação o enigmático Caminho para o Nada, do veterano Monte Hellman. Já Vicente Moreno nos traz a reflexão de um filme ainda inédito no Brasil, Drive, do dinamarquês Nicolas Winding Refn, premiado em Cannes.

 

Pulando o “bloco persa”, Alexandre Santos encara outro dinamarquês, o controverso Lars von Trier e o seu Melancolia. Marcus Mello, nosso especialista em cinema espanhol, descama A Pele que Habito, de Pedro Almodóvar. Carlos Eduardo Lourenço Jorge, por sua vez, impôs-se o desafio de analisar o gigante já no título, Notícias da Antiguidade Ideológica: Marx, Eisenstein, O Capital, de Alexander Kluge.

 

Para falar da estreia no longa-metragem de um dos editores da revista, fomos buscar um filósofo: Darwin Oliveira embarca na viagem de A Última Estrada da Praia, de Fabiano de Souza. Raul Arthuso aceitou a incumbência de escrever sobre Eduardo Coutinho e seu mais recente documentário, As Canções. E Fabiano de Souza entrega-se ao ritmo de Rock Brasília – Era de Ouro, de Vladimir Carvalho, ressaltando o papel da família no filme. O Palhaço, de Selton Mello, com suas gags e nonchalance, é o motivo do texto de Milton do Prado.

 

Para promover uma sintonia com a vida da personagem central, Teorema convidou a atriz Mirna Spritzer para refletir sobre Riscado, de Gustavo Pizzi.  Fechando a edição, Teorema escalou o diretor Carlos Gerbase para falar de João Miguel, um ator que depende, mais do que tudo, de seu talento. Quem ler o texto, entenderá porquê.

 

Por fim, Teorema dá as boas-vindas a um novo editor: Milton do Prado. Frequente colaborador da revista, ele é mestre em estudos cinematográficos pela Concordia University de Montreal, montador, professor universitário e agora, oficialmente, crítico de cinema.

 

Fonte: Papo de Cinema – http://www.papodecinema.com.br/

.


0 Responses to “Vai rolar na Palavraria, nesta quinta, 22/12: Lançamento da revista de cinema Teorema 19”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


dezembro 2011
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Categorias

Blog Stats

  • 740.778 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com

%d blogueiros gostam disto: