19
mar
12

Recado de Lisboa, por Gabriela Silva: Florbela, o filme

.

.

Florbela, o filme, por Gabriela Silva

.

Rasga esses versos que eu te fiz, amor!
Deita-os ao nada, ao pó, ao esquecimento,
Que a cinza os cubra, que os arraste o vento,
Que a tempestade os leve aonde for!

Florbela Espanca

.

.

Então não posso me furtar, estando em Lisboa, de não pensar em Florbela Espanca (1894- 1930). Ainda que seus poemas não definam ruas com exatidão, nem descrevam épocas de Portugal, percebe-se a melancolia que habita o espírito português e que ecoa nos sonetos de Florbela.  Lembro do primeiro poema dela que li,  bem conhecido: “Eu”. E me identifiquei tanto, era como se corressem nas minhas veias, as palavras, como soro, rápidas. Cada verso do soneto parecia dizer o que eu sentia. Desse momento em diante não consegui mais deixar de ler a poetisa portuguesa.

E fiquei muito feliz ao saber da produção “Florbela” de Vicente Alves do Ó. O filme trata de uma parte exata da vida de Florbela Espanca: o casamento com Mário Lage e a morte do irmão Apeles.  Um filme esteticamente belo: a  década de 1920 retratada em seus modismos e cores, dando a impressão de vida que acreditamos que o cinema deve nos proporcionar.

A vida de Florbela, recortada para o filme, tinha muito mais dor do que alguns de seus poemas: a complicada questão de sua filiação, a ausência da mãe, dois casamentos fracassados e dois abortos.  Todos esses acontecimentos  lhe concederam a tristeza que até hoje é lida e percebida em seus versos.

Essa tristeza, essa permanente busca por alguém ou por um sentimento a ser preenchido associada à genialidade da poetisa é colocado de maneira excepcional no filme.  Alentejana de nascimento, Florbela era uma figura que frequentava os círculos literários de Lisboa, cafés, livrarias e era conhecida por sua simpatia e alegria, muito diferente do eu lírico identificado em seus sonetos.

Produzido pela Ukbar Filmes em 2012, escrito e dirigido por Vicente Alves do Ó e com 119 minutos de duração, Florbela é uma obra completamente portuguesa. Dalila Carmo interpreta Florbela, junto a um elenco de bons atores também portugueses.

O filme se encerra com Florbela escrevendo o livro que dedicou ao irmão falecido. Ela morreria três anos após o irmão, aos 36 anos. Ela que queria amar e amar somente.

Assisti ao filme no El Corte Inglés, num sábado, em que a tarde começara com chuva. Saí do cinema muda. Em casa peguei minha antologia da Florbela e precisei ler, ler…para poder encerrar e começar os sentimentos que me haviam tomado: melancolia e alegria.

Espero que o filme chegue ao Brasil, espero que ele chegue a Porto Alegre. Eu sei de muitos amigos e amigas que terão a mesma sensação que eu.

Sobre o filme:  http://www.florbela.pt/index.html

Sobre Florbela Espanca: http://www.vidaslusofonas.pt/florbela_espanca.htm

Gabriela Silva tem literatura no seu dna. Desde a infância convive com homens e deuses e as histórias que lhe contam. É formada em Letras, estuda o mal e a morte na literatura e todas as teorias conspiratórias e literárias. É doutoranda em Teoria da Literatura na PUCRS, tendo como foco a construção da personagem. Atualmente está em Lisboa, dizem que estudando.

.

.

About these ads

1 Response to “Recado de Lisboa, por Gabriela Silva: Florbela, o filme”


  1. 1 Aliriane F. Almeida
    27 de maio de 2012 às 16:02

    Comentários ótimos.
    Tenho a mesma espera: que ele chegue ao Brasil, e em Porto Alegre. Sorte a tua hein!
    Mas, como diria a própria Florbela..
    [...]Tu não sabes, meu amor,
    Que, quem espera desespera?[...]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


março 2012
S T Q Q S S D
« fev   abr »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Categorias

Blog Stats

  • 393,332 hits

Comunidade


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.253 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: