Posts Tagged ‘cinema documentário

28
abr
11

Vai rolar na Usina do Gasômetro, nesta sexta, 29: Lançamento do livro Ensaios no real

. .

29, sexta, 20h30 – NA USINA DO GASÔMETRO – 3º ANDAR: Lançamento do livro Ensaios no real, de Cezar Miglione (Org.). Na programação do festival CINEESQUEMANOVO 2011.

Reunião de textos sobre a recente produção documentarista no Brasil, contendo análises detalhadas que vão delineando um universo de crenças no documentário e no real. . .

.

Anúncios
30
mar
11

Toques da Palavraria: O fazendeiro do ar, documentário sobre Carlos Drummond de Andrade, por Fernando Sabino e David Neves

.

.Toques da Palavraria 11/03

.

O Fazendeiro do Ar. Carlos Drummond de Andrade em documentário de Fernando Sabino e David Neves. 1972.


.

Carlos Drummond de Andrade (Itabira – Minas Gerais, 1902 – Rio de Janeiro, 1987), foi poeta, contista e cronista. Autor de mais de 50 livros e alvo de inumeráveis estudos no Brasil e no exterior, é considerado um dos maiores poetas brasileiros de todos os tempos. Muitos de seus versos estão incorporados ao vocabulário popular, como a expressão e agora josé?, título de um de seus mais famosos poemas.

Fernando Tavares Sabino (Belo Horizonte, 1923 – Rio de Janeiro, 2004) foi jornalista, escritor, editor e cineasta. Escreveu mais de 40 obras (romances, contos, crônicas, poemas, muitas adaptadas para o teatro e o cinema. Dentre elas destacam-se O encontro marcado, O homem nu, A mulher do vizinho, O grande mentecapto. Em 1960, fundou, com Rubem Braga e Walter Acosta, a Editora do Autor e, 1967, com Braga, a Editora Sabiá, responsável pelo publicação de livros de Vinicius de Moraes, Paulo Mendes Campos, Otto Lara Resende, Carlos Drummond de Andrade, Manuel Bandeira, Cecília Meireles e Clarice Lispector, entre outros.

Admirador da nouvelle vague e de Humberto Mauro, David Neves foi um dos idealizadores e uma espécie de “líder afetivo” do Cinema Novo. Foi crítico de cinema no jornal O Metropolitano, ajudando a concretizar o Cinema Novo como um movimento cinematográfico forte. Teve obra marcada pela abordagem lírica de personagens femininas: Memória de Helena (1969), Lúcia MacCartney, uma garota de programa (1970), Luz del Fuego (1981) e Fulaninha (1985). A este último somou-se Muito prazer (1979) e Jardim de Alah (1988), sua trilogia de crônicas sobre a zona sul do Rio de Janeiro. Em documentários focalizou personalidades da cultura brasileira e o futebol, como Flamengo paixão, de 1980. Lançou o livro Cinema novo no Brasil em 1966, e a coletânea de digressões e poemas Cartas do meu bar em 1993, onde diz que se esforçava por “atingir a essência da rotina”.

.

.




maio 2019
S T Q Q S S D
« out    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Categorias

Blog Stats

  • 708.899 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: