Arquivo para 11 de junho de 2013

11
jun
13

Vai rolar na Palavraria, nesta quinta, 13, Lançamento do livro Expulsão, contos de Hilda Simões Lopes

program sem

.

 

13, quinta, 19h: Lançamento do livro Expulsão, de Hilda Simões Lopes (Ed. Confraria do Vento). Apresentação do livro em bate-papo com os escritores Luiz-Olyntho Telles da Silva e Cassio Pantaleoni.

expulsão

Os 16 contos de EXPULSÃO têm homogeneidade de conteúdo. Abordam conflitos fortes onde os personagens estão enredados em situações familiares e de relações humanas radicais. A violência em suas vidas escancara-se em metáforas, símbolos e imagens que remetem o leitor a questões do dia-a-dia comumente encobertas, dissimuladas, negadas ou, quando visíveis, pouco perceptíveis devido aos condicionamentos psico-emocionais, sociais e familiares.

No conto DESTERRO,  o desterro não é ser mandado para o exílio mas é  ficar refém de pessoas cheias de vida e esvaziadas de si mesmas. Ao longo do livro, os desterrados e a descomunal dificuldade existencial e social de uma pessoa se manter conectada ao que ela de fato é, torna-se gritante: em EXPULSÃO, onde um “passa o bastão”  ao outro; PROGRAMAÇÃO, em que a mãe castradora é delineada em sua opulência, invisibilidade e poder devastador; PAPÉIS mostra o ser humano submetido e coisificado na busca desesperada pelo ter; MARCHA-A-RÉ é a mulher tradicional refletindo seu papel na hora da separação; FIOS fala dos invisíveis fios de comando de toda gente; DESVIO enfoca o triângulo  marido/esposa/amante inconscientemente sustentado e incentivado pela esposa; OLHOS tem de tragédia grega mas é a comum tragédia de uma mal resolvida relação edipiana; PEDRAS enfoca a criança que todos temos e que não quer um mundo duro, escuro e de caminhos entulhados;  YONNA vai ao cerne e quanto mais for lido mais irá revelar sobre a questão do exercer-se; em SANGUE aparece o abandono do velho e em ETIQUETAS, de certa forma, o abandono da criança; RUMO diz do desterro dos migrantes rurais; TEIA fala do encontro de desterrados, como também ONDINA; BANQUETE termina escancarando a antropofagia social.

Expulsão, com sua linguagem metafórica e riqueza sub-textual, é um livro para o leitor ler, mergulhar nas entrelinhas e viajar além das linhas porque a vida, em sua complexidade e na crueza de suas perplexidades,  é a matéria pura de seus contos.

hilda simões lopesHilda Simões Lopes Costa, nascida em Pelotas, é bacharel em Direito, mestre em Sociologia pela Universidade de Brasília e professora universitária aposentada pela Universidade Federal de Pelotas. Fez oficinas de Criação Literária com Luiz Antonio de Assis Brasil, em Porto Alegre e no Centro Cultural de Las Americas, no México. Há 12 anos, ministra oficina de criação para jovens e escritores em Pelotas e, mais recentemente, em Porto Alegre. Em 2009, foi patrona de Feira do Livro de Pelotas. Publicou os livros Do Abandono à DelinqüênciaSenhoras e Senhoritas, Gatas e Gatinhas (ensaios sociológicos); A Superfície das Águas, prêmio Açorianos de Literatura, 1998, pelo Instituto Estadual do Livro; Cuba, Casa de Boleros, conjunto de crônicas,  finalista prêmio açorianos, pela AGE; Um Silêncio Azul, AGE; o romance A Anatomia de Amanda, pela editora Juruá, onde a autora analisa a obra ‘A Paixão Segundo GH’, de Clarice Lispector e  o livro didático Manual de Criação Literária, pela Editora Baraúna.

.

 

Anúncios
11
jun
13

Aconteceu na Palavraria, nesta segunda, 10, a Saideira da Festipoa 2013, com Letícia Wierzchowsky, Ana Mariano e Tabajara Ruas

.

aconteceu

.

Aconteceu nesta segunda, 10, Saideira da Festipoa 2013. Letícia Wierzchowsky, Ana Mariano e Tabajara Ruas conversaram sobre os personagens de suas obras e os de O tempo e o vento. Fotos do evento.

.

festipoa saideira 01.

festipoa saideira 02festipoa saideira 03 festipoa saideira 04 festipoa saideira 05.

.

.

.

.

.

festipoa saideira 06 festipoa saideira 07 festipoa saideira 08 festipoa saideira 09.

.

.

.

festipoa saideira 10 festipoa saideira 11 festipoa saideira 12 festipoa saideira 13festipoa saideira 14festipoa saideira 15 festipoa saideira 16.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

Palavraria - livros c.

 

11
jun
13

Vai rolar na Palavraria, nesta quarta, 12: Lançamento do livro Ecoplamento, de Gert Schinke

program sem

.

 

12, quarta, 19h: Lançamento de livro Ecoplamento, de Gert Schinke (Editora Insular).

ecoplamentoA teoria do ‘Ecoplamento’ explica o processo de assimilação das questões ecológicas por parte do sistema capitalista global, tanto ao nível do discurso político quanto ao nível da economia. Evidencia como se operam as relações das diferentes ‘ações/medidas ambientais’ em suas interfaces nas diversas esferas territoriais e institucionais, desvendando os bloqueios e contramedidas que o sistema capitalista mundial coloca diante de toda ‘ação/medida de caráter ecológico’, de forma a neutralizá-la nas esferas territoriais e institucionais similares ou superiores, sob a forma da conhecida ‘maquiagem verde’.

“O autor nos oferece a oportunidade de uma profunda reflexão das artimanhas do sistema capitalista para nos colocar em um verdadeiro engodo de possibilidades e promessas que a tecnologia nos salvará do colapso em curso, segundo ele, protelando sempre as mudanças necessárias na estrutura política socioambiental. O ineditismo da ‘teoria do ecoplamento’, que inova e agrega um novo conceito na ecologia política, possibilita entendermos de forma clara, a relação política com as questões ambientais. (…) Esta é uma obra que vem de forma criativa e simples oportunizar a todos, desnudar, descortinar a maquiagem verde, chamada de sustentabilidade pelo capital, para evitar a mudança estrutural que se faz necessária para termos uma ecologia efetiva e eficiente, com ênfase nas relações sociais, uma ecologia socioambiental, não uma sustentabilidade apenas do sistema financeiro capitalista, mas uma que esteja a serviço da vida em todos os níveis.” (Carlos Roberto Vieira)

Gert Schinke - PBGert Schinke, historiador e ecologista, foi vereador pelo PT e pelo PV em Porto Alegre. Atualmente vivendo em Florianópolis, SC, coordena o Centro de Direitos Humanos da Grande Florianópolis e o Movimento de Saneamento Alternativo (Mosal) e preside o Instituto para o Desenvolvimento de Mentalidade Marítima (Inmmar), além de ser coordenador geral da Federação das Entidades Ecologistas Catarinenses. Em 1986, publicou o livro Ecologia Política (Tchê! Editora), “manifesto ecológico, escrito sob a ótica marxista”.

.

 

 

11
jun
13

Aconteceu na Palavraria, neste sábado, Sarau das 6 – Edição Namorados: Cantadas de amor e morte

.

aconteceu

.

Aconteceu na Palavraria, neste sábado,  08, Sarau das 6 – Edição Namorados: Cantadas de amor e morte. Com Gabriela Silva, Jeferson Tenório, Diego Petrarca e Andreia Laimer. Fotos do evento.

.

sarau das seis 01.

sarau das seis 02sarau das seis 03sarau das seis 04Sarau das seis 05.

.

.

.

.

.

sarau das seis 07 sarau das seis 08 sarau das seis 09sarau das seis 06.

.

.

.

.

.

 

Palavraria - livros c.

 

11
jun
13

Aconteceu na Palavraria, em 31/05: Palavra Habitada, com o Grupo de Pesquisa p.a.r.t.e.s.c.r.i.t.a.

.

aconteceu

.

31 de maio, sexta, 18h30: Palavra Habitada, inserção na Palavraria pelo  Grupo de Pesquisa  p.a.r.t.e.s.c.r.i.t.a. Fotos do evento.

.

palavra habitada 01.

palavra habitada 02palavra habitada 03palavra habitada 04palavra habitada 05.

.

.

.

.

.

palavra habitada 07palavra habitada 08palavra habitada 09palavra habitada 10palavra habitada 11 palavra habitada 12 palavra habitada 13.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

Palavraria - livros c.

 




junho 2013
S T Q Q S S D
« maio   jul »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Categorias

Blog Stats

  • 710.697 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: