Posts Tagged ‘CD

04
jun
12

Aconteceu na Palavraria, nesta sexta, 01/06: Lançamento do CD Parador, de Nosly Marinho

.

.

Aconteceu na Palavraria, nesta última sexta, 01/06: Lançamento do CD Parador, de Nosly Marinho. Fotos do evento.

.


.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Anúncios
30
maio
12

Vai rolar na Palavraria, nesta sexta, 01/06: Lançamento do CD Parador, de Nosly Marinho

program sem

.

01, sexta, 19h: Lançamento do CD Parador, de Nosly Marinho – Pocket voz e violão.

Produzido por Zeca Baleiro, o CD Parador foi gravado em São Paulo e tem a participação especial de Zelia Duncan, que divide os vocais com Nosly na faixa Nome. Um trabalho musical declaradamente pop. O compositor maranhense Nosly é um herdeiro legítimo da música que surgiu no Brasil no final dos anos 50, a Bossa Nova, que dividiu a Música Popular Brasileira em antes e depois dela. Exímio violonista, que não abre mão de harmonias elaboradas, Nosly propõe com sua técnica e talento elevar o nível da música que se faz hoje no país. Mas suas influências vão mais além. A musicalidade de duas cidades brasileiras marcam o seu trabalho: São Luís, pela diversidade de ritmos, e Belo Horizonte, pela sonoridade inaugurada pelo Clube da Esquina, liderado por Milton Nascimento e Wagner Tiso. É desses três universos tão distintos: bossa nova, ritmos maranhenses e música mineira, que surge o trabalho de Nosly. Uma estética sem modismos e preconceitos.

Perfil – Nosly nasceu em Caxias, Maranhão, em agosto de 1967. É autor de mais de 200 composições em diversos estilos, da MPB tradicional, passando pela Bossa Nova e pelo blues, até chegar aos ritmos dançantes como baião, reggae e funk. Entre os seus parceiros estão Zeca Baleiro, Nonato Buzar, Chico César, João Nogueira, Telo Borges, Tibério Gaspar, Luis Carlos Sá, Sérgio Natureza, Chico Anisyo e Joe Hamilton, além dos poetas Olga Savary e Celso Borges. e começou a compor na adolescência, já morando em São Luís. Autodidata, conquistou rapidamente os espaços culturais da cidade destacando-se em festivais.
No início dos anos 80 iniciou parceria com Zeca Baleiro com quem realizou vários shows na cidade. Em 1986 mudou-se para Belo Horizonte onde residiu até 1995. Aprimorou seus conhecimentos como violonista estudando, entre outros, com Ian Guest, Nelson Faria e Cláudia Cimbléris, além de fazer workshops com Toninho Horta, Dori Caymmi, Hermeto Paschoal e Heraldo do Monte. Na capital mineira atuou por três anos como violonista na Orquestra de Violões do Palácio das Artes. Tocou, também, como convidado, em shows de Toninho Horta, Lô Borges, Flávio Venturini e Paulinho Pedra Azul.
Nosly participou de festivais por todo o país, com destaques para o Canta Nordeste (Rede Globo, 1995) e o Festival do Carrefour, em duas oportunidades  (1992 e 1993). Em 1995, realizou vários shows no exterior. Ao lado da banda Brasil Corcovado, da cidade de Colônia/Alemanha, fez 44 apresentações em turnê por cinco países europeus: Alemanha, Áustria, Bélgica, Holanda e Suíça. Dois anos depois, voltou a Europa como convidado do compositor escocês, Joe Hamilton. Juntos, tocaram no The Garden London Jazz Festival, realizado em Canterbury, Inglaterra. Nosly teve, ainda, participação especial no novo disco de Hamilton.
O artista morou na Europa (Alemanha e Andorra) entre 2003 e 2006. Antes disso, foram 10 anos de Belo Horizonte e 10 de Rio de Janeiro. Na Europa, além de shows próprios, produziu e fez os arranjos do disco El Corazon (2005), em Paris, do compositor Otelo Netto, brasileiro radicado na Espanha. E lançou seu segundo trabalho Nave dos Sonhos (2007). Nosly voltou a morar em São Luís, em 2009.

Veja mais sobre Nosly em www.myspace.com/noslymarinho

 Parador estará à venda na Palavraria a partir desta sexta-feira.

 

.

.

13
jan
12

Amanhã, na Palavraria: Apresentação de Amador, CD de Mário Falcão

.

.

Sábado, 14, 19h: O compositor Mário Falcão realiza apresentação com as músicas de seu novo CD, Amador.

Entre a MPB e o jazz, AMADOR é o segundo CD do artista. “A canção se veste com essa mistura fina e sai para encontrar e provocar sentidos e sentimentos…”, lê-se na apresentação do site amador.mus.br, endereço do disco na web. O site foi a mola propulsora do CD. As gravações foram realizadas com o patrocínio

do Programa Petrobras Cultural – edital 2008/2009 –, em projeto que  concorreu na modalidade registro e disponibilização de músicas na Internet. Além das faixas do disco, letras e cifras, a página disponibiliza também vídeos, como o clipe da música Amador, que já contabiliza mais de 1400 acessos no You Tube. Na Palavraria, onde o o CD já está à venda, Mário mostrará suas músicas em formato voz e violão. Entrada franca.

 

Mário Falcão é compositor, cantor e violonista de Porto Alegre – RS – Brasil. Em 2010 e 2009, participa de shows em Montevidéu, junto com os músicos uruguaios Sebastián Jantos, Nicolás Klisich e Javier Cardellino entre outros nomes da nova cena musical do Uruguai. Em 2005, recebe o Prêmio Açorianos de Música – Melhor Compositor e Melhor Disco de MPB por seu primeiro CD solista – mário falcão – lançado em 2004 através do Fumproarte. Nesse ano, grava também a música Quando te vi para a coletânea Uma Canção para Porto Alegre. Tem participado de shows e gravações, seja apresentando trabalhos próprios ou colaborando com outros artistas, como o caso da Orquestra de Mantra Rudráksha, grupo que integrou e com o qual realizou apresentações no Brasil e em Portugal.

Contato: toarmusica@gmail.com

Fones: (5551)33211468 / 81375561

.

17
mar
11

Palavraria indica: Arrabalero, CD de Dudu Sperb

.

.

.

Arrabalero, CD de Dudu Sperb.  

À venda na Palavraria – R$ 22,00

Reserve seu exemplar – palavraria@palavraria.com.br, 3268 4260
ou venha até a loja: Rua Vasco da Gama, 165 – Bom Fim


.

Arrabalero tem o tango como ponto de partida e passeia por sambas, boleros, valsas, marchinhas, evocando, através de um repertório diverso, influências musicais que, apesar de fazerem do Rio Grande do Sul uma zona distinta dentro do país, deixaram suas marcas pelo Brasil afora.

Os arranjos de Toneco da Costa reafirmam essas referências mesclando sonoridades hispânicas e brasileiras em clássicos portenhos de Gardel, Troilo, Discépolo e Piazzola, e obras de cancionistas do Brasil como Lupicinio Rodrigues, Vitor Ramil, Arthur de Faria, Noel Rosa, Moacir Santos, Edu Lobo e Chico Buarque, entre outros, sem deixar de lado a poesia cubana de Nicolás Guillén e do espanhol Federico García Lorca.

Os temas intimistas e sutis das composições de Toneco têm a marcante presença dos ritmos e dos sons da brasilidade, mas também influencias de sua formação erudita, do nosso folclore e da nossa latinidade. Músicas compostas ao longo de quase trinta anos de carreira, ao mesmo tempo simples e elaboradas, nos remetem para além da música que se ouve todo o dia. (Márcio Gobatto)

.

.

.




julho 2019
S T Q Q S S D
« out    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Categorias

Blog Stats

  • 713.350 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: