Arquivo para 20 de outubro de 2013

20
out
13

Programação de 21 a 26 de outubro de 2013

program sem

.

22, terça, 19h15: A poesia de Pablo Neruda – terceiro encontro do Ciclo de Poetas de Língua Espanhola. Com Raquel Grossman (coordenação), Gladis Kaercher, María Cinta Aguaded Gómez, Dione Detanico e Jane Felipe.

Convidadas/os lerão poesias de Pablo Neruda, ressaltando aquilo que lhes toca em cada poesia selecionada. O público presente, se assim o desejar, poderá participar, fazendo comentários sobre os poemas lidos ou trazendo outros poemas do autor.

pablo-neruda-3

Pablo Neruda (1904-1973), poeta chileno, começou a escrever ainda muito jovem, publicando seus primeiros poemas no periódico regional A Manhã.  Em 1923 publicou Crespusculário e no ano seguinte Vinte poemas de amor e uma canção desesperada. Em 1927 iniciou sua carreira diplomática e posteriormente se tornou senador. Na década de 50 publicou os seguintes livros: Canto Geral, dando à sua poesia uma intencionalidade social, ética e política, Os Versos do Capitão (1952) As uvas e o vento e Odes Elementares (1954). Em 1965 lhe foi outorgado o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade de Oxford, Grã-Bretanha. Em outubro de 1971 recebeu o Nobel de Literatura. Após sua morte, foram publicadas suas memórias, com o título Confesso que vivi.

Coordenação geral:

raquel grossmanProfª Raquel Grossman Uruguaia, reside no Brasil há muitos anos. Formada em nutrição pela Faculdade de Medicina de Montevidéu; professora de música pelo Conservatório Musical Kolischer, Montevidéu. Atualmente leciona o idioma espanhol, ministrando aulas particulares de conversação, individuais ou em grupo, bem como na preparação de profissionais em suas diversas áreas de atuação. Coordena seu próprio curso, cujo diferencial consiste em atividades culturais bilíngues em espanhol-português.

Participações especiais:

Gladis KaercherProfª Drª Gladis Kaercher formada em Letras pela UFRGS, é professora de literatura da Faculdade de Educação da UFRGS. Mestre e doutorada em Educação (UFRGS). Coordena atualmente o curso de Aperfeiçoamento política de Promoção da Igualdade Racial na Escola – UNIAFRO/UFRGS.  Possui inúmeras publicações na área de texto, literatura infantil, raça e etnia, infâncias e educação infantil.

maria cintaProfª Drª María Cinta Aguaded Gómez – licenciada em Psicologia pela Universidad de Sevilla, também é pedagoga e professora da Universidad de Huelva, Espanha. Integra os grupos de pesquisa “Ágora” e “Comunicar”, em Andalucía sobre competência midiática. Realizou estágios em centros estrangeiros França, Itália, Suécia, Bélgica e Portugal.  É coordenadora Erasmus de alunos de Catania (Sicilia). Publicou vários livros como autora e coautora, bem como artigos em revistas.   Atualmente faz pós-doutorado na FACED/UFRGS.

dione detanicoProfª Dione Detanico – escritora, professora de Língua Portuguesa e Literatura Portuguesa e Brasileira, licenciada em Língua Francesa, revisora de Língua Portuguesa. Autora dos livros Das Opacidades do Mundo (2010), Reflexões Filosóficas Infantis (2011). Coautora dos livros Arca de Impurezas e Arca profunda (2010), pela editora Território das Artes. 

jane felipeProfª Drª Jane Felipe – professora de graduação e pós-graduação da FACED/UFRGS. Psicóloga (UFRJ), Mestre (UFF/RJ) e doutora em Educação (UFRGS). Pós-doutorado em Cultura Visual (Universidad de Barcelona). Atualmente coordena a pesquisa Violências de gênero, amor romântico e famílias: entre idealizações e invisibilidades, os maus tratos emocionais e a morte. Possui inúmeras publicações na área de gênero, sexualidade, infâncias e educação.

.

Participação musical:

Iuri Daniel Barbosa: Contrabaixista, violeiro e compositor trabalha com os grupos Tribo Brasil, Lá Fora e Mezcolanza, especializado em trabalho autoral e releituras de Música Popular Brasileira. Atualmente desenvolve pesquisa de Mestrado em Geografia sobre a obra musical dos “Troncos Missioneiros”.

.

.

.

23, quarta, 19h: Lançamento do livro Províncias, crônicas de Marcelo Canellas (Editora Globo)

Convite Provincias

Províncias universais

 Em deliciosa coletânea de crônicas, Marcelo Canellas recolhe nas miudezas provincianas a matéria poética para falar da vida e de suas contradições

Um dos mais premiados jornalistas da televisão brasileira, Marcelo Canellas já rodou o mundo ao longo de seus mais de 25 anos de carreira. Mas, segundo ele mesmo, jamais deixou a cidade de Santa Maria da Boca do Monte, encravada no centro do Rio Grande do Sul — a província sempre segue com ele, alma adentro, aonde quer que vá.

O livro de crônicas que Canellas acaba de lançar, apropriadamente intitulado Províncias, comprova a profunda conexão do autor com a geografia afetiva de seus anos de formação. Santa Maria, aqui, é o arquetípico microcosmo que, sob a lente de aumento da literatura, vai desvelando o caráter universal das miudezas de um cotidiano particular.

Nesse sentido, qualquer insignificância do dia a dia – o aroma do café passado no coador de pano, a imobilidade de uma estátua-viva na praça, a desmontagem da lona de um circo – ganha renovada dimensão nesses relatos. E, também, tudo o que há de profundamente relevante passa por uma necessária releitura: filtrada sob a perspectiva “provinciana” de Canellas, a recente tragédia da Boate Kiss tem, no livro, aquela que talvez seja sua mais pungente interpretação.

marcelo canellasPublicados originalmente no Diário de Santa Maria, os textos revelam uma prosa poética fluida, delicada, a serviço da observação da vida e de suas eternas contradições. A compilação Províncias é a oportunidade de tornar o lado cronista de Canellas tão reconhecido quanto sua faceta de jornalista.

Marcelo Canellas, nascido em Passo Fundo, em 1965, é formado em comunicação pela Universidade Federal de Santa Maria. Repórter especial da Rede Globo, notabilizou-se pela cobertura de temas ligados a direitos sociais e humanos. Pela série de reportagens “Fome”, exibida no Jornal Nacional em 2001, ele e sua equipe conquistaram diversos prêmios — Ayrton Senna de Jornalismo, Barbosa Lima Sobrinho, Imprensa Embratel e Vladimir Herzog, além da Medalha ao Mérito da Organização das Nações Unidas.

.

.

.

24, quinta, 19h: Leituras Feevale – Contos da vida breve, com Henrique Schneider

vida breve - 10 anos

Leituras Feevale – Contos da vida breve são sessões nas quais, durante aproximadamente 50 minutos, Schneider lê e interpreta alguns dos pequenos contos que escreve em sua coluna “Vida Breve”, desde 2003, no jornal ABCDomingo, com tiragem de 70 mil exemplares e que circula pelo Vale do Sinos e Região Metropolitana. Desde 2007, com patrocínio da Universidade Feevale, o escritor realiza leituras públicas e gratuitas de seus contos, pelo interior do Rio Grande do Sul e cidades como Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Florianópolis, Belo Horizonte, Montevidéu e Buenos Aires.

HENRIQUE SCHNEIDER 02Henrique Schneider nasceu em 1963 e vive em Novo Hamburgo (RS). Tem diversos livros publicados, entre os quais O grito dos mudosA segunda pessoa, Contramão e A vida é breve e passa ao lado. O monstro debaixo da cama, primeiro conto de Henrique Schneider publicado na coluna Vida Breve, foi parar no programa Curtas Gaúchos, da RBS, adaptado pela cineasta hamburguense Cris Werle.

.

.

.

26, sábado, 11h: AGES entrevista, com Marlon Almeida e convidados.

.

.

.

 

Anúncios



outubro 2013
S T Q Q S S D
« set   nov »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Categorias

Blog Stats

  • 709.007 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: