20
jul
14

Programação de 21 a 26 de julho de 2014

.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b.

De 21 a 26 de julho de 2014

.

22, terça, 19h: Literatura de ação, Bate-papo com Marcelo Almeida e Leonel Caldela. (Promoção Buqui Editora)

literatura de ação

Marcelo de Abreu Almeida nasceu em fins de 1986 e desde cedo foi apresentado ao mundo dos livros e das histórias, com o qual tanto aprendeu e dialogou durante sua formação infantil e, em especial, adolescente. Talvez por isso, na hora de decidir o que fazer na faculdade, tenha divagado entre tantos cursos distintos (como Publicidade e Direito) e só sossegou quando entrou para as Letras, formando-se em 2012. Além disso, fez diversos cursos de escrita criativa, entre os quais a oficina do professor Charles Kiefer. Atualmente é tradutor de livros e de jogos de videogame, e espera iniciar aqui também uma longa carreira literária.

Leonel Caldela é autor da Trilogia da Tormenta, série de romances no maior cenário de RPG nacional, composta por O Inimigo do Mundo, O Crânio e o Corvo e O Terceiro Deus. Também escreveu O Caçador de Apóstolos e Deus Máquina, romances de fantasia medieval em universo próprio. Escreve, edita e traduz livros de RPG pela editora Jambô e é um dos autores do selo Fantasy – Casa da Palavra. Mora em Porto Alegre, mas sua mente e coração costumam estar em outros lugares.

.

Palavraria - livros a.

.

23, quarta, 19h: Lançamento de Depois da água, livro de poemas de Telma Scherer. (Fundação Cultural Catarinense) Sessão de autógrafos, com apresentação de Diego Petrarca, leituras e exibição de videopoemas da poeta. Promoção da Festipoa revisitada.

depois_da_agua_capaDepois da água é o terceiro livro de poesia de Telma Scherer. Publicado através do Prêmio Elisabete Anderle da Fundação Cultural Catarinense, com edição da Nave /Nauemblu Ciência e Arte. O design é de Ayrton Cruz. Com 120 páginas, o livro contém um ensaio fotográfico produzido pela poeta, que esteve exposto no início do ano na Sala Lindolf Bell / Centro Integrado de Cultura, na capital catarinense, através do festival Floripa na Foto. Como os trabalhos anteriores da autora, Desconjunto (IEL/CORAG, 2002) e Rumor da casa (7Letras, 2008), Depois da água surgiu com performances de poesia falada antes que o livro tomasse sua forma definitiva.

As performances aconteceram desde 2009 em espaços como as Livrarias Saraiva de Porto Alegre, algumas feiras de livro do interior do Rio Grande do Sul (através da programação do SESC-RS), festivais literários como Agosto das Letras (João Pessoa), Arte en Loberías (Cabo Polonio, Uruguai), Mundial Poético de Montevideo e Ronda de Poetas, também na capital uruguaia.

Em parceria com os artistas Guilherme Doze e Luize Zanette, foram produzidos três videopoemas, que serão exibidos durante o lançamento. Uma amostra pode ser conferida no youtube através do canal Depois da Água.

telma scherer 01Telma Scherer moraem Florianópolis, onde faz doutorado em Teoria Literária na Universidade Federal de Santa Catarina. É pesquisadora do LabFLOR (Laboratório Floripa em Composição Transdisciplinar: Arte, Cultura e Política) coordenado pela professora Dra. Tereza Virgínia Almeida, e formada em Filosofia e mestra em Literatura Comparada pela UFRGS. Publicou, em 2008, o livro Rumor da Casa (Editora 7 Letras) e em 2002, pelo IEL, Desconjunto. Veja mais sobre a autora em http://www.telmascherer.blogspot.com.br/.

.

Palavraria - livros a.

.

 

 

24, quinta, 18h: Lançamento de nova edição do livro Maria Wilker, romance de Suzana Albornoz. (Editora Mulheres)

Trata-se da segunda edição, revista, do romance Maria Wilker, Prêmio Cruz e Sousa Nacional de Romance em 1982, cuja primeira edição foi em 1983, pela Fundação Catarinense de Cultura, em FlorianópolisEsta segunda edição sai pela Editora Mulheres, dirigida pela Zahidé Lupinacci Muzart, também em Florianópolis. O livro conta com uma apresentação escrita por Lélia Almeida, prêmio açorianos de literatura em 2013. A capa é ilustrada pelo artista plástico de Porto Alegre, Geraldo Fischer.

maria wilker“De início, Maria Wilker tem uma qualidade nítida e indiscutível: é bom de ler, fluente e vivo, Suzana Albornoz não é chata, nem pretenciosa, nem artificial. Dividido em sete metódicos capítulos, o romance se propõe a contar a história de uma jovem descendente de alemães que, recém formada em Pedagogia, sai de um subúrbio de Porto Alegre para uma cidadezinha do interior da Alemanha, como bolsista. Lá, Maria passa sete anos, entre 1968 e 1975, justamente durante os anos mais negros da repressão política no Brasil. Depois, vem a volta ao Rio Grande do Sul, as aulas numa outra cidade do interior, um caso de amor homossexual e, por fim, um terrível e inesperado acidente. Provavelmente insatisfeita com as técnicas tradicionais de narrativa, à sua maneira Suzana tenta algumas inovações. Assim, cada capítulo tem um enfoque diferente do outro. No primeiro, a linguagem realista, na terceira pessoa, lembrando vagamente o Érico Veríssimo do ciclo urbano; no segundo, o tradicional recurso das cartas; no terceiro, Maria assume a primeira pessoa para narrar sua volta ao Brasil; no quarto, a narrativa se fragmenta, e Maria passa a ser uma desconhecida não só para si mesma, mas também para a autora, que a observa como um voyeur, utilizando, no final, o simulacro de um estilo cinematográfico para descrever o acidente.” Caio Fernando Abreu, Chamada do Leia Livros, abril de 1983

suzana guerra albornozSuzana Albornozpossui graduação em Ciências Sociais na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS (Porto Alegre,1960-1963), mestrado em Filosofia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS (Porto Alegre, 1981-1984); estudos doutorais de História e Filosofia Política na Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais – EHESS (Paris,1986-1990); doutorado em Filosofia na Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG (Belo Horizonte,1994-1997). Lecionou na Universidade Federal de Rio Grande – FURG e na Universidade de Santa Cruz do Sul – UNISC. Tem experiência em Ciências Sociais e Filosofia, especialmente em questões de Ética e de Política, tendo publicado sobre o pensamento de Ernst Bloch e sobre temas como educação, gênero, trabalho, utopia, violência, felicidade e amizade.

.

Palavraria - livros a.

.

 

Anúncios

0 Responses to “Programação de 21 a 26 de julho de 2014”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


julho 2014
S T Q Q S S D
« jun   ago »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Categorias

Blog Stats

  • 609,756 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com

%d blogueiros gostam disto: