05
dez
13

Vai rolar na Palavraria, neste sábado, 7, lançamento do livro Cinema em choque. Diálogos e rupturas, organizado por Carlos Gerbase e Cristiane Freitas Gutfreind.

program sem

.

 

07, sábado, sábado, 18h: Lançamento do livro Cinema em choque. Diálogos e rupturas, de Carlos Gerbase e Cristiane Freitas Gutfreind – organizadores (Editora Sulina).

cinema em choque

 

.

Autores: Carla Schneider, Alexandre Rocha da Silva, João Guilherme Barone Reis e Silva, Ana Gruszynski, Paula Puhl, Maria Clara Aquino Bittencourt, Thiago Falcão, Celso Loureiro Chaves, Suzana Kilpp, Cristiane Mafacioli Carvalho, Mirna Spritzer, Adriana Amaral, Rosana Vieira de Souza, Cristiane Freitas Gutfreind, Helena Stigger, Gustavo Daudt Fischer, Carlos Gerbase e Roberto Tietzmann

cinema em choque - gerbase e gutfreindNão existem linguagens “puras”. No instante em que elas se concretizam para a elaboração de processos artísticos ou de comunicação, são sempre mestiças. Ainda bem. O cinema, que já nasceu como uma linguagem de linguagens, não foge à regra. Este livro é uma reflexão sobre o que acontece quando o cinema, este poderoso e jovem mestiço, entra em contato com outras linguagens, às vezes muito mais antigas, como o teatro, outras vezes até mais recentes, como a videoarte. Nem sempre a aproximação acontece de forma tranquila e colaborativa. Às vezes, os conflitos são inevitáveis, e os choques podem provocar intensas discussões. Contudo, é na mistura sígnica de diferentes áreas que surgem as obras mais originais e relevantes para a sociedade. Este conjunto de ensaios, escritos por professores e profissionais de Comunicação, dará ao seu leitor um rico panorama do universo audiovisual contemporâneo, analisando os seus diálogos com universos paralelos e mostrando as rupturas e os buracos negros que também podem surgir, consequência dos inevitáveis atritos linguísticos. O resultado é leitura obrigatória não somente para quem circula no meio acadêmico, mas também para qualquer usuário e consumidor de linguagens, ou seja, a totalidade dos seres humanos.
Na primeira parte, o cinema é confrontado com questões tecnológicas, que começaram ainda na era analógica e se aceleraram muito nestes tempos digitais, levando a Kodak à falência e as câmeras de película aos museus. A segunda parte é uma incursão ao diálogo (e também à discussão exacerbada, eventualmente recheada de palavrões) entre cinema e outras linguagens. A música, a TV (em particular os reality shows), a publicidade e o teatro sentam na mesa com o cinema, e podemos ouvir pelo menos fragmentos de uma conversa. Na terceira e última parte, os textos partem de obras específicas – aplicativos da internet, filmes sobre a ditadura brasileira, jogos eletrônicos e filmes com cenas de sexo – para analisar os impactos das mídias audiovisuais sobre a sociedade, que já não é capaz de definir tão claramente as fronteiras entre os cenários de consumo cultural.
Os autores vêm de várias universidades diferentes e possuem distintas formações teóricas. Cremos na integração permanente da academia com a sociedade. Compreender os fenômenos audiovisuais contemporâneos, em suas variadas encarnações na mídia, é pressuposto para o exercício de uma cidadania plena, que se preocupe não só em construir pontes e estabelecer diálogo, mas que saiba também proteger o diferente, o regional e o específico, mantendo a diversidade cultural e respeitando práticas que podem ser levadas à extinção por um conceito equivocado de progresso.

carlos gerbaseCarlos Gerbase possui doutorado em Comunicação Social pela PUCRS (2003). É professor titular da PUCRS, atuando no Curso Superior de Tecnologia em Produção Audiovisual (graduação) e no Programa de Pós-Graduação. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Cinema, atuando principalmente nos seguintes temas: cinema, narrativa, literatura, tecnologia e linguagem. É roteirista e diretor cinematográfico desde 1978, tendo realizado seis longa-metragens e dez curtas. É escritor, com três trabalhos de ficção (dois volumes de contos e um romance) e duas obras ensaísticas na área do cinema (tecnologias digitas e direção de atores).

Cristiane Freitas GutfreindCristiane Freitas Gutfreind possui graduação em Sociologia e Política pela Pontificia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1994), mestrado em Cultures et Comportements Sociaux – Université de Paris V (René Descartes -1996) e doutorado em Sociologie – Université de Paris V (René Descartes – 2001). Professora do PPGCom da Pontificia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e pesquisadora do CNPq. Coordenadora do departamento de Ciências da Comunicação, membro da comissão coordenadora do PPGCom e editora da Revista Famecos. Membro da AFECCAV (Association Française des Enseignants et des Chercheurs en Cinéma et Audiovisuel). Tem experiência na área de Sociologia e Comunicação, com ênfase em Cinema, atuando principalmente nos seguintes temas: teorias do cinema, imaginário, estética e filosofia da comunicação.

.

.

.

Anúncios

0 Responses to “Vai rolar na Palavraria, neste sábado, 7, lançamento do livro Cinema em choque. Diálogos e rupturas, organizado por Carlos Gerbase e Cristiane Freitas Gutfreind.”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


dezembro 2013
S T Q Q S S D
« nov   jan »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Categorias

Blog Stats

  • 620,337 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com

%d blogueiros gostam disto: