Posts Tagged ‘Lélia Almeida

14
mar
14

Vai rolar na Palavraria, neste sábado, 5, às 18h: Sarau das seis – As mulheres do IEL, com Ana Mello, Lélia Almeida e Ivete Brandalise.

.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b.

.

5, sábado, 18h: Sarau das seis – As mulheres do IEL. Gabriela Silva, Jeferson Tenório e Lígia Sávio recebem Ana Mello, Lélia Almeida e Ivete Brandalise.

Mais uma Edição Especial do Sarau das Seis em comemoração aos 60 anos do Instituto Estadual Do Livro: As mulheres do IEL. Dessa vez vamos ler, comentar e receber escritoras que fazem parte da história dessa instituição que mantem viva a literatura produzida aqui no Rio Grande do Sul. Algumas dessas mulheres: Lélia Almeida, Ana Mello, Ivete Brandalise entre outas que são pura arte. Março é o mês em que se comemora o dia internacional da mulher, e uma das formas de se enaltecer o feminino é perceber o quanto a literatura produzida por mulheres é importante. A voz feminina, a qualidade da escrita e a percepção de mundo são o que nos reúne dessa vez.

anamello1A escritora Ana Mello participou de várias Antologias da Editora Litteris e CBJE, publica em diversos sites na internet e é colunista do site SORTIMENTOS.COM desde 2003. Escreve poesias, contos e crônicas. É coordenadora do Movimento Poetrix no Rio Grande do Sul. Tem poema selecionado no Concurso Poemas no Ônibus e Trem – 2006. Publicou recentemente seu primeiro livro em papel, Minicontando, pela editora Casa Verde. Ministra oficinas de minicontos, crônica e poetrix para público jovem e adulto. Seus e-books, Verbetrix, Aleivosias e Céu & Inferno podem ser acessados gratuitamente.

lélia almeida Lélia Almeida, nascida em 1962, em Sant’Ana do Livramento, é romancista, cronista, ensaísta e professora de Literatura Brasileira e Literatura Latino-Americana. Tem publicados os livros Antônia (romance, 1987), Senhora Sant’Ana (romance, 1995); 50ml de Cabochard – crônicas sobre mulher e literatura (1995); A sombra e a chama: as mulheres d’O Tempo e o Vento (ensaio, 1996); As mulheres de Bangkok (crônicas, 1997); Querido Arthur (romance, 1999) e O amante alemão (romance, 2013).

Ivete Brandalise

Ivete Brandalise, formada em psicologia e comunicação social, é cronista e apresentadora de programas de rádio e televisão além de colunista em jornais impressos. Nos anos sessenta, fez parte do grupo de atores  do Teatro de Equipe, juntamente com Paulo José, Paulo César Peréio, Ítala Nandi, Lilian Lemmertz e Nilda Maria, entre outros. Desde então vem atuando em rádio, televisão e jornais do Rio Grande, como Rádio Farroupilha, Rádio FM Cultura, TV Educativa, TV Difusora, Rádio e TV Guaíba e os jornais Correio do Povo, Folha da Manhã, e ABC do Domingo. Redigiu e apresentou, na Rádio Guaíba, as crônicas do programa Cinco Minutos com Ivete Brandalise, que ficou no ar durante 19 anos.  Há 15 anos apresenta, na TV Educativa, o programa de entrevistas Primeira Pessoa.


.

Palavraria - livros a.

.

 

07
nov
13

Aconteceu na Palavraria, nesta quarta, 6, Roda de Leitura – O Amante Alemão: uma história de genealogias femininas – Bate-papo com Lélia Almeida. Mediação de Laura Rangel.

.

aconteceu

.

Aconteceu nesta quarta, 6, Roda de Leitura – O Amante Alemão: uma história de genealogias femininasBate-papo com Lélia Almeida. Mediação de Laura Rangel. Fotos do evento.

.

lélia almeida 01.

lélia almeida 02lélia almeida 03 lélia almeida 04 lélia almeida 05.

.

.

.

.

lélia almeida 06lélia almeida 07 lélia almeida 08 lélia almeida 09.

.

.

.

.

 

Palavraria - livros c.

 

04
nov
13

Vai rolar na Palavraria, nesta quarta, 6, das 16 às 18h: Roda de Leitura – O Amante Alemão: uma história de genealogias femininas – Bate-papo com Lélia Almeida. Mediação de Laura Rangel.

program sem

.

6, quarta, das 16 às 18h: Roda de Leitura – O Amante Alemão: uma história de genealogias femininasBate-papo com Lélia Almeida. Mediação de Laura Rangel.

lélia almeida - o amante alemão 01

O trabalho de pesquisa sobre um dado histórico da cidade de Santaluz (que é Santa Cruz do Sul) – o da existência de uma epidemia de suicídios por enforcamento por trabalhadores rurais, causada pelo efeito dos agrotóxicos nas plantações do tabaco – serviram de pano de fundo social para a criação da intriga. Num outro plano simultâneo temos uma história de amor muito improvável que se desenvolve através de um triângulo nada convencional.
A articulação destas histórias é uma espécie de tributo a muitas histórias das narradoras latino-americanas a quem me filio, já que muitas delas optam por uma visão de mundo em que os nossos afetos mais profundos reverberam em escolhas, condutas e atitudes que são sempre políticas.
Além do pano de fundo social, local, a reflexão sobre as mulheres é soberana – já que esta é a minha escolha como escritora: a que questiona sobre a maneira como a nossa sociedade cria uma cultura de amor romântico para a vida das mulheres, um amor que supõe sempre o cuidado com outro, para o outro, em nome da negação negligente do cuidado mais importante para a vida de todos e das mulheres, em especial, que é o autocuidado e, portanto, o amor próprio. O tom folhetinesco se justifica pela própria necessidade da desconstrução destes mandatos que assumimos como nossos por toda uma vida, e para lembrar que sem o desmonte destas ilusões, que pode se dar através do humor, não seremos capazes de nos expressar profundamente em nossa autenticidade e nossas dúvidas mais verdadeiras.

Lélia Almeida

lélia almeidaLélia Almeida, nascida em 1962, em Sant’Ana do Livramento, é romancista, cronista, ensaísta e professora de Literatura Brasileira e Literatura Latino-Americana. Tem publicados os livros Antônia (romance, 1987), Senhora Sant’Ana (romance, 1995); 50ml de Cabochard – crônicas sobre mulher e literatura (1995); A sombra e a chama: as mulheres d’O Tempo e o Vento (ensaio, 1996); As mulheres de Bangkok (crônicas, 1997); Querido Arthur (romance, 1999) e O amante alemão (romance, 2013).

.

.

.

 




junho 2020
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Categorias

Blog Stats

  • 741.861 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com

%d blogueiros gostam disto: