Posts Tagged ‘Palavraria indica CDs

31
mar
11

Palavraria indica: Assim falou Bataclan, CD do grupo Bataclan FC

.

.

Assim falou Bataclan, CD da banda Bataclã FC.

À venda na Palavraria – R$ 15,00

Reserve seu exemplar – palavraria@palavraria.com.br, 3268 4260
ou venha até a loja: Rua Vasco da Gama, 165 – Bom Fim

Assim Falou Bataclan é um CD que conta histórias de Porto Alegre como o fazia o velho negro Bataclan na Rua da Praia. Palavras em forma de batuque; violões que choram e guitarras que gritam; batucada em feitio de oração; toca-discos com levadas brasileiras, futebol, alegria, gaita, couro de cavalo, peso e poesia: isso é o “BATACLÃ Faz de Conta”.  O grupo investe numa proposta de música essencialmente brasileira, universal, mestiça, como a gente desse lugar, meio índia, açoriana, européia e africana.

Construído entre janeiro de 2004 e julho de 2006, o novo CD inova na linguagem estética e na tecnologia de produção. O conteúdo das músicas dá continuidade à mestiçagem musical urbana inaugurada no primeiro CD “Armazém de Mantimentos” em 2002. Trata-se de um encontro entre a sonoridade urbana, poesia e a música regionalista gaúcha.

Criação, arranjos, gravação, mixagem, masterização, programação visual, registro da propriedade intelectual e planejamento da distribuição foram processos realizados a partir do conceito de autogestão, princípios de organização de redes solidárias e a pedagogia da autonomia do educador Paulo Freire.

O grupo e sua produção independente constituíram o Coletivo TARRAFA (Trabalhadores ARticulados em Redes Alternativas Fazendo Arte)

Bataclã FC:  Richard Serraria, Duke Jay da Monte Cristo, Sandro Gravador do Morro Santa Tereza, Marcelo da Redenção, Guilherme do Espírito Santo, Brinco da Cavalhada, Bódi do Belomé e Gustavo da Santana.

Ficha Técnica
Participações especiais: Zé da Terreira, Frank Jorge, Ticiano Paludo, Neto Fagundes, Loma, Lica, Muni, Marisa Rotenberg, Renato Produto Nacional, Rodrigo Lucena, Paulo Inchauspe, Luca, Zé Evandro Serrote Preto, Angelo Primon, Charles Cholly, André Studizinski, Messias González, Pedro Marques e Beto Bolo.
Design Gráfico: Euler Silva BHZ Design
Produção Executiva: Serraria, Redenção e Bódi
Gravado ao longo de 2004 na Casa da Glória e Backstage; 2005 nos Estúdios Soma, Wilasco, Brothers e na Casa dos Cachorros Altos da Vila Nova
Masterização: Glauco Minossi

O grupo Bataclan FC nasceu há mais de dez anos nos corredores da UFRGS. Faz o rock, o samba, o funk, a música regionalista, ritmos e folguedos da cultura popular brasileira se misturarem a letras que traduzem a vida e a linguagem das ruas de Porto Alegre. As letras do grupo falam da vida e do coração do trabalhador urbano e o som é tirado de instrumentos diversos como o sopapo, um tambor genuinamente gaúcho, toca-discos, baixo, teclado, bateria, guitarra, gaita e bombo legüero. Este seu trabalho mais recente, o CD “Assim Falou Bataclan”, inspira-se no popular cidadão Cândido dos Santos, o negro “Bataclan”, contador de “causos” na Rua dos Andradas nos anos 70.

.

.

29
mar
11

Palavraria indica: Samba influenciado, CD de Claudio Sander

.

.

Samba influenciado, CD de Cláudio Sander

À venda na Palavraria – R$ 20,00

Reserve seu exemplar – palavraria@palavraria.com.br, 3268 4260
ou venha até a loja: Rua Vasco da Gama, 165 – Bom Fim

Terceiro disco do saxofonista Claudio Sander, Samba Influenciado traz clássicos de Tom Jobim (Fotografia), Roberto Menescal/Bôscoli (Telefone), Sonny Rollins (Pent Up House) e Johnny Alf (Rapaz de Bem), além de inéditas composições próprias, de Leonardo Ribeiro e da dupla Wilson Meireles/Hamleto Stamato. Acompanham os músicos Danilo Andrade (piano), Pablo Arruda (baixo) e Wilson Meireles (bateria) e convidados especiais.

Amostra: Rapaz de Bem, de Johnny Alf, no show de lançam.ento do CD Samba Inlfuenciado!

.


Cláudio Sander
: Compositor, saxofonista e arranjador. Músico brasileiro, natural de Santa Vitória do Palmar-RS, recebe aí suas primeiras influências, através do amplo espectro musical que circula no extremo sul do Brasil. Inicia o estudo formal com o Clarinete na primeira metade dos anos 80, em Porto Alegre, com passagens pelos cursos de música da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre. A prática vem em seguida, com apresentações em teatros e bares da cidade.

Entre 1986 e 1993 vive em São Paulo, onde estuda Saxofone e Flauta Transversal na Universidade Livre de Música e Harmonia, Improvisação e Arranjo com Roberto Sion. Participa ativamente do circuito musical local, atuando em grandes formações, como big-bands, e também em grupos menores, sempre em torno da música brasileira, do jazz e da salsa.

Em 1993 se apresenta em Londres, no Festival de Música Latina Gran Gran Fiesta. Retorna para shows na Europa em 1999 (Espanha e França), e 2001 (França).

Paralelamente ao trabalho autoral, integrou grupos importantes de Porto Alegre, como a Majestic Jazz Band e as salseiras Café y Azucar e Tonda y Combo, além de participar de gravações e shows com inúmeros outros artistas.

Realiza show com o grupo franco-brasileiro Amazônia em 2003 durante o III Fórum Social Mundial, realizado em Porto Alegre.

Toca no 17º Festival Jazz em Lima, no Peru, em 2007, ao lado de Leonardo Ribeiro e Giovani Berti, na condição de único grupo brasileiro participante do evento, realizando duas apresentações e um workshop de música brasileira. Traz este show para o 2º Festival de Inverno de Porto Alegre, em julho desse ano.

Recebe o troféu de “Melhor Instrumentista” por duas vezes no Festival Musicanto (Santa Rosa-RS), nas edições de 2007 e 2009.

A discografia é composta por Jazz do Balacobaco, lançado em 2001, Gato & Sapato, de 2005 e Samba Influenciado, de 2010. O álbum Gato & Sapato foi indicado ao Prêmio Açorianos de Música em três categorias e escolhido “o melhor disco de música instrumental” do ano.

.

.

24
mar
11

Palavraria indica: Incoming jazz – Projeto CCOMA

.

.

Incoming jazz, CD do Projeto CCOMA.

À venda na Palavraria – R$ 12,00

Reserve seu exemplar – palavraria@palavraria.com.br, 3268 4260
ou venha até a loja: Rua Vasco da Gama, 165 – Bom Fim

O projeto instrumental CCOMA, que há cinco anos cria música misturando jazz, música brasileira e eletrônica, lançou no final do ano passado um novo álbum, Incoming Jazz. Ao escutar o som do duo de Caxias do Sul é possível que você identifique sonoridades ou elementos já conhecidos. No entanto, o projeto consegue aliar ao usual alguns traços tipicamente brazucas, conservando ainda assim uma universalidade característica dos tempos atuais. Além disso, a qualidade da produção e das composições surgem como um ponto positivo na música do CCOMA. (Click RBS)

Amostra: Apresentação do Projeto CCOMA no Tribaltech MultiCult Festival 2010, evento de música, tecnologia, arte e comportamento que acontece anualmente em Curitiba-PR.

.

.

Projeto CCOMA (pronuncie “coma”) é um duo de jazz contemporâneo formado pelo trompetista Roberto Scopel e pelo percussionista Swami Sagara. Une tambores à música eletrônica e o raro hang drum ao trompete, para criar o que poderíamos chamar o Future Jazz. Veja o blog do duo em http://www.projetoccoma.blogspot.com/.

Entrevista com os músicos em

http://www.clicrbs.com.br/blog/jsp/default.jsp?source=DYNAMIC,blog.BlogDataServer,getBlog&uf=1&local=1&template=3948.dwt&section=Blogs&post=264753&blog=260&coldir=1&topo=3994.dwt

.

.

22
mar
11

Palavraria indica: Canto prometido, CD de Juliano Barreto

.

.

Canto prometido, CD de Juliano Barreto
À venda na Palavraria – R$ 25,00

Reserve seu exemplar – palavraria@palavraria.com.br, 3268 4260
ou venha até a loja: Rua Vasco da Gama, 165 – Bom Fim

.


.

Primeiro CD de Juliano Barreto, lançado em 2009.

Faixas:
1. Missão Impossível
2. Amor Inconstante
3. Mata Minha Sede
4. Vento da Paixão
5. De Volta Ao Rumo
6. Entre Quatro Paredes
7. Refém do Amor
8. Cinzas
9. É Preciso Voar
10. Canto Prometido

Amostra: Juliano canta Cinzas (Juliano Barreto/Luciah Helena/Jerônimo Jardim) e Moda de Sangue (Jerônimo Jardim/Ivaldo Roque), no show Canto Prometido – Ao vivo Teatro do CIEE, 03 de Julho/2009.

.

.

17
mar
11

Palavraria indica: Arrabalero, CD de Dudu Sperb

.

.

.

Arrabalero, CD de Dudu Sperb.  

À venda na Palavraria – R$ 22,00

Reserve seu exemplar – palavraria@palavraria.com.br, 3268 4260
ou venha até a loja: Rua Vasco da Gama, 165 – Bom Fim


.

Arrabalero tem o tango como ponto de partida e passeia por sambas, boleros, valsas, marchinhas, evocando, através de um repertório diverso, influências musicais que, apesar de fazerem do Rio Grande do Sul uma zona distinta dentro do país, deixaram suas marcas pelo Brasil afora.

Os arranjos de Toneco da Costa reafirmam essas referências mesclando sonoridades hispânicas e brasileiras em clássicos portenhos de Gardel, Troilo, Discépolo e Piazzola, e obras de cancionistas do Brasil como Lupicinio Rodrigues, Vitor Ramil, Arthur de Faria, Noel Rosa, Moacir Santos, Edu Lobo e Chico Buarque, entre outros, sem deixar de lado a poesia cubana de Nicolás Guillén e do espanhol Federico García Lorca.

Os temas intimistas e sutis das composições de Toneco têm a marcante presença dos ritmos e dos sons da brasilidade, mas também influencias de sua formação erudita, do nosso folclore e da nossa latinidade. Músicas compostas ao longo de quase trinta anos de carreira, ao mesmo tempo simples e elaboradas, nos remetem para além da música que se ouve todo o dia. (Márcio Gobatto)

.

.

.

25
nov
10

Palavraria indica: Percussìvé, CD de Felipe Azevedo

.

.

Percussìvé, ou a prece do louva-a-deus, CD de Felipe Azevedo

À venda na Palavraria – R$ 20,00

Reserve seu exemplar – palavraria@palavraria.com.br, 3268 4260
ou venha até a loja: Rua Vasco da Gama, 165 – Bom Fim

Em PERCUSSÌVÉ somos apresentados a um país repleto de sons e histórias. Quem nos convida para esta viagem pelo nosso Brasil é um Kaingang interligado aos anseios e questionamentos do mundo atual. A partir dele somos contagiados pelos gêneros: maculelê, carimbó-ijexá, marcha-rancho, choro, modinha, cateretê, maxixe, forró, maracatu, valsa, canção e milonga-embolada que transitam e misturam-se a outros. (…) PERCUSSÌVÉ ou a prece do louva- a-deus é uma verdadeira antropofagia musical. É o Brasil tocado e cantado de A a Z, com todas as caras e jeitos. É um trabalho conceitual e reflexivo. Um CD que remete ao primitivismo e à antropofagia (simbolizada por um louva-a-deus) para falar de brasilidade. O CD com produção artística, direção musical e arranjos de Felipe Azevedo, conta com as participações de grandes músicos do Estado do RS, tais como: Fernando do Ó, Arthur Barbosa, Monica Lima e dos backing vocals: Angela Jobim e Paulo Rosa; além dos convidados especiais nas faixas: Tema para um compasso de espera, com a cantora paulista Monica Salmaso e Balanço Tupiniquim e Balaio de Cordas, com o percussionista carioca Marcos Suzano. [overmundo]

Veja mais: http://www.artistasgauchos.com.br/portal/?cid=335

Amostra:

Felipe Azevedo é compositor, violonista e arranjador reconhecido por grandes nomes da música brasileira como Guinga e Hermeto Paschoal, vencedor de quatro prêmios Açorianos no RS (Menção especial – Balaio de Cordas 1999; Melhor Compositor MPB 2001; Melhor Trilha composta para espetáculo de Dança 2002 e Melhor Instrumentista MPB 2005).

.

.

18
nov
10

Palavraria indica: Rocha, CD de Pablo Grinjot

.

.

Rocha, CD de Pablo Grinjot.

À venda na Palavraria – R$ 15,00

Reserve seu exemplar – palavraria@palavraria.com.br, 3268 4260
ou venha até a loja: Rua Vasco da Gama, 165 – Bom Fim

A apresentação do autor e do CD, abaixo transcrita, é de Diego Valente:

Pablo Grinjot es un cantautor con formación académica (se graduó en Dirección Orquestal y Coral) que supo colaborar con artistas tan disímiles como El Otro Yo, Tomi Lebrero o Jaime sin tierra. “Rocha”, su tercer disco, es una colección de ocho canciones frágiles y despojadas que lo coloca en la línea de otros cantautores como Jorge Drexler o Ezequiel Borra. El productor del cd, Juan Stewart, puso el foco en la suave voz de Grinjot y apuntó a la fórmula guitarras acústicas + pianos + orquestaciones ocasionales.  Esta ecuación sonora esta presente desde “Milonga del tren”, con sus dulces aires rioplatenses,  hasta  los 12 minutos de la extraña balada “Barriga de luna” que cierra el disco.  Entre esos dos extremos del cd, no pasan desapercibidos tracks como “La bella durmiente” o la somnolencia crepuscular  de “La hora del cansancio”.
Desde el título, el álbum remite al Uruguay y la influencia de ritmos típicos de ese país (como la milonga) aparecen con frecuencia en las canciones. Tal vez Grinjot abuse un poco de las atmósferas reposadas y mansas, pero se mantiene fiel a un concepto sonoro que solo hace agua en el pop autobiográfico y un tanto simplón de “Restaurant”. “Rocha”  es un disco ideal para escuchar al atardecer, cuando la  inminencia de la noche le baja las pulsaciones al día.

Amostra: Clip da música La bella durmiente:

.

.




maio 2017
S T Q Q S S D
« out    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Categorias

Blog Stats

  • 606,816 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com

%d blogueiros gostam disto: