Posts Tagged ‘Contos



25
set
14

Vai rolar na Palavraria, neste sábado, 27, Olhares Avessos, contos de Angela Gerst Ferreira, Claudia Lemos, Isabelle Fontrin, Laura Schneider, Luiza Silva e Maria Cristina Petrucci Sole

.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b.

 

27, sábado, 17h: Lançamento do livro Olhares Avessos, contos de Angela Gerst Ferreira, Claudia Lemos, Isabelle Fontrin, Laura Schneider, Luiza Silva e Maria Cristina Petrucci Sole.

olhares avessos

olhares avessos capaEm “Olhares Avessos”, está presente um caleidoscópio da vida. Seja nas narrativas regionais produzidas pela escrita telúrica de Maria Cristina; na abordagem crua de dramas humanas cosmopolitas de Isabelle; no peso das vidas solitárias retratadas por Cláudia; através de personagens conformados e sobreviventes de Angela;na visão romântica de Laura, em sua concepção poética e esperançosa; ou, seja, finalmente, no viés bem humorado e fantástico, presente nos contos da Luiza.

As autoras:

olhares avessos

 

.

Palavraria - livros a.

.

Anúncios
08
ago
14

Aconteceu na Palavraria, nesta quinta, 7, Lançamento do livro Memórias de o que já não será, contos de Aldyr Garcia Schlee.

.

aconteceu

.

Lançamento do livro Memórias de o que já não será, contos de Aldyr Garcia Schlee.

.

schlee 01.

schlee 02schlee 05 schlee 03 schlee 04.

.

.

.

.

.

.

schlee 06schlee 09 schlee 07 schlee 08.

.

.

.

.

.

.

schlee 10schlee 13 schlee 11 schlee 12.

.

.

.

.

.

.

schlee 14schlee 17 schlee 15 schlee 16.

.

.

.

.

.

.

schlee 18schlee 21 schlee 19 schlee 20.

.

.

.

.

.

.

schlee 22schlee 25 schlee 23 schlee 24.

.

.

.

.

.

.

schlee 28 schlee 26 schlee 27.

.

.

.

 

.

.

Palavraria - livros c.

 

03
ago
14

Vai rolar na Palavraria, nesta quinta, 7, Lançamento do livro Memórias de o que já não será, contos de Aldyr Garcia Schlee.

.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b.

07, quinta, 18h: Lançamento do livro Memórias de o que já não será, contos de Aldyr Garcia Schlee. Conversa com o escritor e sessão de autógrafos (Editora Ardotempo)

schlee

 

Este livro de Aldyr Garcia Schlee retoma, em quinze contos exemplares, a constante e característica preocupação desse premiado e reconhecido autor com o tempo que passa – e se perde e se ganha – na vida e em seu mundo literário (o da fronteira brasileiro-uruguaia sobre o rio Jaguarão). Nestes contos, Schlee se debruça sobre o que foi: aquilo que foi e já não é, aquilo que simplesmente deixou de ser; mas, o que lhe interessa contar e conta é o que foi e já não será, que é mais que passado: é aquilo que não pode mais ser, que perdeu a razão de ser, a finalidade de ser, e que não adianta ser – porque está definitivamente perdido por falta de serventia ou de utilidade ou de atualidade. Assim, estes contos, Schlee os compõem entre o que fica e se perde como memória; e entre o que se perde e o que fica como imaginação.

sarau das 6 - schlee 03Aldyr Garcia Schlee (Jaguarão, 22/11/1934) é escritor, jornalista, tradutor, desenhista e professor universitário. Doutor em Ciências Humanas, publicou vários livros de contos e participou de  antologias, de contos e de ensaios. Alguns livros seus foram primeiramente publicados no Uruguai pela Ediciones de la Banda Oriental. Traduziu a importante obra Facundo, do escritor argentino  Domingos Sarmiento, fez a edição crítica da obra do escritor pelotense João Simões Lopes Neto. Foi professor de Direito Internacional da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pelotas – UFPel, por mais de trinta anos, onde foi também pró-reitor de Extensão e Cultura.

É torcedor do Brasil de Pelotas, clube que chegou a ser tema do conto “Empate”, publicado em “Contos de futebol”. Criou o uniforme verde e amarelo da seleção brasileira de futebol, mais conhecido como Camisa Canarinho. Recebeu duas vezes o prêmio da Bienal de Literatura  Brasileira e foi cinco vezes premiado com o Prêmio Açorianos.

Aldyr Garcia Schlee, que atualmente vive em um sítio em Capão do Leão, município vizinho de  Pelotas,  é convidado destaque da Jornada Literária de Passo Fundo, com sua obra original e  singular como o mais destacado autor brasileiro de linguagem de fronteira. Aliás esse é o tema de suas palestras agendadas, a convite, em março de 2014 na Université de Paris Sorbonne Nouvelle,  Université de Rennes e Maison de l’Amerique Latine em Paris.

.

Palavraria - livros a.

.

06
jun
14

Aconteceu na Palavraria, nesta sexta, 6, Lançamento do livro Melhor não abrir essa gaveta – Contos de razão e loucura, organizado por Luiz Antônio de Assis Brasil.

.

aconteceu

.

06, sexta, 19h: Lançamento do livro Melhor não abrir essa gaveta – Contos de razão e loucura, organizado por Luiz Antônio de Assis Brasil (Editora Terceiro Selo).

.

contos de razão e 01.

contos de razão e 02contos de razão e 03 contos de razão e 04 contos de razão e 05.

.

.

.

.

.

.

contos de razão e 06contos de razão e 07 contos de razão e 08 contos de razão e 09.

.

.

.

.

.

.

contos de razão e 10contos de razão e 11 contos de razão e 12 contos de razão e 13.

.

.

.

.

.

contos de razão e 14contos de razão e 15 contos de razão e 16.

.

.

.

.

.

Palavraria - livros c.

 

11
mar
14

Aconteceu na Palavraria, nesta segunda, 10, Lançamento do livro Difícil explicar, contos e crônicas de João Ricardo Lempek.

.

aconteceu

.

10, segunda, 19h: Lançamento do livro Difícil explicar, contos e crônicas de João Ricardo Lempek.

.

João Ricardo Lempeck 01.

João Ricardo Lempeck 02João Ricardo Lempeck 03 João Ricardo Lempeck 04 João Ricardo Lempeck 05.

.

.

.

.

.

João Ricardo Lempeck 06João Ricardo Lempeck 07 João Ricardo Lempeck 08 João Ricardo Lempeck 09.

.

.

.

.

.

 

Palavraria - livros c.

 

08
mar
14

Vai rolar na Palavraria, nesta segunda, 10, 19h: Lançamento do livro Difícil de explicar, contos e crônicas de João Ricardo Lempek

program sem

.

10, segunda, 19h: Lançamento do livro Difícil de explicar, contos e crônicas de João Ricardo Lempek. (Editora Baraúna)

difícil explicar joão lempeckDifícil Explicar é composto de 12 contos de conteúdos diversos, dois inclusive ambientados em POA e em Gramado, outro  no Rio de Janeiro, na década de 50, e os demais, sem especificação de cidade, ou estado. Os contos são narrados com muita espirituosidade e leveza, e fogem do tradicionalismo estrutural, deixando o leitor sempre na expectativa de chegar ao final, muitas vezes surpreendentes. Alguns deles levam o leitor a momentos de alegria e outros apenas provocam alguma reflexão sobre determinado assunto da nossa vida cotidiana.

João Ricardo LempeckJoão Ricardo Lempek,  gaúcho de Porto Alegre, vive em Salvador/BA, há muitos anos, onde formou família. Entretanto, nunca abandonou sua terra natal, por ter deixado aqui familiares e amigos. Com o firme projeto de voltar, escolheu a serra gaúcha como local para dedicar-se ao seu lado hedonista de escritor, realizando, assim, um antigo sonho. É economista formado na PUC-RS.

.

.

Palavraria - livros a

.

20
jan
14

Vai rolar na Palavraria, nesta terça, 21, 19h30: Lançamento do livro Um outro olhar, de Charles Kiefer

program sem

.

21, terça, 19h30: Lançamento do livro Um outro olhar, de Charles Kiefer (Editora Dublinense)

um outro olhar - kieferUm outro olhar foi lançado originalmente em 1993. Venceu o Prêmio Jabuti e o Prêmio Afonso Arinos, da Academia Brasileira de Letras, as duas premiações mais importantes do Brasil à época de seu lançamento. Vinte anos depois, a coletânea de dezoito contos é resgatada e ganha nova edição.

Charles KieferCharles Kiefer é natural de Três de Maio (RS), onde nasceu em 5 de novembro de 1958. Estreou na ficção em 1982 com “Caminhando na chuva”, novela de temática adolescente que já vendeu mais de cem mil exemplares. Em 1985, ganhou projeção nacional com a novela “O pêndulo do relógio”, agraciada com o Prêmio Jabuti. Em 1993, com o livro de contos “Um outro olhar”, o escritor recebeu outro Prêmio Jabuti. E em 1996, com “Antologia pessoal”, o terceiro Prêmio Jabuti. Conquistou uma série de outras premiações, entre elas o Prêmio Guararapes, da União Brasileira de Escritores, para “O pêndulo do relógio”, o Prêmio Afonso Arinos, da Academia Brasileira de Letras, em 1993, por “Um outro olhar”; e o Prêmio Altamente Recomendável para Adolescentes, pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, em 1986, para o livro infanto-juvenil “Você viu meu pai por aí?”, entre dezenas de outros. Tem mais de trinta livros publicados no Brasil, na França e em Portugal. Em 2010, lançou “Para ser escritor”, obra em que elabora seus mais de vinte e cinco anos de experiência como professor de oficinas literárias e, em 2011, a tese “A poética do conto: de Poe a Borges, um passeio pelo gênero”. Atualmente, é professor de Escrita Criativa, Produção de Textos Poéticos, Oficina de Criação Literária e Conto Brasileiro: Teoria e Prática, na PUCRS, e orientador de oficinas literárias particulares.

.

.

.

 




junho 2019
S T Q Q S S D
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Categorias

Blog Stats

  • 710.597 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: