Posts Tagged ‘Festipoa revisitada

03
dez
14

Aconteceu na Palavraria, 26/11, quarta, Festipoa Revisitada: Primeiras Leituras, com Gisela Rodrigues e Fernanda Chemale.

.

aconteceu

.

26, quarta, 19h: Festipoa Revisitada: Primeiras Leituras, com Gisela Rodrigues e Fernanda Chemale.

.

primeiras leituras 01
.

primeiras leituras 02.primeiras leituras 04 primeiras leituras 05

.

.

.

.

primeiras leituras 06primeiras leituras 07 primeiras leituras 08 primeiras leituras 09.

.

.

.

.

.

 

.

.

.

.

.

Palavraria - livros c.

 

Anúncios
15
out
14

Vai rolar na Palavraria, nesta quinta, 16, Primeiras Leituras: Ismael Caneppele lê trechos de seu novo livro Só a exaustão traz a verdade, a ser lançado no final de outubro. Mediação de Kelli Pedroso.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b.

16, quinta, 19h: Primeiras Leituras: Ismael Caneppele lê trechos de seu novo livro Só a exaustão traz a verdade, a ser lançado no final de outubro (Editora Pergamus). Mediação de Kelli Pedroso. 

Ismael caneppeleIsmael Caneppele já é uma das mais importantes revelações da literatura brasileira contemporânea. Além de escrever romances, divide seu tempo desenvolvendo argumentos e roteiros para cinema e viajando para pequenas cidades, preferencialmente cortadas por trilhos de trem. Morou na Alemanha e na Croácia, onde foi assistente de direção em ópera e ator de teatro. “Música para quando as luzes se apagam” é seu primeiro título publicado. Atualmente reside em São Paulo. Seu segundo livro “Os Famosos e os Duendes da Morte” foi filmado pelo diretor Esmir Filho (jovem cineasta premiado em Cannes e criador do Tapa na Pantera). A produção do longa foi feita pela Dezenove Som e Imagens, de Sara Silveira, importante nome do cinema brasileiro. O roteiro é assinado por ele e Esmir Filho.

kelli pedrosoKelli Pedroso é editora e escritora, autora do livro O sexo das antas.

.

.

Primeiras leituras são encontros mensais para se conhecer, em primeira mão, livros que estão na iminência de serem publicados. Promoção da Festipoa Revisitada.

.

Palavraria - livros a

.

.

06
out
14

Vai rolar na Palavraria, nesta quarta, 8, Lançamento do livro Os rebeldes: geração beat e anarquismo místico, de Cláudio Viller. Palestra do autor com o tema Ler os beats – rebelião, transgressão, anarquismo místico e qualidade poética e sessão de autógrafos. Promoção Festipoa revisitada e L&PM Editores.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b.

8, quarta, 19h: Lançamento do livro Os rebeldes: geração beat e anarquismo místico, de Cláudio Viller. Palestra do autor com o tema Ler os beats – rebelião, transgressão, anarquismo místico e qualidade poética e sessão de autógrafos. Promoção Festipoa revisitada e L&PM Editores.

rebeldes - cláudio willer

geração beat

Movimento literário, vanguarda artística com ramificações na música e na fotografia, a geração beat foi um sopro de ar fresco na cultura norte-americana dos anos 50. Manifestou-se por meio de um grupo de jovens escritores que extrapolaram a arte e a vida transformando-as numa explosão criativa, embalada pelo êxtase das drogas, em busca de experiências transcendentais. O companheirismo de Jack Kerouac, Allen Ginsberg, William Burroughs, Neal Cassady, Gregory Corso, Lawrence Ferlinghetti, Carl Solomon, entre muitos outros, deu origem a uma das mais originais manifestações culturais de meados do século XX, que até hoje surpreende e fascina leitores de todo o mundo.

CLAUDIO WILLER 04Claudio Willer nasceu em São Paulo em 1940 e é poeta, ensaísta e tradutor, ligado à criação literária mais rebelde, ao surrealismo e geração beat. Acaba de publicar Os rebeldes: Geração Beat e anarquismo místico (L&PM, 2014). Outras publicações recentes: Manifestos, 1964-2010, (Azougue, 2013), Um obscuro encanto: gnose, gnosticismo e poesia (Civilização Brasileira, 2010); Geração Beat (L&PM Pocket, 2009); Estranhas Experiências, poesia (Lamparina, 2004). Traduziu Lautréamont, Allen Ginsberg, Jack Kerouac e Antonin Artaud. Publicado em antologias e periódicos no Brasil e em outros países. Doutor em Letras na USP, onde completou pós-doutorado. Também deu cursos, palestras e coordenou oficinas em uma diversidade de instituições culturais.

 

.

Palavraria - livros a

.

.

05
out
14

Vai rolar na Palavraria, nesta terça, 7, Festipoa revisitada – Conto com poesia, com Moema Vilela e Michelle Buss. Mediação de Guto Leite.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b.

 

7, terça, 19h: Festipoa revisitada – Conto com poesia, com Moema Vilela e Michelle Buss. Mediação de Guto Leite.

O encontro, produzido pela FestiPoa Literária Revisitada e Sampleada, reúne uma poeta e uma ficcionista para conversar sobre produção literária, ofício de escrita e para leituras de seus trabalhos, com mediação do poeta e professor de literatura Guto Leite.

Esta é a terceira edição da atividade, que já contou com as participações de Cláudia Tajes, Everton Behenck, Paula Taitelbaum e Pedro Gonzaga.

michelle bussAutora do livro Mosaicos (Patuá, 2014), Michelle C. Buss nasceu em Jaguari, Rio Grande do Sul e mora em Porto Alegre desde 2007. É graduada em Comunicação Social pela PUCRS e atualmente cursa Bacharelado em Letras pela UFRGS. Desde muito cedo imergiu no universo das artes,  dividindo seu coração entre a música e as palavras. Começou a escrever poemas ainda quando criança e considera a literatura e a música como fragmentos do seu próprio ser.


Moema VilelaMoema Vilela nasceu
  em Mato Grosso do Sul. É jornalista (UFMS), fez mestrado em Estudos de Linguagens – Linguística e Semiótica (UFMS) e em Letras – Escrita Criativa (PUCRS). Em 2014, escreve para a revista Cultura em MS e é doutoranda em Escrita Criativa na PUCRS. Trabalha com arte e comunicação desde 2000. Publicou contos e poemas em revistas nacionais e na antologia De tudo fica um pouco (2011), organizou Vozes da Dança (2008) e co-organizou Vozes do Teatro (2008), entre outras publicações impressas. Ter saudade era bom, seu primeiro livro individual, será lançado na Palavraria nesta sexta, 10.


guto leiteGuto Leite
. Poeta, músico, compositor, professor. Poeta dos livros “zero um” (2010), “Poemas Lançados Fora” (7Letras, 2007), “Sintaxe da Última Hora” (Scortecci, 2006) e “Reflexos” (FEME, 2000), além de premiado em concursos literários e presente em diversas coletâneas de poesia. Linguista pela Unicamp, especialista, mestre e doutorando em Literatura Brasileira pela UFRGS. Atualmente trabalha como professor temporário de Literatura Brasileira na UFRGS.www.gutoleite.com.br. Teve recentemente seu livro inédito “Entrechos” agraciado no Açorianos 2012 com o prêmio Criação Literária.

.

Palavraria - livros a

.

.

31
jul
14

Vai rolar na Palavraria, nesta sexta, 01, O mel do melhor de Wally Salomão, bate-papo e leituras de poemas de Wally, com os poetas e músicos Ricardo Silvestrin, Diego Petrarca, Ricardo Pavao Pereira e Thiago Pirajira. Promoção da Festipoa Revisitada/Jornal Vaia.

.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b.

 

01, sexta, 19h30: O mel do melhor de Wally Salomão, bate-papo e leituras de poemas de Wally, com os poetas e músicos Ricardo Silvestrin, Diego Petrarca, Ricardo Pavao Pereira e Thiago Pirajira. Promoção da Festipoa Revisitada/Jornal Vaia.

MINISTÉRIO DA CULTURA / SECRETÁRIO / WALY SALOMÃO

Waly Dias Salomão (Jequié, 3 de setembro de 1943 – Rio de Janeiro, 5 de maio de 2003) foi um poeta brasileiro. Era filho de sírio com uma sertaneja, formou-se em Direito pela Universidade Federal da Bahia em 1967, mas nunca exerceu a profissão. Cursou a Escola de Teatro da mesma universidade (1963-1964) e estudou inglês na Columbia University, Nova York (1974-1975). Na década de 1960 participou do movimento tropicalista, Foi também uma figura importante da contracultura no Brasil, nos anos 1970. Atuou em diversas áreas da cultura brasileira. Seu primeiro livro foi Me segura qu’eu vou dar um troço, de 1972. Em 1997, ganhou o Prêmio Jabuti de Literatura com o livro de poesia Algaravias. Seu último livro foi Pescados Vivos, publicado em 2004, após sua morte.

Foi letrista de canções de sucesso, como Vapor Barato, em parceria com Jards Macalé. Amigo do poeta Torquato Neto, editou seu único livro, Os Últimos Dias de Paupéria, lançado postumamente. Suas canções foram intérpretadas por Maria Bethânia, Caetano Veloso, Adriana Calcanhotto, Gal Costa e O Rappa, entre outros.

Nos anos 1990, Waly Salomão dirigiu dois discos da cantora carioca Cássia Eller: Veneno AntiMonotonia (1997) e Veneno Vivo (1998).

Trabalhou no Ministério da Cultura, como Secretário Nacional do Livro, na gestão de Gilberto Gil, no início de seu mandato. Uma de suas propostas era a inclusão de um livro na cesta básica dos brasileiros.

Em 2003 atuou como personagem principal no filme Gregório de Mattos, sob a direção de Ana Carolina. O filme narra a vida do poeta Gregório de Mattos, na Bahia do século XVII. Com sua obra, o poeta anuncia o perfil tenso e dividido do povo brasileiro e satiriza os poderosos da época, que passam a combatê-lo até transformar sua vida em um verdadeiro inferno.

 

.

Palavraria - livros a.

.

22
jul
14

Vai rolar na Palavraria, nesta quarta, 23, Lançamento do livro Depois da água, poemas de Telma Scherer. Sessão de autógrafos, com apresentação de Diego Petrarca, leituras e exibição de videopoemas da poeta.

.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b.

23, quarta, 19h: Lançamento de Depois da água, livro de poemas de Telma Scherer. (Fundação Cultural Catarinense) Sessão de autógrafos, com apresentação de Diego Petrarca, leituras e exibição de videopoemas da poeta. Promoção da Festipoa revisitada.

depois_da_agua_capaDepois da água é o terceiro livro de poesia de Telma Scherer. Publicado através do Prêmio Elisabete Anderle da Fundação Cultural Catarinense, com edição da Nave /Nauemblu Ciência e Arte. O design é de Ayrton Cruz. Com 120 páginas, o livro contém um ensaio fotográfico produzido pela poeta, que esteve exposto no início do ano na Sala Lindolf Bell / Centro Integrado de Cultura, na capital catarinense, através do festival Floripa na Foto. Como os trabalhos anteriores da autora, Desconjunto (IEL/CORAG, 2002) e Rumor da casa (7Letras, 2008), Depois da água surgiu com performances de poesia falada antes que o livro tomasse sua forma definitiva.

As performances aconteceram desde 2009 em espaços como as Livrarias Saraiva de Porto Alegre, algumas feiras de livro do interior do Rio Grande do Sul (através da programação do SESC-RS), festivais literários como Agosto das Letras (João Pessoa), Arte en Loberías (Cabo Polonio, Uruguai), Mundial Poético de Montevideo e Ronda de Poetas, também na capital uruguaia.

Em parceria com os artistas Guilherme Doze e Luize Zanette, foram produzidos três videopoemas, que serão exibidos durante o lançamento. Uma amostra pode ser conferida no youtube através do canal Depois da Água.

telma scherer 01Telma Scherer moraem Florianópolis, onde faz doutorado em Teoria Literária na Universidade Federal de Santa Catarina. É pesquisadora do LabFLOR (Laboratório Floripa em Composição Transdisciplinar: Arte, Cultura e Política) coordenado pela professora Dra. Tereza Virgínia Almeida, e formada em Filosofia e mestra em Literatura Comparada pela UFRGS. Publicou, em 2008, o livro Rumor da Casa (Editora 7 Letras) e em 2002, pelo IEL, Desconjunto. Veja mais sobre a autora em http://www.telmascherer.blogspot.com.br/.

.

Palavraria - livros a.

.

 




agosto 2019
S T Q Q S S D
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Categorias

Blog Stats

  • 717.307 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: