Posts Tagged ‘Ernani Ssó

15
jul
16

Vai rolar na Palavraria, neste sábado, 16, Lançamento do livro Corvos na chuva, contos de Ernani Ssó.

.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b

.

16, sábado, 17h: Lançamento do livro Corvos na chuva, contos de Ernani Ssó. Bate-papo com o autor, Karina Lucena e Liliam Ramos da Silva, professoras da Letras da UFRGS.

7 16 corvos ernani ssó

.

Palavraria - livros a.

.

Anúncios
04
ago
15

Vai rolar na Palavraria, nesta quarta, 5, Lançamento do livro Como o diabo gosta, de Ernani Ssó. Bate-papo com o autor mediado por Milton Ribeiro.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b

.

5, quarta, 19h: Lançamento do livro Como o diabo gosta, de Ernani Ssó. Bate-papo com o autor mediado por Milton Ribeiro.

como_o_diabo_gosta_convite

Certa manhã, Camilo Severo passa quinze minutos tomando coragem para escrever um romance. Nesse meio tempo, seus pensamentos são visitados por lembranças, invenções e pesadelos. Os personagens aparecem e desaparecem, alguns voltam, outros são mencionados mas não têm participação direta na ação. As histórias que percorrem a mente de Camilo são, quase sempre, cômicas e angustiadas: momentos que revelam a imaginação do protagonista e, reunidos, mostram como é sua vida. Ao mesmo tempo, são as pistas que o autor espalha para formar um quadro do início dos anos 80: o clima do fim da ditadura, a vida dos que viveram o que passou a se chamar desbunde: a festa constante, as drogas e o rock-and-roll.

 

 

 

 

.

Palavraria - livros a.

14
out
13

Vai rolar na Palavraria, nesta, quarta, 16, a Primeira Reunião da Cambada de Leitores de Andrea Camilieri. Participam Fraga (organizador), Edgar Vasques, Ernani Ssó, Cláudio Levitan e Carla Osório.

program sem

.

16, quarta, 18h30: Primeira Reunião da Cambada de Leitores de Andrea Camilieri. Participam Fraga (organizador), Edgar Vasques, Ernani Ssó, Cláudio Levitan e Carla Osório.

A partir deste mês, Andrea Camilleri– criador do Comissário Montalbano – tem uma CLAC mensal na Palavraria.

A Palavraria sempre abrigou grupos de leitores de todos os gêneros literários. Agora ganhou mais um, específico, policialesco: a CLAC, Cambada de Leitores de Andrea Camilleri. O pretexto para os encontros da CLAC é a admiração pelo genial autor e seu humano personagem, o Comissário Montalbano. A intenção é reunir os fãs e atrair novos interessados nas aventuras do Montalbano e seus chefiados na delegacia de Vigàta.

As pautas da CLAC serão propostas de uma reunião para outra: pode ser um determinado livro, um conto qualquer, um dos personagens (imaginem tratar do Catarella ou abordar a Lívia). Haverá espaço para depoimentos, leitura ao vivo, papo em torno da tradução, curiosidades sobre  o escritor etc. Enfim, tudo sobre o prazer de acompanhar um sucesso internacional (quase 30 livros e 25 filmes da série televisiva italiana, exibida em mais de 60 países, menos aqui).

E a idéia prática final: cobrar da Editora Record os próximos lançamentos – já são 12 livros em atraso, baita descompasso com a satisfação dos leitores em outros idiomas. A partir da primeira reunião coletiva (os fãs de outros policiais são bem-vindos), entra no ar o blog da CLAC, com a programação da cambada, divulgação de resenhas, links, atualidades sobre Andrea Camilleri.

Ah, claro que a Palavraria já estocou exemplares.

Anfitriões: Carla Osório (Palavraria), Cláudio Levitan (desenhista/músico), Edgar Vasques (cartunista/ chargista/pai do Rango), Ernani Ssó (escritor/ tradutor), Fraga (jornalista/humorista/coordenador da CLAC)

O que: Papos em torno dos casos do Comissário Montalbano
Quando: Quarta-feira, dia 16/10, das 18:30 às 21h
Onde: Palavraria, Vasco da Gama/165, fone 3268 4260
Quanto: Evento gratuito, aberto a quem aparecer

.

andrea camillieriNascido em Porto Empedocle (Agriento) em 1925, Andrea Camilleri trabalhou por muito tempo como roteirista e diretor de teatro e televisão, produzindo os famosos seriados policiais do comissário Maigret e do tenente Sheridan. Estreou como romancista em 1978. A consagração, porém, viria apenas no início dos anos 1990, quando publicou A forma da água, primeiro caso do comissário Salvo Montalbano. Desde então recebeu alguns dos principais prêmios literários italianos e tornou-se sucesso de público e crítica em todos os países onde foi lançado, com mais de 3 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo.

.

.

 

27
ago
13

Aconteceu na Palavraria, nesta terça, 27: Rayuela, 50 anos de publicação

.

aconteceu

.

Aconteceu nesta terça, 27: Rayuela, 50 anos de publicação: Bate-papo sobre o romance com Ernani Ssó, Karina Lucena e Liliam Ramos. Mediação: Luis Gonzaga Lopes. Na programação da Festipoa revisitada 2013 – Fotos do evento.

.

rayuela festipoa 01.

rayuela festipoa 02rayuela festipoa 03rayuela festipoa 04rayuela festipoa 05.

.

.

.

.

.

rayuela festipoa 06 rayuela festipoa 07 rayuela festipoa 08 rayuela festipoa 09rayuela festipoa 10.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

.

Palavraria - livros c.

 

24
ago
13

Vai rolar na Palavraria, nesta terça, 27: Rayuela, 50 anos de publicação, na programação da Festipoa revisitada 2013

.

program sem.

.

27, terça, 19h30: Rayuela, 50 anos de publicação: Bate-papo sobre o romance com Ernani Ssó, Karina Lucena e Liliam Ramos. Mediação: Luis Gonzaga Lopes. Na programação da Festipoa revisitada 2013

amarelinha

O JOGO DA AMARELINHA é um labirinto literário no qual Cortázar discute os questionamentos do homem diante de seu destino, conflitos, dúvidas e paixões. Dividido em três partes, pode ser lido de diversas formas. Cada leitor cria o seu próprio livro e ritmo.
julio-cortazar-2

Julio Cortázar nasceu em Bruxelas, em 1914, mas foi educado na Argentina — país de origem de seus pais. Estudou Letras, trabalhou durante algum tempo como professor em áreas rurais até que em 1951 fixou residência definitiva em Paris, onde desenvolveu brilhante carreira literária, iniciada com a publicação de Los reyes. Entre suas principais obras destacam-se Bestiário, Octaedro e 62 Modelo para armar. Julio Cortázar morreu em Paris, em 1984.

ernani ssóErnani Ssó nasceu em Bom Jesus, RS, num ano de neve. Em 1974 entrou para o jornalismo, porque queria ser escritor. Saiu em 75, pelo mesmo motivo. Tem livros para adultos, mas prefere os infantis, porque são mais difíceis de escrever. Chama-se Ernani por causa de um galã de radionovela e Ssó, esse erro de revisão, de maluco, ou para não se sentir muito sozinho, como disse Mário Quintana. Escreve uma coluna semanal de humor, ou coisa parecida, na revista eletrônica http://www.coletiva.net

Karina LucenaKarina de Castilhos Lucena nasceu em Caxias do Sul/RS, em 1984. É doutoranda em Letras pela UFRGS, onde estuda as Literaturas de Língua Espanhola. Sua dissertação de Mestrado foi sobre Gabriel García Márquez e a tese de Doutorado sobre Juan Carlos Onetti. Faz parte do grupo de pesquisa “Para uma história materialista da literatura e da cultura brasileiras” que está pensando novas formas de organizar a literatura nacional, inclusive em seus pontos de contato com a produção da América Hispânica. É professora do Instituto Federal do Rio Grande do Sul. Junto com Lilian Ramos, conduz os debates do Evento de comemoração dos 50 anos da publicação de O Jogo da Amarelinha – Rayuela – de Julio Cortázar. do setor de espanhol do Instituto de Letras/UFRGS.

liliam ramosLilian Ramos é doutoranda em Letras – Literaturas Estrangeiras Modernas – Língua Espanhola, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS. Com Karina Lucena conduz os debates do Evento de comemoração dos 50 anos da publicação de O Jogo da Amarelinha – Rayuela – de Julio Cortázar. do setor de espanhol do Instituto de Letras/UFRGS.

.

luis gonzaga lopesLuiz Gonzaga Lopes é repórter de cultura do jornal Correio do Povo.

.

.

.

.

.




maio 2019
S T Q Q S S D
« out    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Categorias

Blog Stats

  • 708.833 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: