Posts Tagged ‘Oficina de contos

01
ago
13

Vem aí, em agosto, na Palavraria: Oficina de Contos, com Altair Martins

cursos 2013

.

Oficina de Contos

Com Altair Martins 

.

Às quartas-feiras, das 19 às 21h
De 21 de agosto a 04 de dezembro de 2013

Investimento: 3x R$ 250,00

Objetivo: promover estudo teórico e prático do conto, ampliando as possibilidades de criação da narrativa em prosa, passando por elementos como narrador e personagem.

Metodologia: aulas expositivas, debates e leituras em grupo de textos teóricos e de contos expressivos da literatura universal, com destaque para a produção contemporânea brasileira e gaúcha); produção textual de contos.

Os encontros: serão 16 encontros de 2h divididos em duas atividades – na primeira parte, aferição das leituras (teoria e cânone) e conclusões teóricas; na segunda, exposição, debate e considerações acerca da produção e reescritura discentes e encomenda dos textos seguintes.

Cronograma:

Encontro 1:    [21/08]

atividade A: 1) apresentação docente (metodologias e cronograma); 2) apresentação discente (expectativas e impressões iniciais); 3) O conto – as origens e aspectos do gênero.

atividade B: leitura de minicontos e aferições teóricas acerca do gênero.

produção UM: miniconto (3 contos)

leituras da semana: 1) teorias do miniconto: Laura Zavala; 2) conto – origens: As mil e uma noites (69ª noite a 72ª noite – A história de Simbad, o marinheiro); A Odisseia, de Homero (canto IX); Decameron, de Bocaccio (sétima “novela” da segunda jornada, a de Filomena).

Encontro 2:    [28/08]

atividade A: 1) análise das leituras teóricas da semana; 2) conclusões teóricas do conto UM; 3) análise da leitura de “conto – origens”.

atividade B: análise das produções discentes de minicontos.

produção e reescritura DOIS: sugestão – conto de aventura

leituras da semana: 1) teorias do conto: Luís López Nieves; 2) contos fantásticos UM: O barril de amontillado e O retrato oval, de Edgar Allan Poe; O Abacaxi de ferro, de Eden Phillpotts; A livraria, de Nelson Bond.

 Encontro 3:    [04/09]

atividade A: 1) análise das leituras teóricas da semana; 2) conclusões teóricas do conto DOIS; 3) análise da leitura de “contos fantásticos UM”.

atividade B: análise das produções discentes de conto.

produção e reescritura TRÊS: sugestão – conto fantástico

leituras da semana: 1) teorias do conto: O’Connor, Jorge Luís Borges (1), Juan Bosch; 2) contos fantásticos DOIS: O ovo de cristal, de H.G. Wells; Um incidente na ponte de Owl Creek, de Ambrose Bierce; Uma gota, de Dino Buzatti; O crocodilo I, de Amílcar Bettega Barbosa; A terceira margem do rio, de Guimarães Rosa.

Encontro 4:    [11/09]

atividade A: 1) análise das leituras teóricas da semana; 2) conclusões teóricas do conto TRÊS; 3) análise da leitura de “contos fantásticos DOIS”.

atividade B: análise das produções discentes de conto.

produção e reescritura QUATRO: sugestão – conto fantástico

leituras da semana: 1) teorias do conto: Raymond Carver, García Márquez; 2) contos fantásticos TRÊS: O travesseiro de plumas, de Horácio Quiroga; Carta a uma senhorita em Paris e Las ménades, de Julio Cortázar; O livro de areia e Funes, o memorioso, de Jorge Luís Borges.

Encontro 5:    [18/09]

atividade A: 1) análise das leituras teóricas da semana; 2) conclusões teóricas do conto QUATRO; 3) análise da leitura de “contos fantásticos TRÊS”.

atividade B: análise das produções discentes de conto.

produção e reescritura CINCO: sugestão – conto fantástico

leituras da semana: 1) teorias do conto: Edgar Allan Poe; 2) contos de vida social UM: Casa tomada, de Julio Cortázar; O sul, de Jorge Luís Borges; O caso da vara, de Machado de Assis; O capote, de Gógol; O cicatriz, de Máximo Górki; A árvore de Natal de Cristo, de Dostoiévski.

Encontro 6:    [25/09]

atividade A: 1) análise das leituras teóricas da semana; 2) conclusões teóricas do conto CINCO; 3) análise da leitura de “contos de vida social UM”.

atividade B: análise das produções discentes de conto.

produção e reescritura SEIS: sugestão – conto de vida social

leituras da semana: 1) Teorias do conto: Júlio Cortázar; 2) contos de vida social DOIS: Meu tio Júlio e O colar, de Guy de Maupassant; Um artista da fome, Franz Kafka; O relógio do hospital, de Graciliano Ramos; O cobrador, de Rubem Fonseca; Uma vela para Dario, de Dalton Trevisan.

 Encontro 7:    [02/10]

atividade A: 1) análise das leituras teóricas da semana; 2) conclusões teóricas do conto SEIS; 3) análise da leitura de “contos de vida social DOIS”.

atividade B: análise das produções discentes de conto.

produção e reescritura SETE: sugestão – conto de vida social

leituras da semana: 1) teorias do conto: Nádia Batella Gotlib; 2) contos de conflito humano UM: Uma obra de arte, de Anton Tchekov; Purpurina cega, de Marcelino Freire; Teresa, que esperava as uvas, de Monique Revillon; Setembro bravo, de Jádson Barros Neves; Holocausto, de Moacyr Scliar.

 Encontro 8:    [09/10]

atividade A: 1) análise das leituras teóricas da semana; 2) conclusões teóricas do conto SETE; 3) análise da leitura de “contos de conflito humano UM”.

atividade B: análise das produções discentes de conto.

produção e reescritura OITO: sugestão – conto de conflito humano

leituras da semana: 1) teorias do conto: Horácio Quiroga; 2) Contos de conflito humano DOIS: Adeus, meu pai, de Menalton Braff; Os cimos, de Guimarães Rosa; O veio d’água, de Walmor Santos; A paixão e a ratoeira, de Cíntia Moscovich; O boneco de neve, de Charles Kiefer; Guapear com frangos, de Sérgio Faraco.

Encontro 9:    [16/10]

atividade A: 1) análise das leituras teóricas da semana; 2) conclusões teóricas do conto OITO; 3) análise da leitura de “contos de conflito humano DOIS”.

atividade B: análise das produções discentes de conto.

produção e reescritura NOVE: sugestão – conto de conflito humano

leituras da semana: 1) teorias do conto: Ricardo Piglia; O conto em Borges, Altair martins; 2) contos de atmosfera UM: Uns braços, de Machado de Assis; O búfalo, de Clarice Lispector; Herbarium, de Lygia Fagundes Telles; O Zahir, de Jorge Luis Borges; Mel & girassóis, de Caio Fernando Abreu.

Encontro 10:  [23/10]

atividade A: 1) análise das leituras teóricas da semana; 2) conclusões teóricas do conto NOVE; 3) análise da leitura de “contos de atmosfera UM”.

atividade B: análise das produções discentes de conto.

produção e reescritura DEZ: conto psicológico ou de atmosfera

leituras da semana: 1) teorias do conto: Joaquín Mª Aguirre Romero; 2) contos de impressões/sensações: Alguma coisa urgentemente, de João Gilberto Noll; Sinal de luz, de Lourenço Cazarré; Éramos todos bandoleiros, de Nélson de Oliveira; Bravura, Nélida Piñon; O bilhete premiado, de Anton Tchekov; Arábia, de James Joyce.

Encontro 11:  [30/10]

atividade A: 1) análise das leituras teóricas da semana; 2) conclusões teóricas do conto NOVE; 3) análise da leitura de “contos impressões/sensações”.

atividade B: análise das produções discentes de conto.

produção e reescritura ONZE: sugestão – conto de impressões/sensações

leituras da semana: Mempo Giardinelli (“Breve história do conto; Estrutura e morfologia do conto); 2) contos transgressores: Pierre Menard, o autor de Dom Quixote, de Jorge Luís Borges; Inanimatu, de Paula Taitelbaun; A seis mãos, de Paulo Bentancur; A mulher de trinta e oito, de Marcelo Mirisola; Dentes guardados, de Daniel Galera.

Encontro 12:  [06/11]

atividade A: 1) análise das leituras teóricas da semana; 2) conclusões teóricas do conto NOVE; 3) análise da leitura de “contos transgressores”.

atividade B: análise das produções discentes de conto.

produção e reescritura DOZE: contos transgressores

leituras da semana: 1) teorias do conto: Mempo Giardinelli (entrevistas: Antônio Skármeta/Adolfo Bioy Casares/Carlos Fuentes e outros); 2) contos, questões de estilo UM: Me alugo para sonhar, de Gabriel García Marquez; Díles que no me maten!, de Juan Rulfo; Os pássaros não sabem latir, de Edmar Monteiro Filho; O negro Bonifácio, de Simões Lopes Neto; Hereditário, de Amílcar Bettega Barbosa; Arapucas esverdeadas, de Alexandre Alves.

Encontro 13:  [13/11]

atividade A: 1) análise das leituras teóricas da semana; 2) conclusões teóricas do conto NOVE; 3) análise da leitura de “contos – questões de estilo UM”.

atividade B: análise das produções discentes de conto.

produção e reescritura TREZE: questões de estilo

leituras da semana: 1) teorias do conto: Charles Kiefer – Para uma poética do conto; 2) Contos – questões de estilo DOIS: Gato na chuva, de Hemingway; Nero, de Miguel Torga; O canário, de Katherine Mansfield; Pau-de-arrasto, de Cícero Galeno Lopes; Unhas pequenas pintadas de vermelho, de Luís Augusto Fischer; O vaso azul, de João Anzanello Carrascoza. 

Encontro 14:  [20/11]

atividade A: 1) análise das leituras teóricas da semana; 2) conclusões teóricas do conto NOVE; 3) análise da leitura de “contos – questões de estilo DOIS”.

atividade B: análise das produções discentes de conto.

produção e reescritura CATORZE: reescrituras

leituras da semana: intercâmbio dos contos.

Encontro 15:  [27/11]

atividade A: 1) análise das leituras intercambiadas.

atividade B: análise das produções discentes de conto.

produção e reescritura QUINZE: reescrituras

leituras da semana: intercâmbio dos contos.

AVALIAÇÕES FINAIS

Encontro 16:  [04/12]

atividade A: 1) análise das leituras intercambiadas.

atividade B: análise das produções discentes de conto.

produção e reescritura DEZESSEIS: reescrituras

leituras da semana: intercâmbio dos contos.

AVALIAÇÕES FINAIS

 

ALTAIR MARTINS 01O ministrante: Altair Martins nasceu em Porto Alegre, em 1975. É bacharel em letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – ênfase em tradução de língua francesa –, mestre e doutor em Literatura Brasileira na mesma área pela mesma universidade. Ministrou a disciplina de Conto no curso superior de Formação de Escritores da UNISINOS. Tem textos publicados em Portugal, Itália, França, EUA e Argentina. Seus textos mais conhecidos:

 

Como se moesse ferro (contos). Porto Alegre: WS Editor, 1999.
dentro do olho dentro (conto). Porto Alegre: WS Editor, 2001.
Geração 90, manuscritos de computador (coletânea dos contistas da década de 90, organizada por Nelson de Oliveira) – conto Sol na chuva à noite. São Paulo: Boitempo editorial, 2001.
Se choverem pássaros, (contos). Porto Alegre: WS editor, 2002.

Geração 90, transgressores (coletânea dos contistas da década de 90, organizada por Nelson de Oliveira) – contos Segredo e Sapatos Brancos. São Paulo: Boitempo editorial, 2003.

A parede no escuro (romance). Rio de Janeiro: Record, 2009.

Enquanto água (contos). Rio de Janeiro: Record, 2011.

La pared en la oscuridad. Buenos Aires: Adriana Hidalgo, 2012.

Obteve inúmeros prêmios como contista e romancista:

1o lugar no Prêmio Guimarães Rosa, em 1994, organizado pela Radio France Internationale, com o conto Como se moesse ferro.

1o lugar no Prêmio Guimarães Rosa, em 1999, organizado pela Radio France Internationale, com o conto Humano.

1o lugar no Concurso Nacional de Contos Cidade de Araçatuba, em 2000, com o conto Sol na chuva à noite.

Menção Especial do júri no Prêmio Cidade de Amora, em Portugal, 2000, com o conto Ira das Mães.

1o lugar no Prêmio Luiz Vilella, promovido pela UEMG, em 2000, com o conto dentro do olho dentro.

Prêmio Açorianos, categoria contos, com o livro Como se moesse ferro, 2000.

Finalista do Prêmio Jabuti, 2001, categoria contos e crônicas, com o livro Como se  moesse ferro.

1o lugar no Concurso Nacional de Contos Josué Guimarães, 2001, com os contos Teatro de Varais, café com açúcar: café com sal e Esconder vestígios.

Finalista do Prêmio Jabuti, 2003, categoria contos e crônicas, com o livro Se choverem pássaros,.

Destaque ficção pela Rede Record/Correio do Povo da 54ª Feira do Livro de Porto Alegre com o romance A parede no escuro.

Prêmio São Paulo de Literatura 2009 com o romance A parede no escuro.

Finalista do Prêmio Jabuti, 2009, categoria romance, com o livro A parede no escuro,.

Prêmio AGES (Associação gaúcha de escritores) para melhor romance de 2009 com A parede no escuro.

Prêmio Açorianos 2009, categoria narrativa longa, com o livro A parede no escuro.

Prêmio Açorianos 2009, livro do ano, com o romance A parede no escuro.

Finalista do Prêmio Jabuti, 2012, categoria contos e crônicas, com o livro Enquanto água.

Prêmio Açorianos 2013, categoria conto, com o livro Enquanto água.

Prêmio Moacyr Scliar 2013, com o livro Enquanto água.

 

Bibliografia básica:

GOTLIB, Nádia Batella. Teoria do Conto. São Paulo: Ática, 1985

CORTÁZAR, Julio. Valise de Cronópio. São Paulo: Perspectiva, 1974.

KIEFER, Charles. A poética do conto. São Paulo: Leya, 2011.

PIGLIA, Ricardo. O Laboratório do Escritor. São Paulo: Iluminuras, 1994.

QUIROGA, Horacio. Obras inéditas Y desconocidas. Montevideo: Arca, 1970.

 

Informações e inscrições na Palavraria:
Rua Vasco da Gama, 165 – Bom Fim
51 32684260 ou palavraria@palavraria.com.br

Palavraria - livros a

Anúncios
17
abr
12

Vem aí, na Palavraria: Português para concursos, curso com Roberto Medina. Inscrições abertas

.

Cursos e Oficinas na Palavraria

.

Português específico para provas e concursos

 (níveis médio e superior – vestibulares, Enem,

concursos municipais, estaduais e federais)

 

Curso com Roberto Medina

– Aos sábados, das 13h30min às 16h30min;

– Duas provas (simulados por encontro);

– Assessoria on-line;

– Apenas 20 vagas; e

– Início dia 28 de abril.(encontro/s em abril: 28; em maio: 5, 12, 19 e 26; e em junho: 2, 9, 16, 23 e 30)

Investimento: R$ 400,00 (a vista), ou R$ 450,00 (em 2x).

 

Ementa:

– Gêneros textuais e interpretação;

– Fonologia, estrutura e formação de palavras;

– Acentuação gráfica e crase;

– Sintaxe: coordenação e subordinação;

– Pontuação gráfica;

– Concordância verbal e nominal;

– Regência verbal e nominal;

– Uso dos verbos e colocação pronominal;

– Coesão e coerência;

– Como produzir um texto dissertativo-argumentativo (estrutura do parágrafo); e

– Dificuldades mais frequentes em Língua Portuguesa.


Ministrante: Roberto Medina, escritor, tradutor de inglês e francês, mestrando em Letras e professor de Língua Portuguesa na universidade Uniritter – há 23 anos, preparando candidatos bem sucedidos.


Informações e inscrições na Palavraria: 51 3268 4260
Rua Vasco da Gama, 165 – Bom Fim – Porto Alegre
De segunda a sábado, das 11 às 21h

Inscrições abertas

 

.

.


05
nov
11

Vem aí, na Palavraria: Oficina de contos com Altair Martins. Inscrições abertas

.

Cursos e Oficinas na Palavraria

.

Oficina de contos

com Altair Martins

.

Dias 19 e 26 de novembro, 03 e 10 de dezembro
Das 10 as 12h, na Palavraria
Investimento R$ 250,00

.

Informações e inscrições na Palavraria: 51 3268 4260
Rua Vasco da Gama, 165 – Bom Fim – Porto Alegre
De segunda a sábado, das 11 às 21h

 Inscrições abertas

.

Objetivo: promover estudo teórico e prático do conto, ampliando as possibilidades de criação da narrativa em prosa, passando por elementos como narrador e personagem.

Metodologia: aulas expositivas, debates e leituras em grupo de textos teóricos e de contos expressivos da literatura universal, com destaque para a produção contemporânea brasileira e gaúcha); produção textual de contos.

Os encontros: serão 4 encontros de 2h divididos em duas atividades básicas – os encontros têm a seguinte estrutura: na primeira parte, aferição das leituras (teoria e cânone) e conclusões teóricas; na segunda, exposição, debate e considerações acerca da produção e reescritura discentes e encomenda dos textos seguintes.

Primeiro encontro:       

atividade A: um pouco da história do conto

                        atividade B: leitura de minicontos

                        produção UM: sugestão – miniconto

leituras da semana: 1) teorias do conto: Edgar Allan Poe; 2) contos fantásticos: O retrato oval, de Edgar Allan Poe; Uma gota, Dino Buzzatti; O crocodilo I e II, de Amílcar Bettega Barbosa; O travesseiro de plumas, de Horácio Quiroga; A casa tomada, de Julio Cortázar; Funes, o memorioso, de Jorge Luís Borges.

Segundo encontro:        

atividade A: 1) análise das leituras teóricas da semana; 2) conclusões teóricas do conto UM; 3) análise da leitura de “contos fantásticos”.

                        atividade B: análise das produções discentes de miniconto.

                        produção e reescritura DOIS: sugestão – conto fantástico

leituras da semana: 1) Teorias do conto: Júlio Cortázar; 2) contos psicológicos ou de atmosfera: Uns braços, de Machado de Assis; O búfalo, de Clarice Lispector; Herbarium, de Lygia Fagundes Telles; O Zahir, de Jorge Luis Borges

Terceiro encontro:        

atividade A: 1) análise das leituras teóricas da semana; 2) conclusões teóricas do conto DOIS; 3) análise da leitura de “outros contos fantásticos”.

                        atividade B: análise das produções discentes de conto.

                        produção e reescritura TRÊS: sugestão – conto de conflito humano ou social

                        leituras da semana: 1) teorias do conto: Ricardo Piglia; 2) contos de vida social: O cobrador, de Rubem Fonseca; O sul, de Jorge Luís Borges; O caso da vara, de Machado de Assis; Meu tio Júlio e O colar, de Guy de Maupassant; Guapear com frangos, Sérgio Faraco

Quarto encontro:           

atividade A: 1) análise das leituras teóricas da semana; 2) conclusões teóricas do conto TRÊS; 3) análise da leitura de “contos de vida social UM”.

                        atividade B: análise das produções discentes de conto.

                        produção e reescritura QUATRO: ajustes na produção dos contos


O ministrante: Altair Martins nasceu em Porto Alegre, em 1975. É bacharel em letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – ênfase em tradução de língua francesa –, mestre em Literatura Brasileira e doutorando na mesma área pela mesma universidade. Ministrou a disciplina de Conto no curso superior de Formação de Escritores da UNISINOS. Tem textos publicados em Portugal, Itália, França e EUA. Seus textos mais conhecidos:

Como se moesse ferro (contos). Porto Alegre: WS Editor, 1999.
dentro do olho dentro (conto). Porto Alegre: WS Editor, 2001.
Geração 90, manuscritos de computador (coletânea dos contistas da década de 90, organizada por Nelson de Oliveira) – conto Sol na chuva à noite. São Paulo: Boitempo editorial, 2001.
Se choverem pássaros, (contos). Porto Alegre: WS editor, 2002.
Geração 90, transgressores (coletânea dos contistas da década de 90, organizada por Nelson de Oliveira) – contos Segredo e Sapatos Brancos. São Paulo: Boitempo editorial, 2003.
A parede no escuro (romance). Rio de Janeiro: Record, 2009.
Il brasile per le strade. Antologia de contos da nova literatura brasileira, organizada por Silvia Marianechi. Conto Ira delle Madri. Roma: Azimut, 2008.

Obteve inúmeros prêmios como contista e romancista:
1o lugar no Prêmio Guimarães Rosa, em 1994, organizado pela Radio France Internationale, com o conto Como se moesse ferro.
1o lugar no Prêmio Guimarães Rosa, em 1999, organizado pela Radio France Internationale, com o conto Humano.
1o lugar no Concurso Nacional de Contos Cidade de Araçatuba, em 2000, com o conto Sol na chuva à noite.
Menção Especial do júri no Prêmio Cidade de Amora, em Portugal, 2000, com o conto Ira das Mães.
1o lugar no Prêmio Luiz Vilella, promovido pela UEMG, em 2000, com o conto dentro do olho dentro.
Prêmio Açorianos, categoria contos, com o livro Como se moesse ferro, 2000.
Finalista do Prêmio Jabuti, 2001, categoria contos e crônicas, com o livro Como se  moesse ferro.
1o lugar no Concurso Nacional de Contos Josué Guimarães, 2001, com os contos Teatro de Varais, café com açúcar: café com sal e Esconder vestígios.
Finalista do Prêmio Jabuti, 2003, categoria contos e crônicas, com o livro Se choverem pássaros.
Destaque ficção pela Rede Record/Correio do Povo da 54ª Feira do Livro de Porto Alegre com o romance A parede no escuro.
Prêmio São Paulo de Literatura 2009 com o romance A parede no escuro.
Finalista do Prêmio Jabuti, 2009, categoria romance, com o livro A parede no escuro.
Prêmio AGES (Associação gaúcha de escritores) para melhor romance de 2009 com A parede no escuro.
Prêmio Açorianos 2009, categoria narrativa longa, com o livro A parede no escuro.
Prêmio Açorianos 2009, livro do ano, com o romance A parede no escuro.

Bibliografia básica:
GOTLIB, Nádia Batella. Teoria do Conto. São Paulo: Ática, 1985
CORTÁZAR, Julio. Valise de Cronópio. São Paulo: Perspectiva, 1974.
KIEFER, Charles. A poética do conto. São Paulo: Leya, 2011.
PIGLIA, Ricardo. O Laboratório do Escritor. São Paulo: Iluminuras, 1994.
QUIROGA, Horacio. Obras inéditas Y desconocidas. Montevideo: Arca, 1970.

.

.





outubro 2019
S T Q Q S S D
« out    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Categorias

Blog Stats

  • 727.332 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: