03
nov
13

Programação de 4 a 9 de novembro de 2013

program sem

.

04, segunda, das 15 às 17h: Feira Além da Feira – Oficina de Poesia, com Diego Petrarca.

diego_petrarcaDiego Petrarca nasceu em Porto Alegre em 20 de março de 1980. Mestre em Teoria Literária – Escrita Criativa. Publicou três livros independentes: Nova Música Nossa (crônicas) 1998, Mesmo (poesia) 2003, Via Cinemascope (poesia) 2004, e uma edição-xeróx, Banda (poesia) 2002. Premiado em concursos literários. Integrou mais de 11 antologias por editora convencional. Publicou textos e poemas em jornais e revistas. Trabalha em projetos literários: leitura em público, produção de eventos e jornalismo literário. É professor de literatura e ministra oficinas literárias em órgãos de cultura em Porto Alegre.

.

.

.

04, segunda, 19h: Clube de Leitura – Todos os homens são mentirosos, de Alberto Manguel

cp todos os homensO ponto de partida deste romance é a história secreta de Alejandro Bevilacqua, misterioso autor de um único livro, que se matou no exílio em Madri. O escritor desperta a curiosidade de um jornalista francês, que decide escrever um livro sobre ele. As fontes são quatro pessoas que conviveram com Bevilacqua e prometem revelar segredos importantes.

O primeiro narrador tem o nome do próprio romancista: Alberto Manguel, uma espécie de alter ego homônimo. Em seguida, quem fala é Andrea, a última companheira de Bevilacqua; o jornalista recebe também uma carta de Chancho, ex-companheiro de prisão do escritor na Argentina. Por fim, a narrativa fragmentada e aparentemente ébria de outro exilado em Madri, Tito Gorostiza, irá trazer à tona graves segredos e levantar suspeitas acerca da morte de Bevilacqua.

O perfil do escritor, entretanto, permanece incompleto e obscuro. Resta então uma última surpresa: enquanto o jornalista constata a impossibilidade de montar o quebra-cabeça das lembranças alheias, confundido entre equívocos e mentiras, Alberto Manguel demonstra com maestria a possibilidade de um romance dar vida nova ao passado – uma vida verdadeira, apesar de ficcional.

alberto manguelAlberto Manguel nasceu em 1948, em Buenos Aires, e hoje é cidadão canadense. Passou a infância em Israel, onde seu pai era embaixador argentino, e fez seus estudos na Argentina. Em 1968 transferiu-se para a Europa e, à exceção de um ano em que esteve de volta a Buenos Aires, onde trabalhou como jornalista para o La Nación, viveu na Espanha, na França, na Inglaterra e na Itália, ganhando a vida como leitor para várias editoras. Em meados dos anos 70, aceitou o cargo de editor-assistente das Editions du Pacifique, uma editora do Taiti. Em 1982, depois de publicar The Dictionary of Imaginary Places (em colaboração com Gianni Guadalupi), mudou-se para o Canadá. Editou uma dúzia de antologias de contos sobre temas que vão do fantástico à literatura erótica. Autor de livros de ficção e não-ficção, também contribui regularmente para jornais e revistas do mundo inteiro. Atualmente vive no interior da França, num antigo priorado transformado em residência onde instalou sua vasta biblioteca.

 

Clube de Leitura Penguim/Companhia das Letras – Palavraria

clube de leitura

Inscrições gratuitas

O Clube de Leitura reúne, preferencialmente na primeira segunda-feira de cada mês, pessoas interessadas em ler e trocar idéias sobre obras da literatura clássica e contemporânea.

A primeira reunião foi em novembro de 2012, e discutiu o livro Terra Sonâmbula, de Mia Couto. Já foram enfocados Se um viajante numa noite de inverno (Italo Calvino), Barba ensopada de sangue (Daniel Galera), Caixa preta (Amoz Oz), Jacob, o mentiroso (Jurek Becker), A ausência que seremos (Héctor Abad) e Risíveis amores (Milan Kundera).

Em cada reunião os participantes escolhem as obras a serem discutidas nos próximos encontros e os respectivos mediadores, que serão sempre alternados.

Os participantes do Clube de Leitura terão um desconto de 10%, ao adquirirem na Palavraria os livros destinados à discussão.

 

Informações e inscrições na Palavraria

Rua Vasco da Gama, 165 – 51 3268 4260 – de segunda à sexta das 11 às 21h

ou pelo email palavraria@palavraria.com.br.

.

.

.

05, terça, das 19 às 21h: Feira Além da Feira – O conto de Poe a Hemingway, com Altair Martins, Rafael Bán-Jacobsen e Jeferson Tenório. Mediação de Reginaldo Pujol Filho.

ALTAIR MARTINS 01Altair Martins nasceu em Porto Alegre, em 1975. É bacharel em letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – ênfase em tradução de língua francesa –, mestre e doutor em Literatura Brasileira na mesma área pela mesma universidade. Ministrou a disciplina de Conto no curso superior de Formação de Escritores da UNISINOS. Tem textos publicados em Portugal, Itália, França, EUA e Argentina.

rafael bán-jacobsen 04Rafael Bán Jacobsen nasceu em 1981, em Porto Alegre. É autor de Tempos & costumes (Ed. Alcance, 1998) e Solenar (Ed. Movimento, 2005), ambos agraciados com o Prêmio Açorianos de Literatura (destaque em narrativa longa e melhor narrativa longa). Participou de diversas coletâneas, entre elas Ficção de polpa, volumes 1 e 2 (Não Editora, 2008). É físico, professor, pianista e escritor. Trabalha, atualmente, com pesquisa em cosmologia e em física nuclear e de partículas na UFRGS.

REGINALDO PUJOL F 01Reginaldo Pujol Filho, escritor portoalegrense tem dois livros de contos publicados, Azar do Personagem e Quero ser Reginaldo Pujol Filho e é o organizador da antologia Desacordo ortográfico. Mantem o blog Por causa dos elefantes.

.

.

.

6, quarta, das 16 às 18h: Roda de Leitura – O Amante Alemão: uma história de genealogias femininasBate-papo com Lélia Almeida. Mediação de Laura Rangel.

lélia almeida - o amante alemão 01

O trabalho de pesquisa sobre um dado histórico da cidade de Santaluz (que é Santa Cruz do Sul) – o da existência de uma epidemia de suicídios por enforcamento por trabalhadores rurais, causada pelo efeito dos agrotóxicos nas plantações do tabaco – serviram de pano de fundo social para a criação da intriga. Num outro plano simultâneo temos uma história de amor muito improvável que se desenvolve através de um triângulo nada convencional.
A articulação destas histórias é uma espécie de tributo a muitas histórias das narradoras latino-americanas a quem me filio, já que muitas delas optam por uma visão de mundo em que os nossos afetos mais profundos reverberam em escolhas, condutas e atitudes que são sempre políticas.
Além do pano de fundo social, local, a reflexão sobre as mulheres é soberana – já que esta é a minha escolha como escritora: a que questiona sobre a maneira como a nossa sociedade cria uma cultura de amor romântico para a vida das mulheres, um amor que supõe sempre o cuidado com outro, para o outro, em nome da negação negligente do cuidado mais importante para a vida de todos e das mulheres, em especial, que é o autocuidado e, portanto, o amor próprio. O tom folhetinesco se justifica pela própria necessidade da desconstrução destes mandatos que assumimos como nossos por toda uma vida, e para lembrar que sem o desmonte destas ilusões, que pode se dar através do humor, não seremos capazes de nos expressar profundamente em nossa autenticidade e nossas dúvidas mais verdadeiras.

lélia almeidaLélia Almeida, nascida em 1962, em Sant’Ana do Livramento, é romancista, cronista, ensaísta e professora de Literatura Brasileira e Literatura Latino-Americana. Tem publicados os livros Antônia (romance, 1987), Senhora Sant’Ana (romance, 1995); 50ml de Cabochard – crônicas sobre mulher e literatura (1995); A sombra e a chama: as mulheres d’O Tempo e o Vento (ensaio, 1996); As mulheres de Bangkok (crônicas, 1997); Querido Arthur (romance, 1999) e O amante alemão (romance, 2013).

.

.

.

06, quarta, das 19 às 21h: Feira Além da Feira – A tradução e outros crimes, com Andrea Kahmann, Patrícia Cavallo e Taylor Diniz. Mediação de Robertson Frizero.

Andrea Kahmann é mestre em Literatura Comparada na área de Estudos da Tradução pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Especialista em Gestão Estratégica Municipal (UNISC / FAMURS). Possui graduação em Direito pela Universidade de Santa Cruz do Sul (2002) e licenciatura plena em Letras Português / Espanhol pela Universidade de Santa Cruz do Sul (2003). Foi docente do Curso de Tradução da Universidade Federal da Paraíba e do curso Letras / Libras da UFPB Virtual. Pesquisadora em Estudos Culturais e Estudos de Tradução. Possui experiência de pesquisa em universidades espanholas e atua, também, como tradutora. É autora do livro de contos Entre ursos de prata e mulheres de ouro (EDUNISC, 2004).

tailor dinizTailor Diniz é jornalista, escritor e roteirista de cinema e televisão. Tem onze livros publicados nos gêneros crônica, conto e romance. Entre eles, O assassino usava batom, que ganhou, em 1998, destaque em narrativa longa do Prêmio Açorianos de Literatura, e Transversais do tempo, 2007, melhor livro de contos também no Açorianos e no Prêmio Associação Gaúcha de Escritores. Na área de cinema, seu roteiro mais premiado é o curta em 16mm Terra prometida, de 2006, Kikito de melhor filme em Gramado e Candango de melhor filme no Festival de Brasília.

robertson frizeroRobertson Frizero é escritor, tradutor, revisor e professor de idiomas. Mestre em Teoria da Literatura, Especialista em Ensino e Aprendizagem de Línguas Estrangeiras. Tem aperfeiçoamento em Administração de Sistemas e Bacharelado em Ciências Navais. Gestor Cultural da Editora 8INVERSO de 2009 a 2011. Seu livro de estreia na ficção, Por que Elvis não latiu?, foi premiado pela revista CRESCER e indicado ao Prêmio Açorianos de Literatura 2011 na categoria Literatura Infantil.

.

.

.

7, quinta, das 15 às 17h: Feira Além da Feira – Curso A novíssima literatura portuguesa, com Jeferson Tenório e Gabriela Silva.

 Jeferson Tenório 01Jeferson Tenório. É feito de literatura. Professor e apaixonado por Dom Quixote. Premiado no concurso Paulo Leminski em 2009 com o conto “Cavalos não choram” e no concurso Palco Habitasul com o conto “A beleza e a tristeza”, adaptado para o teatro em 2007 e 2008, além de ter tido poemas selecionados no concurso Poemas no Ônibus em 2009. Faz mestrado em literaturas Luso-africanas pela UFRGS. Acaba de lançar pela Sulina o romance O beijo na parede.

gabriela silva 02Gabriela Silva é formada em Letras, estuda o mal e a morte na literatura e todas as teorias conspiratórias e literárias. É doutoranda em Teoria da Literatura na PUCRS, tendo como foco a construção da personagem. Entre outras atividades, coordena atualmente (2011-2012) o grupo que organiza e apresenta mensalmente o Sarau das 6, programa de leituras e comentários literários, na Palavraria. É colaboradora da coluna Crônicas da Palavraria, publicada no blog da Palavraria.

.

.

.

7, quinta, das 19 às 21h: Feira Além da Feira – O conto de Hemingway a Piglia, com Daniela Langer, Gustavo Melo Czekster e Nelson Rego. Mediação de Cris Moreira.

daniela-langer-03Daniela Langer é designer. Também estuda o que lhe causa espanto na literatura e é aluna da Oficina Charles Kiefer desde 2005. Foi premiada no Concurso Osman Lins de Contos 2005. Tem textos publicados em em antologias, entre elas Inventário das delicadezas (Nova Prova, 2007) e Novos Contos Imperdíveis (Nova Prova, 2007) e Outras Mulheres (Dublinense, 2010). Escreve nos blogs Ordinariedades e Outras Mulheres.

gustavo czeksterGustavo Melo Czekster nasceu em Porto Alegre, em 1976. É advogado e mestre em literatura comparada pela UFRGS. Publicou pela Editora Dublinense o livro de contos O homem despedaçado.

nelson regoNelson Rego é autor de Tão grande quase-nada (Tomo Editorial, 2004), livro de biografias ficcionais e de Daimon junto à porta (Dublinense, 2009), livro vencedor do prêmio Açorianos de Literatura em 2011, no gênero conto. Participou das antologias de contos Inventário das delicadezasBrevíssimos e Novos contos imperdíveis, todas organizadas por Charles Kiefer. Ganhou prêmios literários com poesias. É professor na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com formação em geografia, filosofia, sociologia e educação. É autor e organizador da coleção de livros Geração de ambiências e de outros títulos, que reúnem apresentações e análises de práticas inovadoras em educação formal e não-formal.

.

.

.

8, sexta, das 15 às 17h: Feira Além da Feira – Curso A novíssima literatura portuguesa, com Jeferson Tenório e Gabriela Silva.

 Jeferson Tenório 01Jeferson Tenório. É feito de literatura. Professor e apaixonado por Dom Quixote. Premiado no concurso Paulo Leminski em 2009 com o conto “Cavalos não choram” e no concurso Palco Habitasul com o conto “A beleza e a tristeza”, adaptado para o teatro em 2007 e 2008, além de ter tido poemas selecionados no concurso Poemas no Ônibus em 2009. Faz mestrado em literaturas Luso-africanas pela UFRGS. Acaba de lançar pela Sulina o romance O beijo na parede.

gabriela silva 02Gabriela Silva é formada em Letras, estuda o mal e a morte na literatura e todas as teorias conspiratórias e literárias. É doutoranda em Teoria da Literatura na PUCRS, tendo como foco a construção da personagem. Entre outras atividades, coordena atualmente (2011-2012) o grupo que organiza e apresenta mensalmente o Sarau das 6, programa de leituras e comentários literários, na Palavraria. É colaboradora da coluna Crônicas da Palavraria, publicada no blog da Palavraria.

.

.

.

8, sexta, 19h: Lançamento do livro O varal de dona Mariazinha, de Lelé Guerra (Editora Vivilendo)

A história tem como personagem principal Teodora, uma menina que passa por mudanças muito grandes em sua vida e que, a partir de alguns acontecimentos, passa a aceitar melhor tais mudanças. Lelé conta aos estudantes que utilizou neste livro a metáfora do varal: “pendurar num varal imaginário as coisas que incomodam para deixar secar”, exemplifica.

LELÉ GUERRALelé Guerra nasceu em Porto Alegre (RS). É professora há 31 anos e trabalha em escola da rede privada de ensino. Formada em Pedagogia Multimeios e Informática Educativa pela PUCRS. Organizou e coordenou o Projeto Livro Aberto onde promoveu oficinas literárias para professores da Educação Infantil e Séries Iniciais. Tem vários artigos sobre Educação publicados em jornal de grande circulação e em sites educacionais. É autora do livro Lamartine (Editora Vivilendo, 2010)

.

.

.

9, sábado, 11h: Lançamento do livro (In)verdades sobre os profissionais de criação: poder, desejo, imaginação e autoria, de  Fábio Hansen (Editora Entremeios)

Capa Livro Fabio HansenO professor da ESPM, Fábio Hansen, lançará seu livro “(In)verdades sobre os profissionais de criação: poder, desejo, imaginação e autoria “, publicado pela Entremeios. O lançamento acontece no dia 9 de novembro, às 11h, na Palavraria. O evento tem entrada franca.
A obra, voltada a profissionais, estudantes, professores e pesquisadores do campo da comunicação e da criatividade, alça ao primeiro plano os bastidores da criação publicitária, normalmente silenciados, após investigação em agências de propaganda de Porto Alegre.

Ao examinar as relações que se estabelecem entre os profissionais envolvidos no processo criativo, o autor avança para além da imagem da publicidade associada à expressão da criatividade que contrasta com a dinâmica do mundo real do trabalho publicitário. O livro retrata a realidade dos criativos, com percalços, glórias, decepções, desejos, frustrações, e ainda faz uma radiografia sobre as circunstâncias que inibem a criatividade nos criativos.
(In)verdades sobre os profissionais de criação surge no momento em que se discute a acomodação do setor publicitário em um modelo de negócios e, por extensão, a criatividade ficando em uma dimensão secundária. Fomenta, com novos dados, a percepção, hoje em debate, de que a publicidade, uma das atividades mais dinâmicas da economia criativa brasileira, considerada referência internacional, estaria diante de uma “crise” de criatividade.

 

fabio hansenFábio Hansen é publicitário (UPF) e doutor em Letras (UFRGS). Foi professor na UNISC por dez anos. É docente na ESPM Sul desde 2005, onde atualmente coordena a área de pesquisa. Atua na área de redação publicitária e pesquisa sobre os temas criação publicitária, ensino de publicidade e análise de discurso. Líder do Grupo de Pesquisa “Ensino Superior de Publicidade e Propaganda” no CNPq.

.

.

.

9, sábado, 18h: Feira Além da Feira – Sarau das Seis – Gabriela Silva, Lígia Sávio e Jeferson Tenório recebem Helena Terra, Monique Revillion e Valesca de Assis.

helena-terraHelena Terra é jornalista e escritora, ilustradora e artista plástica. Nasceu em Vacaria (RS), mas mora em Porto Alegre. Participou de oficinas literárias e publicou contos. É autora da narrativa longa  A condição indestrutível de ter sido, publicada pela Editora Dublinense,.

monique-revillionMonique Revillion nasceu em São Leopoldo (RS), em 1960. Mora em Porto Alegre, onde se graduou em jornalismo. Tem contos publicados em antologias no Brasil e no exterior. Seu primeiro livro, Teresa, que esperava as uvas, recebeu o Prêmio Açorianos de Literatura de livro do ano em 2006. Lançou recentemente seu segundo livro de contos, O deus dos insetos (Dublinense, 2013).

Valesca de AssisValesca de Assis nasceu em Santa Cruz do Sul, RS, em 1945. Estreou na Literatura em 1990. Desde então, publicou livros em diversos gêneros – novelas e romances adultos, literatura para crianças e jovens – e recebeu vários prêmios, entre os quais o Prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes) 2000 e Prêmio Açorianos de Literatura 2001. Atualmente, ministra oficinas literárias em Porto Alegre e São Paulo, e participa ativamente da vida cultural gaúcha.

.

.

.

Anúncios

0 Responses to “Programação de 4 a 9 de novembro de 2013”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


novembro 2013
S T Q Q S S D
« out   dez »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Categorias

Blog Stats

  • 620,455 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com

%d blogueiros gostam disto: