Posts Tagged ‘Claudia Tajes

23
nov
13

Vai rolar na Palavraria, nesta segunda, 25, Vereda Literária: A vida é uma ficção? Com Cláudia Tajes, Mariana Kalil e Lu Thomé.

program sem

.

.

25, segunda, das 19h30 às 21h: A vida é uma ficção? Cláudia Tajes e Mariana Kalil  conversam com Lu Thomé sobre seus livros e processo criativo.

Claudia_TAJESClaudia Tajes nasceu em Porto Alegre em 1963. Redatora publicitária, estreou na literatura com Dez (Quase) Amores (L&PM Editores, 2000). Seguiram-se As Pernas de Úrsula & Outras Possibilidades (L&PM Editores, 2001) e o romance Dores, Amores & Assemelhados (L&PM Editores, 2002), A vida sexual da mulher feia (2005), Louca por homem(L&PM 2011), Vida dura (L&PM POCKET, 2008) e Só as mulheres e as baratas sobreviverão (L&PM Editores, 2009), Por isso eu sou vingativa (2011) e Sangue quente (2013).  Além de escritora, Claudia Tajes é roteirista da Globo e em 2011 teve seu livro  Louca por homemadaptado para uma série no canal HBO chamado Mulher de fases.

mariana-kalilMariana Kalil é jornalista, editora do caderno Donna, suplemento dominical do jornal Zero Hora. Trabalhou nas redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais O Estado de S. Paulo e Jornal do Brasil, e foi correspondente da BBC Brasil na Espanha, onde fez pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagem y Diseño de Barcelona. È autora dos livros Peregrina de araque: uma jornada de fé e ataque de nervos no Oriente Médio e Vida peregrina: uma jornada de desequilíbrios, tropeços e aprendizado, ambos pela editora Dublinense.

LU THOMÉLu Thomé é jornalista e coordena projetos de assessoria de imprensa no Estúdio de Conteúdo, atendendo autores e editoras como Não Editora e Dublinense. Participou das antologias Ficção de Polpa – Volumes 1, 2 e 3 (Não Editora).

.

.

4ª VEREDA LITERÁRIA

vereda literária 2013

A VEREDA LITERÁRIA é um evento anual, próximo ao período da Feira do Livro de POA, mas fora das mediações da Praça da Alfândega (não com o propósito de oposição, mas com o de adição: propor mais um caminho, ou mais uma vereda, que fomente novas discussões literárias). A realização do evento não tem fins comerciais e não conta com patrocínio. Por isso, essa Vereda é fruto do trabalho e doação dos seus idealizadores, da parceria de amigos ligados a área da literatura e cultura, e, é claro, da boa vontade dos participantes das ‘mesas’A proposta inicial são encontros entre autores novos ou mais experientes, com temas ligados ao fazer literário.  Convocamos todos que, como nós, são apaixonados por literatura para participar e construir essa nova Vereda.

Curadoria:
Leila  da Silva Teixeira

Idealização:
Cris MoreiraDaniela Langer e Leila  da Silva Teixeira

Organização:
Daniela Langer e Leila  da Silva Teixeira

.

.

.

Anúncios
27
nov
12

Aconteceu na Palavraria, nesta terça, 27/11: Era uma vez… um editor, entrevista de Ivan Pinheiro Machado a Cláudia Tajes

.

.

Festipoa Revisitada e Sampleada promoveu na Palavraria, nesta terça, 27, Era uma vez… um editor,  entrevista de Ivan Pinheiro Machado – editor da L&PM, à escritora Cláudia Tajes. Fotos do evento.

.

.

.

.

.

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

26
nov
12

Vai rolar na Palavraria, nesta terça, 27/11: Era uma vez… um editor, na Festipoa revisitada

program sem

.

27, terça, 19h: Festipoa revisitada e sampleada: Era uma vez… um editor – Cláudia Tajes entrevista Ivan Pinheiro Machado

No encontro, “Era uma vez… um editor”, com a mediação de Cláudia Tajes, Ivan falará a respeito de seu trabalho, junto com Paulo Lima, no comando da editora L&PM, desde quando a editora foi inaugurada, em 1974, com a publicação de “Rango” (Edgar Vasques), passando pela realização da mais bem-sucedida coleção de livros pockets do país até os e-books dos dias atuais.

Ivan Pinheiro Machado é fundador e editor da Editora L&PM.

Claudia Tajes trabalha em criação publicitária, escreveu alguns roteiros para televisão e tem 6 livros publicados: Dores, Amores e Assemelhados, Dez (Quase) Amores, As Pernas de Úrsula, Vida Dura, A Vida Sexual da Mulher Feia e Louca por Homem. Faz parte do grupo de apresentadores do Sarau Elétrico.

Entrada franca

 

FestiPoa Literária revisitada e sampleada é a retomada de parte da programação do evento, com a presença de alguns dos artistas que participaram de sua 5ª edição em abril deste ano, e a oportunidade que o público leitor está tendo de acompanhar a festa literária ao longo de todo o segundo semestre. Temas, reflexões, debates e livros, que estiveram na pauta da última edição, recebem novas abordagens dos convidados, e os escritores revisitam assuntos e textos seus e de outros autores, contemporâneos ou clássicos. A organização da FestiPoa, que prepara a 6ª edição do evento para maio de 2013, pretende manter à tona e aquecidos debates sobre a produção literária atual, destacar livros lançados pós-abril e experimentar situações e atividades que poderão fazer parte do evento em 2013.

Conheça a FestiPoa Literária: www.festipoaliteraria.com

E acompanhe as novidades no blog http://festipoaliteraria.blogspot.com/ no facebook/festipoa e no twitter

——
Cabaré do Verbo: http://cabaredoverbo.blogspot.com

.

.

26
abr
10

Aconteceu na Palavraria: a FestiPoa do sábado

.

Sábado, 24, a Festipoa na Palavraria começou com Pedro Gonzaga recebendo José Hildebrando Dacanal para uma conversa sobre o livro Riobaldo & Eu: a roça imigrante e o sertão mineiro. A seguir, Reginaldo Pujol Filho encenou com o Cardoso e o visitante Xico Sá  leituras do livro Desacordo ortográfico. Aliás, o Xico deveria logo a seguir autografar seu mais recente livro, o Chabadabadá – aventuras e desventuras do macho perdido e da fêmea que se acha, mas como o livro não ficou pronto para o evento, ficamos mesmo com o agradável – e muito engraçado – bate-papo do autor com Claudia Tajes e Cardoso. E foi assim o sábado na Palavraria.

.

.

.

.

.

.

.



.

.

.



22
mar
10

Aconteceu na Palavraria: lançamento do livro sobrescritos, de Sérgio Rodrigues

Agorinha há pouco apreciamos na Palavraria um belo bate-papo a propósito do livro de contos Sobrescritos, de Sérgio Rodrigues. Cláudia Tajes, com sua habitual simpatia, fez as honras da casa, lendo, perguntando e mediando a participação do seleto e atento público que compareceu para prestigiar o autor mineiro. A seguir, fotos do acontecimento.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.


.

.

.

.

.

.

.

.

19
mar
10

Programação da semana: 22 a 27 de março

.

.

22 a 27 de março

22, segunda, 19h: Lançamento do livro Sobrescritos (Arquipélago Editorial), de Sérgio Rodrigues, com sessão de autógrafos e bate-papo do autor com a escritora Cláudia Tajes.

.

.

Sobrescritos – 40 histórias de escritores, excretores e outros insensatos é o novo livro do escritor e jornalista Sérgio Rodrigues, uma coletânea dos melhores contos publicados por Sérgio em seu sítio Todoprosa. (http://colunistas.ig.com.br/sergiorodrigues/) Todos os personagens das histórias reunidas neste volume fazem parte do universo literário — ou, como indica o subtítulo, são “escritores, excretores e outros insensatos”. Com histórias de grande originalidade e um humor desconcertante, Sérgio monta um panorama divertido e crítico do habitat literário. Antes dos autógrafos haverá um bate-papo com a participação da escritora Cláudia Tajes.

.

Sobre o autor

Sérgio Rodrigues nasceu em 1962. É mineiro de Muriaé, na Zona da Mata e vive há trinta anos no Rio, onde se formou em Jornalismo na ECO-UFRJ. Trabalhou na maioria das principais empresas de comunicação do país: foi correspondente em Londres do Jornal do Brasil, em 1987 e 88; repórter da Folha de S.Paulo; editor da Veja Rio e do Segundo Caderno de O Globo; editor-executivo da equipe que criou o jornal esportivo Lance!; e chefe de redação da TV Globo. De 2004 a 2007, foi editor-executivo e colunista da revista eletrônica NoMínimo. Publicou também o volume de crônicas What língua is esta? (Ediouro, 2005), uma abordagem irreverente das dores e delícias de falar português brasileiro nos dias de hoje – matriz da seção lúdico-lingüística “A Palavra É…”, desenvolvida atualmente no Todoprosa. Lançou ainda, com Arthur Dapieve e Gustavo Poli, o livro de humor para adolescentes Manual do Mané (Planeta, 2003), uma paródia das obras de auto-ajuda. É autor de As sementes de Flowerville (Objetiva) e de Elza, a garota (Nova Fronteira), do livro de contos O homem que matou o escritor (Objetiva, 2000), um sucesso de crítica atualmente na segunda edição e do romance As sementes de Flowerville (Objetiva, 2006), distopia cheia de humor negro com ritmo de graphic novel.

.

Claudia Tajes trabalha em criação publicitária, escreveu alguns roteiros para televisão e tem 6 livros publicados: Dores, Amores e Assemelhados, Dez (Quase) Amores, As Pernas de Úrsula, Vida Dura, A Vida Sexual da Mulher Feia e Louca por Homem. Faz parte do grupo de apresentadores do Sarau Elétrico.

.

Assista à esta chamada do livro Sobrescritos, uma animação produzida por Leon Vilhena, com narração do próprio Sérgio Rodrigues. O texto é o conto Virtual, que encerra o volume:

.

.


.

26, sexta, 19h: Conversando na Palavraria: debate entre a psicóloga Maria da Graça Kern Castro e o escritor Charles Kiefer. Promoção do Instituto de Ensino e Pesquisa em Psicoterapia – IEPP

A idéia do encontro é ter uma Conversa Afinada entre um escritor e uma psicóloga sobre o escrever…  Escrever um livro, uma poesia, uma técnica, um filme… enfim escrever é uma arte.  Partindo do pensamento, idéias, emoções há uma transformação da imaginação em escrita e comunica ao leitor tais idéias. Neste encontro queremos saber: O que o escritor quer alcançar com a escrita? Como é o processo de criar? Será que a comunicação desejada é sempre alcançada? Sobre estas e outras questões queremos conversar e assim afinar com o psiquico. Os convidados desta edição são o escritor Charles Kiefer e a psicóloga Maria da Graça Kern Castro.

.

Maria da Graça Kern Castro é psicóloga, psicoterapeuta e especialista em Psicologia Clínica pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP). Mestre em Psicologia Clínica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Sócia-fundadora, docente e supervisora do Instituto de Ensino e Pesquisa em Psicoterapia (IEPP). Membro efetivo do Conselho Deliberativo e Fiscal da Sociedade de Psicologia do Rio Grande do Sul. Professora do curso de Especialização em Psicologia Clínica da Universidade Regionais Integradas (URI), Santo Ângelo, RS. Atualmente coordena a Comissão de Ensino e a Comissão de Pesquisa do IEPP.

.

Charles Kiefer é romancista, ensaísta, contista e poeta. Nasceu em Três de Maio em 1958. Estreou na ficção em 1982, com a novela Caminhando na chuva, texto dedicado a leitores adolescentes. Em 1987 participou do International Writing Program, da Universidade de Iowa, nos Estados Unidos, programa destinado a qualificar escritores. É doutor em Teoria da Literatura pela PUC-RS, onde leciona atualmente no Curso de Letras. Publicou mais de 30 títulos, entre eles O pêndulo do relógio (Prêmio Jabuti, 1994), Um outro olhar (Prêmio Afonso Arinos, 1993) e Valsa para Bruno Stein (em 8ª edição, 2006). Seu livro Você viu meu pai por aí? (1986) obteve o Prêmio Altamente Recomendável pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, em 1987. Em poesia, publicou Museu de coisas insignificantes (1994) e Antologia pessoal (1998).

.

.

.

.

27, sábado, 18h: Encontro literário de Ana Mariano e Donaldo Schüler. Da série Palavra – Alegria da Influência. Produção de Fernando Ramos (Jornal Vaia).

O programa promove encontros literários mensais, e sempre com a presença de um escritor da nova geração (anfitrião do encontro) e de outro já consolidado no cenário literário e da predileção (referencial ou inspirador) do anfitrião, para conversar a respeito de seus trabalhos, ler textos e debater ideias sobre suas respectivas produções literárias.

Já participaram do Palavra – alegria da influência os escritores Everton Behenck e Fabrício Carpinejar, Sidnei Schneider e Jorge Rein, Monique Revillion e Charles Kiefer, Laís Chaffe e Celso Gutfreind, Reginaldo Pujol Filho e Luis Fernando Veríssimo, Rodrigo Rosp e Ricardo Silvestrin, Leandro Dóro e Caio Riter, Ítalo Ogliari e Luiz Antonio de Assis Brasil, Marlon de Almeida e Maria Carpi, Reginaldo Pujol Filho e Amilcar Bettega, Luiz Horácio e Moacyr Scliar, Maria Rezende e Martha Medeiros. Em 2010 participaram Rafael Bán Jacobsen e Cíntia Moscovich, Marcelo Spalding e Luiz Paulo Faccioli.

.

Ana Mariano. Nascida e residente em Porto Alegre. Formada em direito pela UFRGS, trabalha na profissão. Participa de grupos de criação literária orientados pela professora Léa Masina e pelo professor Charles Kiefer, bem como do curso de História da Filosofia ministrado pelo professor Donaldo Schuler. Tem contos e poemas publicados em revistas literárias e antologias como Outras mulheres (Dublinense, 2010), 102 que contam (Nova Prova), Brevíssimos! (Nova Prova), 30 contos imperdíveis (Mercado Aberto) e Antologia dos contistas bissextos (L&PM). Publicou, em 2006, o livro de poemas Olhos de Cadela (L&PM), finalista do prêmio Açorianos 2007. Trabalha na revisão de seu primeiro romance – Atado de Ervas.

.

Donaldo Schüler. É doutor em letras e livre-docente pela UFRGS e pela PUCRS, professor titular emérito em língua e literatura gregas da UFRGS, pós-doutor pela USP. Ministrou cursos em nível de graduação e de pós-graduação no Brasil, Estados Unidos, Canadá, Uruguai, Chile e Argentina. Colabora frequentemente com grandes jornais e revistas literárias das principais capitais do Brasil, além de Portugal e México. É autor de mais de três dezenas de livros nas áreas da ficção, ficção infanto-juvenil, poesia e ensaio. Traduziu do grego Antígona, Édipo em Colono, Sete Contra Tebas e a Odisséia. Sua tradução de Finnegans Wake, de James Joyce, foi premiada pela Associação Paulista de Críticos Literários e com o Jabuti da Câmara Brasileira do Livro. Donaldo Schüler é Gaúcho Honorário, Cidadão Honorário de Porto Alegre e detentor da Medalha Negrinho do Partoreio. Recebeu o Prêmio Fato Literário e o Açorianos de Literatura nas categorias tradução e literatura infanto-juvenil. Recebeu a Medalha de Mérito Cruz e Souza do Estado de Santa Catarina, a comenda Infante Dom Henrique, em Portugal, e o Prêmio John Jameson pela difusão da cultura irlandesa no Brasil.
http://schulers.com/donaldo/




julho 2019
S T Q Q S S D
« out    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Categorias

Blog Stats

  • 712.864 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: