Arquivo para 27 de maio de 2012

27
maio
12

Programação de 28 de maio a 03 de junho de 2012

program sem

.

30, quarta, 19h: Identidade e realidade, bate-papo com o escritor Bentto de Lima.

A proposta do autor é dialogar sobre a idéia que o homem faz de si próprio no mundo. Essa idéia, que constitui a identidade humana, teve sua evolução ao longo da história. Bentto de Lima vai falar da visão totemista, de algumas expressões e resquícios dela no presente; das crenças em vários corpos para um mesmo ser humano; comentará idéias de Thomas Metzinger – professor de filosofia da Universidade de Mainz, na Alemanha – que pretende negar o ego pela neurociência, destacando a importância e a problemática dessa afirmação. Importam para o palestrante não as certezas em si (nem juízos sobre elas), mas, sim, o significado e a funcionalidade delas. Deste modo, acredita estar fazendo algo pertinente ao campo de estudos da história das religiões, seguindo os traços de Mircea Eliade e Ioan Petru Coulianu. Mas é claro que tal articulação exige que se passe pela filosofia, sempre com um tratamento Interdisciplinar.

Bentto de Lima é tradutor, escritor e conferencista. Graduado em Direito, Filosofia e Teologia, realizou traduções de autores significativos, como Agnes Heller, Mencken, Robert Graves e outros e tem publicados os livros Malungo: Decodificação da Umbanda (Bertrand Brasil, 1997) e O testamento da bruxa: lições de bruxaria essencial (1995).

.

01, sexta, 19h: Lançamento do CD Parador, de Nosly Marinho – Pocket voz e violão.

Produzido por Zeca Baleiro, o CD Parador foi gravado em São Paulo e tem a participação especial de Zelia Duncan, que divide os vocais com Nosly na faixa Nome. Um trabalho musical declaradamente pop. O compositor maranhense Nosly é um herdeiro legítimo da música que surgiu no Brasil no final dos anos 50, a Bossa Nova, que dividiu a Música Popular Brasileira em antes e depois dela. Exímio violonista, que não abre mão de harmonias elaboradas, Nosly propõe com sua técnica e talento elevar o nível da música que se faz hoje no país. Mas suas influências vão mais além. A musicalidade de duas cidades brasileiras marcam o seu trabalho: São Luís, pela diversidade de ritmos, e Belo Horizonte, pela sonoridade inaugurada pelo Clube da Esquina, liderado por Milton Nascimento e Wagner Tiso. É desses três universos tão distintos: bossa nova, ritmos maranhenses e música mineira, que surge o trabalho de Nosly. Uma estética sem modismos e preconceitos.

Perfil – Nosly nasceu em Caxias, Maranhão, em agosto de 1967. É autor de mais de 200 composições em diversos estilos, da MPB tradicional, passando pela Bossa Nova e pelo blues, até chegar aos ritmos dançantes como baião, reggae e funk. Entre os seus parceiros estão Zeca Baleiro, Nonato Buzar, Chico César, João Nogueira, Telo Borges, Tibério Gaspar, Luis Carlos Sá, Sérgio Natureza, Chico Anisyo e Joe Hamilton, além dos poetas Olga Savary e Celso Borges. e começou a compor na adolescência, já morando em São Luís. Autodidata, conquistou rapidamente os espaços culturais da cidade destacando-se em festivais.
No início dos anos 80 iniciou parceria com Zeca Baleiro com quem realizou vários shows na cidade. Em 1986 mudou-se para Belo Horizonte onde residiu até 1995. Aprimorou seus conhecimentos como violonista estudando, entre outros, com Ian Guest, Nelson Faria e Cláudia Cimbléris, além de fazer workshops com Toninho Horta, Dori Caymmi, Hermeto Paschoal e Heraldo do Monte. Na capital mineira atuou por três anos como violonista na Orquestra de Violões do Palácio das Artes. Tocou, também, como convidado, em shows de Toninho Horta, Lô Borges, Flávio Venturini e Paulinho Pedra Azul.
Nosly participou de festivais por todo o país, com destaques para o Canta Nordeste (Rede Globo, 1995) e o Festival do Carrefour, em duas oportunidades  (1992 e 1993). Em 1995, realizou vários shows no exterior. Ao lado da banda Brasil Corcovado, da cidade de Colônia/Alemanha, fez 44 apresentações em turnê por cinco países europeus: Alemanha, Áustria, Bélgica, Holanda e Suíça. Dois anos depois, voltou a Europa como convidado do compositor escocês, Joe Hamilton. Juntos, tocaram no The Garden London Jazz Festival, realizado em Canterbury, Inglaterra. Nosly teve, ainda, participação especial no novo disco de Hamilton.
O artista morou na Europa (Alemanha e Andorra) entre 2003 e 2006. Antes disso, foram 10 anos de Belo Horizonte e 10 de Rio de Janeiro. Na Europa, além de shows próprios, produziu e fez os arranjos do disco El Corazon (2005), em Paris, do compositor Otelo Netto, brasileiro radicado na Espanha. E lançou seu segundo trabalho Nave dos Sonhos (2007). Nosly voltou a morar em São Luís, em 2009.

.

.

02, sábado, 19h: Bianca Obino convida compositor e violonista Killy Freitas.

.


Anúncios



maio 2012
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Categorias

Blog Stats

  • 713.775 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: