Posts Tagged ‘Fernando Pessoa

26
nov
12

Vai rolar na Palavraria, nesta quarta, 28/11: Lançamento de livros da coleção Leituras obrigatórias UFRGS 2013, da Editora Leitura XXI

program sem

.

28, quarta, 19h: Lançamento dos livros O Guardador de Rebanhos, de Fernando Pessoa (Alberto Caieiro) e Memória de um Sargento de Milícias, de Manuel Antônio de Almeida. Edições críticas assinadas respectivamente pelos professores Pedro Gonzaga e Guto Leite, fazem parte da coleção Leituras Obrigatórias UFRGS 2013, da Editora Leitura XXI. Com Pedro Gonzaga e Guto Leite.

Atribuída a Alberto Caeiro, O Guardador de Rebanhos é uma das obras fundamentais de Fernando Pessoa. Nesta edição, além do texto completo, o leitor encontrará uma análise crítica da poética e do significado dos versos realizada pelo professor Pedro Gonzaga.
Número de Páginas:  95 páginas.
Formato :     12,5 x 17,5cm
Preço de capa: 12,00
Isbn: 978 85 86880 186

Verdadeiro clássico que possibilita a emergência literária da malandragem brasileira, Memórias de um sargento de milícias encontra em Guto Leite um leitor arguto que examina a natureza do romance e o comenta de forma esplendidamente didática.
Número de Página: 175 páginas.
Formato:  14x21cm
Preço: 17,00
Isbn: 978 8586880 179

Pedro Gonzaga é músico, tradutor e escritor. Já verteu para o português nomes como Conan Doyle, Patricia Highsmith, Raymond Chandler e Charles Bukowski. É autor dos livros de contos Cidade Fechada, Editora Leitura XXI, 2004 e Dois Andares: Acima!, Editora Novo Século, 2007, e dos poemas de A última temporada, Editora ArdoTempo, 2011. Participou ainda de diversas coletâneas digitais e impressas.

Guto Leite. Poeta, músico, compositor, professor. Poeta dos livros “zero um” (2010), “Poemas Lançados Fora” (7Letras, 2007), “Sintaxe da Última Hora” (Scortecci, 2006) e “Reflexos” (FEME, 2000), além de premiado em concursos literários e presente em diversas coletâneas de poesia. Indicado ao Prêmio Açorianos (Categoria Poesia) no ano de 2010. Co-roteirista dos filmes de curta-metragem “Estado Senil” (2009), “Revés” (2008) e “Bons sonhos, Maria”(2006). Argumentista da personagem Júlio César, publicado em setembro de 2010 pela revista independente “Eixada” e em julho de 2011 na coletânea “O melhor da festa, volume 3″. Linguista pela Unicamp, especialista, mestre e doutorando em Literatura Brasileira pela UFRGS. Atualmente trabalha como professor temporário de Literatura Brasileira na UFRGS.

www.gutoleite.com.br.

.

.

Anúncios
14
jul
12

Aconteceu na Palavraria, neste sábado, 14/07: Uma tarde na Tabacaria, no Sarau das 6

.

.

Fotos do Sarau das 6, acontecido neste sábado, 14: Uma tarde na tabacaria, leituras e comentários sobre a obra de Fernando Pessoa, com Gabriela Silva, Jeferson Tenório, Robertson Frizero e Estevan Ketzer.

.

.


.



.

.

.

.


.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

.

11
jul
12

Vai rolar na Palavraria, neste sábado, 14/07: Uma tarde na tabacaria, no Sarau das 6

program sem

.

.

14, sábado, 18h: Sarau das 6 – Uma tarde na tabacaria, leituras e comentários sobre a obra de Fernando Pessoa, com Gabriela Silva, Jaqueline Bohn Donada, Lígia Sávio, Jeferson Tenório, Robertson Frizero e Estevan Ketzer.

.

.

A edição de julho do Sarau das seis será sobre Fernando Pessoa ( 1888-1935) e seus heterônimos. A obra do poeta português é conhecida pelas várias personalidades e diferentes vozes poéticas. Ricardo Reis, Alberto Caeiro, Álvaro de Campos, Bernardo Soares e todas as suas visões de mundo serão nosso deleite nesse sarau. Traga seu livro, seu trecho predileto, sua voz. O sarau é de leitores e para leitores. Essa edição conta com essas duas presenças especiais: Robertson Frizero, que é mestre em Teoria da Literatura pela PUCRS, escritor e tradutor e Estevan Ketzer, que é psicólogo e mestrando em Teoria da Literatura na PUCRS também!

O grupo responsável pela produção do Sarau das 6 é constituído por:

Jaqueline Bohn Donada. Apaixonada, em tempo integral, por literatura, cultura e viagens. Viajou às entranhas monstruosas do romantismo quando publicou o livro “Spontaneous Overflow of Powerful Feelings”: Romantic Imagery in Mary Shelley’s Frankenstein, em 2009. Formada em Letras, respira literatura, principalmente a de língua inglesa, há anos. Atualmente vive no século XIX. Nas horas vagas, é professora de inglês e aluna de doutorado pela UFRGS.

 Gabriela Silva. Tem literatura no seu dna. Desde a infância convive com homens e deuses e as histórias que lhe contam. É formada em Letras, estuda o mal e a morte na literatura e todas as teorias conspiratórias e literárias. É doutoranda em Teoria da Literatura na PUCRS, tendo como foco a construção da personagem. Atualmente está em Lisboa, dizem que estudando.

Lígia Savio. Amante do poeta francês Rimbaud desde a adolescência, é professora de literatura, do município de Porto Alegre e doutora em Letras pela UFRGS. Participou de antologias independentes na década de 70 (Teia, Teia II e Paisagens) com a participação de Caio Fernando de Abreu e Wesley Coll. entre outros.

Jeferson Tenório. É feito de literatura. Professor e apaixonado por Dom Quixote. Premiado no concurso Paulo Leminski em 2009 com o conto “Cavalos não choram” e no concurso Palco Habitasul com o conto “A beleza e a tristeza”, adaptado para o teatro em 2007 e 2008, além de ter tido poemas selecionados no concurso Poemas no Ônibus em 2009. Faz mestrado em literaturas Luso-africanas pela UFRGS

.

.

.

01
abr
12

Recado de Lisboa, por Gabriela Silva: Pessoa plural como o universo

.

.

Pessoa plural como o universo, por Gabriela Silva

.

.

Estar em Lisboa é uma experiência única. São elementos de cultura e de história que povoam nosso imaginário e cuja existência precisamos muitas vezes comprovar. Um desses espectros é Fernando Pessoa (1888-1933). Na primeira semana aqui em Lisboa fui à Casa Fernando Pessoa.  Um lugar interessante que guarda recordações de vida do poeta.

Mas foi em fevereiro que me deparei com uma exposição deveras convidativa: Fernando Pessoa – plural como o universo. Um evento promovido pela Fundação Calouste Gulbenkian, instituição conhecida pelos portugueses por seu incentivo e cuidado com as artes de um modo geral. E “Fernando Pessoa – plural como o universo” é financiada também pela Rede Globo, Banco Itaú, Banco Caixa Geral – Brasil e apoiada pela Casa Fernando Pessoa, Consulado Geral de Portugal e do Museu de Língua Portuguesa de São Paulo e Centro Cultural Correios no Rio de Janeiro.

A exposição que começou em fevereiro e se estende até 30 de maio de 2012,  e já esteve no Museu da Língua Portuguesa em São Paulo e no Centro Cultural Correios no Rio de Janeiro, conta com diversas seções: biografia do autor, seus heterônimos e espaço para os leitores manusearem seus livros. Há intensa interatividade com a poesia. Painéis, fotos, obras de arte e poemas associados à tecnologia permitem que o visitante (e leitor) interaja com os textos poéticos de Fernando Pessoa.

Estão lá os heterônimos mais conhecidos: Ricardo Reis, Alberto Caeiro, Álvaro de Campos e Bernardo Soares. Cada um representado com suas biografias e estilos de escrita. Há cabines onde se podem escolher poemas a serem lidos e ouvidos.

E pode-se perceber que a proposta da exposição atinge seu objetivo: compartilhar Fernando Pessoa, possibilitar que os leitores “sintam” os poemas.

Minha predileção por Bernardo Soares fez-me ficar algum tempo a mais no estande dedicado ao heterônimo autor do Livro do Desassossego.

E é com Bernardo Soares que termino meu texto de hoje, é do Fragmento 1, apenas um trecho: “Para todos nós descerá a noite e chegará a diligência. Gozo a brisa que me dão e a alma que me deram para gozá-la, e não interrogo mais nem procuro. Se o que deixar escrito no livro dos viajantes puder, relido um dia por outros, entretê-los também na passagem, será bem. Se não o lerem, nem se entretiverem, será bem também.”

Gabriela Silva tem literatura no seu dna. Desde a infância convive com homens e deuses e as histórias que lhe contam. É formada em Letras, estuda o mal e a morte na literatura e todas as teorias conspiratórias e literárias. É doutoranda em Teoria da Literatura na PUCRS, tendo como foco a construção da personagem. Atualmente está em Lisboa, dizem que estudando.

.

.




junho 2019
S T Q Q S S D
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Categorias

Blog Stats

  • 710.624 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: