Archive for the 'Uncategorized' Category

13
maio
16

Vai rolar na Palavraria, neste sábado, 14, às 17h: Lançamento do livro Metâmeros, de Ryan Mainardi.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b

.

 

 

14, sábado, 17h: Lançamento do livro Metâmeros, de Ryan Mainardi.

Amostra_metameros_capa_aberta_2

Um fenômeno peculiar, esses novos textos de Ryan Mainardi. De tanto acharem defeitos no leitor, também o leitor, acuado, acusado, começa a querer achar defeitos no texto.

Rosnam com raiva canina essas páginas, dispostas, a qualquer preço, a comprar uma briga — mas que no fundo e por detrás de seus dentes arregaçados revelam uma profunda melancolia: são cantos de despedida a amores passados e a peles perdidas, um acerto de contas entre dois corpos que se descolam, dois caminhos que bifurcam, um deles sem volta nem saída. O incansável e corajoso vigor desses textos os conduz a um beco e a uma promessa: a de que tampouco o autor que escreveu essas linhas poderá voltar atrás, que elas encerram — como um metâmero — um todo essencial, e que a partir daqui apenas a reinvenção e a metamorfose poderão resgatar o autor desse impasse.

Do belíssimo Sobre traças ao insaciável Sobre vidas cotidianas, esses Metâmeros de tinta e papel constituem um exercício em fechar portas; são textos que provocativamente querem deixar a margem ser margem, que não andam por aí se oferecendo de ponte para o mundo.

E quanto mais o leitor compra a briga, quanto mais ele puxa a sua ponta nesse cabo-de-guerra, mais ele percebe que não é nem raiva nem melancolia o que esses textos transmitem, mas sim a vibração de algo desaparecendo do mundo. (Caio Yurgel)

Ryan Mainardi nasceu em Sobradinho, no ano de 1987. Dedica-se à literatura desde 2006 e reside em Porto Alegre desde 2009. Metâmeros é seu terceiro livro e sai pela Editora Schoba, de São Paulo.

.

Palavraria - livros a.

.

Anúncios
13
maio
16

Vai rolar na Palavraria, neste sábado, 14, às 11h: Lançamento do livro Direito das mulheres no Brasil: Experiências de norte a sul, de Amanda Motta Castro e Rita de Cassia Fraga Machado.

 

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b

.

14, sábado, 11h: Lançamento do livro Direito das mulheres no Brasil: Experiências de norte a sul, de Amanda Motta Castro e Rita de Cassia Fraga Machado (organizadoras).

direitos das mulheres 12-4.

Palavraria - livros a.

.

 

01
maio
16

Vem aí, na Palavraria, a partir de 7 de maio: Curso Shakespeare – O revés da palavra e a invenção do humano, com Gabriela Silva.

.

Cursos oficinas 2016

.

Curso Shakespeare – O revés da palavra e a invenção do humano,
com Gabriela Silva.

De 7 de maio a 18 de abril de 2016

.

shakespeare - gabriela silva.

 

22
dez
15

Vem aí, dias 6 e 13 de janeiro de 2016: Minioficina de crônica, com Pedro Gonzaga

.

cursos de verão 2016

.

minioficina pedro janeiro

.

 

 

.

Palavraria - livros a

.

19
dez
15

Vem aí, a partir de 4 de janeiro de 2016: Invenção verbal: percursos poéticos, oficina de poesia com Ronald Augusto

.

cursos de verão 2016

.

oficina ronald janeiro

.

Invenção verbal: percursos poéticos

Duração de 04 encontros-aulas: dois encontros por semana, nos dias 04, 05, 11, e 12 de janeiro de 2016. Custo R$ 200,00 à vista ou R$ 220,00 em 2X (dois cheques de R$ 110,00).

Horário: das 19h às 21h.

Criação e comparação. O conhecimento do passado retomado no aqui-agora. A proposta da oficina é provocar a ultrapassagem das convenções dos limites entre os gêneros literários através de exercícios e do contato corpo a corpo com as formas textuais. Em outras palavras, não obstante algumas diferenças, o poeta e o prosador, antes de mais nada, são fazedores de linguagem (ficções) interessados em criar novos modelos de sensibilidade. Se a poesia se revela perturbadora das normas discursivas, a prosa, por sua vez, pode ser não realista e cair em uma espécie de tormenta ou de embriaguez. Todavia, em que pese o risco dessas aventuras poéticas, nenhuma delas deixa de ser significante.

Em seus objetivos gerais a oficina pretende:

Reforçar o valor da literatura como forma de ampliar a subjetividade do indivíduo — objetivo por si só pertinente, haja vista o panorama sociocultural cada vez menos voltado ao pensamento e à interpretação.

Divulgar e, na medida do possível, ampliar a riqueza da produção literária brasileira e mundial.

Estimular a produção de textos inventivos no sentido de acréscimo criativo (qualitativo) à nossa tradição literária.

E em seus objetivos específicos:

Identificar e explorar no interior do texto a função estética da linguagem, de modo a potencializar os elementos já iniciados ou prefigurados racional ou intuitivamente nos escritos dos candidatos.

Ler, em cada texto realizado, o que está de fato escrito/inscrito desde um ponto de vista de forma-e-fundo, e não aquilo que gostaríamos que estivesse escrito.

Trabalhar elementos/insumos essenciais como sonoridade, rima, ritmo, imagem, e outras figuras de linguagem.

Perceber que forma e conteúdo são inseparáveis.

Tomar consciência de que a arte verbal não é uma janela para o real. A arte da poesia propõe quando muito um sentido provável para o real.

Ronald Augusto é um escritor que atua em inúmeras áreas: é poeta, músico (integra a banda os poETs), letrista (parcerias com Marcelo Delacroix), ensaísta e possui ainda um trabalho significativo no âmbito da literatura. Como poeta tem publicações no cenário nacional e internacional. Suas produções foram publicadas em revistas literárias, bem como em antologias, dentre elas destacamos: A razão da Chama, organizada por Oswaldo de Camargo (1986), a revista americana Callaloo: African Brasilian Literature: a special issue, EUA (1995 e 2007), a revista alemã Dichtungsring Zeitschrift für Literatur, e outras.

As principais temáticas presentes no repertório intelectual de Ronald Augusto referem-se à poesia contemporânea e à literatura negra no Brasil. Entre essas publicações um estudo referente à obra de Cruz e Sousa mereceu destaque e por este trabalho o escritor recebeu a Medalha de Mérito conferida pela Comissão Estadual para Celebração do Centenário de Morte de Cruz e Sousa. Além dessa premiação, o poeta recebeu ainda o Troféu Vasco Prado conferido pela 9ª Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo, em agosto de 2001 e o Prêmio Apesul Revelação Literária em 1979.

Atualmente Ronald Augusto realiza palestras e oficinas/cursos abordando assuntos como música, poesia contemporânea e visual. Em 2007 criou ao lado do poeta Ronaldo Machado a Editora Éblis, voltada para a poesia. Trabalhou como diretor associado do website WWW.sibila.com.br.  Colaborador do caderno Cultura do Diário Catarinense.

Entre suas principais publicações destacamos Homem ao rubro, de 1983, Puya, com a primeira edição em 1987; e ainda um dos seus mais recentes trabalhos, que recebeu o nome de Confissões Aplicadas, publicado em 2004. Publicou ainda os livros No assoalho Duro (2007), Cair de Costas (2012) e Decupagens Assim (2012).

 

.

Palavraria - livros a

.

28
nov
15

Vai rolar na Palavraria, nesta terça, 1, A precisão do impreciso – Sarau poético de encerramento oficina de poesia coordenada por Ronald Augusto.

.

ofic ronald augusto.

1, terça, 19h: A precisão do impreciso – Sarau poético de encerramento oficina de poesia coordenada por Ronald Augusto. 

Participam Denise Martins Freitas, Jackeline Brum Barcellos, Deisi Scherer Beier, Dagui Roswita Schunemann, Liana Marques, João Pedro Wapler e Paulo Prates Jr.

 

 

17
nov
15

Filme sobre um Bom Fim já está à venda na Palavraria. Procure o seu.

.

dicas

.

FILME SOBRE UM BOM FIM

capa dvd copy

 

R$ 25,00 – na Palavraria: Vasco da Gama, 165 – 51 32684260

 

Documentário aborda a importância político-cultural do tradicional bairro de Porto Alegre

  

Bairro tradicional de Porto Alegre, o Bom Fim foi o verdadeiro reduto de um movimento jovem espontâneo que ocorreu na capital gaúcha no fim dos anos 1970 e início dos anos 1980. Em meio a uma cena efervescente, circulavam artistas, lideranças estudantis, entre outros frequentadores que acabaram protagonizando ou mesmo apenas testemunhando a transformação sociocultural que de fato ganhou as ruas. Filme Sobre um Bom Fim, documentário de longa-metragem dirigido por Boca Migotto, busca capturar a essência deste período de ideias, ações e criação.

Aprovado no Fumproarte 2013, da Prefeitura Municipal de Porto Alegre, e no Edital de Finalização de Longas-Metragens, do Pró-Cultura RS FAC, Filme Sobre um Bom Fim é estruturado com base em entrevistas a pessoas que viveram os anos dourados do Bom Fim, entre eles algumas figuras célebres nacionalmente, como os cineastas Jorge Furtado e Otto Guerra, os músicos Nei Lisboa e Wander Wildner, os atores Marcos Breda e Werner Schünemann, ou muito conhecidas regionalmente, como Antônio Calheiros, o Toninho do Escaler – este um dos bares mais famosos da época, e Eduardo Bueno, o Peninha, jornalista e escritor.

Produção da Epifania Filmes, futuramente distribuída pela paulista-carioca Boulevard Filmes, Filme Sobre um Bom Fim promove um resgate, utilizando, sobretudo, a memória afetiva de quem andava pelo Bom Fim, do pessoal que discutia política seriamente entre uma cerveja e outra; dos cineastas que por lá exibiram seus primeiros filmes, feitos com boa dose de camaradagem e improviso; dos artistas de teatro que experimentavam linguagens sem receio da vanguarda; dos músicos hoje consagrados, que relembram os primeiros shows para plateias pequenas, porém entusiasmadas; e dos frequentadores que viam o bairro como ponto de encontro obrigatório.

No Bom Fim surgiu o rock gaúcho, o cinema urbano, houve experimentações na televisão e nas artes dramáticas, num tempo em que, coincidência ou não, cidades como Brasília, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, abrigavam movimentações e expressões semelhantes. Filme Sobre um Bom Fim revive os momentos áureos desse epicentro de uma transição que deu voz e vez a juventude de então, inflamada de conceitos e opiniões, com muita vontade de dizer a que veio.

 

SOBRE O DIRETOR

Ivanir Migotto, o Boca Migotto, é formado em Comunicação Social, Publicidade e Propaganda, pela Unisinos. Estudou cinema na Saint Martins College of Arts and Design, em Londres, Especialização em Cinema na Unisinos e Mestrado em Comunicação – Linha de Pesquisa:  Processos Audiovisuais, também pela Unisinos. É professor do Curso de Realização Audiovisual da Unisinos, ministrando as disciplinas Imagem Eletrônica, Gêneros Televisivos I e II e Documentário, além de ser Coordenador Adjunto do mesmo Curso. Também é professor do Curso de Comunicação Digital da mesma instituição, onde ministra a disciplina de Produção Audiovisual. É sócio e diretor de cena da produtora Epifania Filmes.

.




novembro 2018
S T Q Q S S D
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Categorias

Blog Stats

  • 682.158 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: