Posts Tagged ‘Paulo Ribeiro

27
jul
11

Aconteceu na Palavraria, nesta terça, 26/07

.

.

Nesta terça, 26, aconteceu na Palavraria o lançamento do livro Chegaram os americanos, de Paulo Ribeiro. Fotos do evento.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.


.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Anúncios
25
jul
11

Vai rolar na Palavraria, nesta terça, 26/07

.

26, terça, 19h: Lançamento do livro Chegaram os americanos, de Paulo Ribeiro (Editora Modelo de Nuvem)

Em 1944, portanto em plena Segunda Guerra Mundial, dentro da Política da Boa Vizinhança, esteve em Porto Alegre o americano Gregg Toland, diretor de fotografia de No tempo das Diligências e A Longa Viagem de Volta. Mas, principalmente, Toland é o cinegrafista de Cidadão Kane, quando inventou a “profundidade de campo” no cinema.

Toland chegava ao estado para filmar o desenvolvimento industrial, monumentos e pontos importantes, além de realizar entrevistas com autoridades. Segundo periódicos da época, além da capital, sua equipe esteve mesmo na fronteira, no pampa gaúcho, em Caxias do Sul para registrar os parreirais.

Paulo Ribeiro no seu novo livro, um romance-reportagem, leva Gregg Toland para Bom Jesus, ciceroneado pelo jornalista Justino Martins, então editor da Revista do Globo e cunhado de Erico Veríssimo. Lá, irão conviver com o efervescente caldo de cultura formado pelo nazismo, o fascismo, o integralismo e, principalmente, pela oposição entre Espíritas e Católicos.

Com essa obra, Paulo Ribeiro fecha a sua pentalogia (são 5 obras) tendo Bom Jesus como pano de fundo – com a qual pretendeu inserir os Campos de Cima da Serra no mapa da Literatura Gaúcha.

Paulo Ribeiro. Doutor em Letras pela PUC-RS, jornalista, leciona na Universidade de Caxias do Sul. Estreou em 1989 com o romance Glaucha. Recebeu o Prêmio Henrique Bertaso por Vitrola dos Ausentes, melhor narrativa longa, em 1994, ano em que a mesma novela foi indicada para o Prêmio Açorianos de Literatura. De lá para cá, além manter coluna de crônicas no jornal Pioneiro de Caxias do Sul, vem consolidando sua obra em publicações individuais e coletivas com novelas, contos, crônicas e ensaios.

Obras publicadas
1989 — Glaucha – romance – Porto Alegre: Editora Sulina.
1993 — Vitrola dos Ausentes – novela – Porto Alegre: Artes e Ofícios.
1996 — Iberê – romance biográfico – Porto Alegre: Artes e Ofícios
2000 — Valsa dos Aparados – contos – Porto Alegre: Artes e Ofícios
2002 — Missa para Kardec – novela – Porto Alegre: Artes e Ofícios.
2004 — Quando cai a neve no Brasil – crônicas – Porto Alegre: Artes e Ofícios.
2004 — Os cem menores contos brasileiros do século – Antologia Microcontos – São Paulo: Ateliê Editorial;
2005 — Conto Até dez — Antologia de contos — São Paulo: Ateliê Editorial.
2005 — Vitrola dos Ausentes – reedição – São Paulo: Ateliê Editorial.
2006 — Contos do novo milênio – Antologia de Contos (Org. Charles Kiefer). Porto Alegre: IEL, Instituto Estadual do Livro.
2006 — Cozinha Gorda – novela – Caxias do Sul: Editora do Maneco.
2006 — Que forças derrubaram o ciclista? A relação entre a expressão pictórica e a expressão literária em Iberê Camargo — Coletânea de ensaios: São Paulo — Cosac & Naify.
2007 — As luas que fisgam o peixe – prosa-poética ilustrada – Caxias do Sul: Belas Letras.
2009 — O tal Eros só – Osso do relato – Caxias do Sul: Belas Letras.

.


.

24
jul
11

Programação de 25 a 30 de julho

.

26, terça, 19h: Lançamento do livro Chegaram os americanos, de Paulo Ribeiro (Editora Modelo de Nuvem)

Em 1944, portanto em plena Segunda Guerra Mundial, dentro da Política da Boa Vizinhança, esteve em Porto Alegre o americano Gregg Toland, diretor de fotografia de No tempo das Diligências e A Longa Viagem de Volta. Mas, principalmente, Toland é o cinegrafista de Cidadão Kane, quando inventou a “profundidade de campo” no cinema.

Toland chegava ao estado para filmar o desenvolvimento industrial, monumentos e pontos importantes, além de realizar entrevistas com autoridades. Segundo periódicos da época, além da capital, sua equipe esteve mesmo na fronteira, no pampa gaúcho, em Caxias do Sul para registrar os parreirais.

Paulo Ribeiro no seu novo livro, um romance-reportagem, leva Gregg Toland para Bom Jesus, ciceroneado pelo jornalista Justino Martins, então editor da Revista do Globo e cunhado de Erico Veríssimo. Lá, irão conviver com o efervescente caldo de cultura formado pelo nazismo, o fascismo, o integralismo e, principalmente, pela oposição entre Espíritas e Católicos.

Com essa obra, Paulo Ribeiro fecha a sua pentalogia (são 5 obras) tendo Bom Jesus como pano de fundo – com a qual pretendeu inserir os Campos de Cima da Serra no mapa da Literatura Gaúcha.

Paulo Ribeiro. Doutor em Letras pela PUC-RS, jornalista, leciona na Universidade de Caxias do Sul. Estreou em 1989 com o romance Glaucha. Recebeu o Prêmio Henrique Bertaso por Vitrola dos Ausentes, melhor narrativa longa, em 1994, ano em que a mesma novela foi indicada para o Prêmio Açorianos de Literatura. De lá para cá, além manter coluna de crônicas no jornal Pioneiro de Caxias do Sul, vem consolidando sua obra em publicações individuais e coletivas com novelas, contos, crônicas e ensaios.

Obras publicadas
1989 — Glaucha – romance – Porto Alegre: Editora Sulina.
1993 — Vitrola dos Ausentes – novela – Porto Alegre: Artes e Ofícios.
1996 — Iberê – romance biográfico – Porto Alegre: Artes e Ofícios
2000 — Valsa dos Aparados – contos – Porto Alegre: Artes e Ofícios
2002 — Missa para Kardec – novela – Porto Alegre: Artes e Ofícios.
2004 — Quando cai a neve no Brasil – crônicas – Porto Alegre: Artes e Ofícios.
2004 — Os cem menores contos brasileiros do século – Antologia Microcontos – São Paulo: Ateliê Editorial;
2005 — Conto Até dez — Antologia de contos — São Paulo: Ateliê Editorial.
2005 — Vitrola dos Ausentes – reedição – São Paulo: Ateliê Editorial.
2006 — Contos do novo milênio – Antologia de Contos (Org. Charles Kiefer). Porto Alegre: IEL, Instituto Estadual do Livro.
2006 — Cozinha Gorda – novela – Caxias do Sul: Editora do Maneco.
2006 — Que forças derrubaram o ciclista? A relação entre a expressão pictórica e a expressão literária em Iberê Camargo — Coletânea de ensaios: São Paulo — Cosac & Naify.
2007 — As luas que fisgam o peixe – prosa-poética ilustrada – Caxias do Sul: Belas Letras.
2009 — O tal Eros só – Osso do relato – Caxias do Sul: Belas Letras.

.


.

28, quinta, 19h: Palestra sobre Filosofia Clínica, com Lúcio Packter.

A Filosofia Clínica inicia com o estudo da historicidade da pessoa. Onde andou, com quem esteve, o que fez ao longo da vida? A partir deste ponto, Lúcio Packter ilustrará vários aspectos como os eventos reflexos, a apropriação de dados da memória, as áreas de passagem, os pontos imagéticos criados, os elementos de lógica existencial.


Lúcio Packter,
conferencista e professor, é pensador da Filosofia Clínica, uma nova abordagem terapêutica com base na filosofia. Fundador e presidente do Instituto Packter, publicou os livros Filosofia clínica: propedêutica, Armadilhas conceituais, Semiose e Ana e o professor Finkestein, entre outros. É coordenador da Filosofia Clínica na Universidade Católica de Anápolis/GO e na Universidade Moura Lacerda em Ribeirão Preto/SP.

.

.

09
maio
10

Aconteceu na Palavraria: encontro literário de Paulo Tedesco e Paulo Ribeiro

Ontem, 08, Paulo Tedesco recebeu Paulo Ribeiro na Palavraria. Foi a quinta edição do Palavra – Alegria da Influência, programa do Jornal Vaia que promove o encontro de escritores para conversas sobre suas obras e sobre literatura em geral.

.

.

.

.

.

.

.

.


01
maio
10

Programação de 03 a 08 de maio

.

.

07, sexta, 19h: Lançamento do livro Oil on Black Canvas, de Katz Rochlitz e pocket musical de trilhas sequenciadas, com o autor e convidados.


Oil on Black Canvas
reúne peças em prosa, poemas e letras de canções em inglês, com ilustrações do autor e do artista e designer gráfico André Lenz, que assina o projeto gráfico do livro de 176 páginas e formato 16,5 x 11 cm.

Katz Rochlitz é compositor e letrista e tem participado de diferentes grupos musicais desde o início dos anos 90, dentre eles, Stigmata, Eyebrows-e, CinemascopeTin Pan. Com música instrumental, escreveu trilhas para filmes, peças, websites e instalações de artistas, dentre eles os projetos experimentais Katzenmusik III, valsas Enwaltz e electronica I-verse, II-verseRe-verse.

.

08, sábado, 18h30: Encontro literário de Paulo Tedesco e Paulo Ribeiro. Da Série Palavra – A alegria da influência.

.

O programa promove encontros literários mensais, e sempre com a presença de um escritor da nova geração (anfitrião do encontro) e de outro já consolidado no cenário literário e da predileção (referencial ou inspirador) do anfitrião, para conversar a respeito de seus trabalhos, ler textos e debater ideias sobre suas respectivas produções literárias. Nesta quinta edição de 2010, o Palavra – alegria da influência contará com a participação dos escritores Paulo Tedesco e Paulo Ribeiro.

Já participaram do Palavra – alegria da influência os escritores Everton Behenck e Fabrício Carpinejar, Sidnei Schneider e Jorge Rein, Monique Revillion e Charles Kiefer, Laís Chaffe e Celso Gutfreind, Reginaldo Pujol Filho e Luis Fernando Veríssimo, Rodrigo Rosp e Ricardo Silvestrin, Leandro Dóro e Caio Riter, Ítalo Ogliari e Luiz Antonio de Assis Brasil, Marlon de Almeida e Maria Carpi, Reginaldo Pujol Filho e Amilcar Bettega, Luiz Horácio e Moacyr Scliar, Maria Rezende e Martha Medeiros. Em 2010 participaram Rafael Bán Jacobsen e Cíntia Moscovich, Marcelo Spalding e Luiz Paulo Faccioli, Ana Mariano e Donaldo Schüler, Jaime Medeiros Júnior e Ronald Augusto.

.

Paulo Tedesco nasceu em Caxias do Sul, em 1970. Consultor gráfico-editorial, colaborou para diversos jornais e sítios eletrônicos no Brasil e nos Estados Unidos, onde morou por cinco anos. Publicou, em 2004, Quem tem medo do Tio Sam?, fruto de sua experiência em solo norte-americano. Faz oficina literária com Charles Kiefer desde 2004 e já participou de diversas antologias de contos. Atuando desde 2004 em Porto Alegre no mercado gráfico e editorial, mantém sua Oficina do Livro, que vem ajudando editoras e autores a concretizar seus planos de publicação. http://paulotedesco.blogspot.com/

.

Paulo Ribeiro. Doutor em Letras pela PUC-RS, jornalista, leciona na Universidade de Caxias do Sul. Estreou em 1989 com o romance Glaucha. Recebeu o Prêmio Henrique Bertaso por Vitrola dos Ausentes, melhor narrativa longa, em 1994, ano em que a mesma novela foi indicada para o Prêmio Açorianos de Literatura. De lá para cá, além manter coluna de crônicas no jornal Pioneiro de Caxias do Sul, vem consolidando sua obra em publicações individuais e coletivas com novelas, contos, crônicas e ensaios.

Obras publicadas
1989 — Glaucha – romance – Porto Alegre: Editora Sulina.
1993 — Vitrola dos Ausentes – novela – Porto Alegre: Artes e Ofícios.
1996 — Iberê – romance biográfico – Porto Alegre: Artes e Ofícios
2000 — Valsa dos Aparados – contos – Porto Alegre: Artes e Ofícios
2002 — Missa para Kardec – novela – Porto Alegre: Artes e Ofícios.
2004 — Quando cai a neve no Brasil – crônicas – Porto Alegre: Artes e Ofícios.
2004 — Os cem menores contos brasileiros do século – Antologia Microcontos – São Paulo: Ateliê Editorial;
2005 — Conto Até dez — Antologia de contos — São Paulo: Ateliê Editorial.
2005 — Vitrola dos Ausentes – reedição – São Paulo: Ateliê Editorial.
2006 — Contos do novo milênio – Antologia de Contos (Org. Charles Kiefer). Porto Alegre: IEL, Instituto Estadual do Livro.
2006 — Cozinha Gorda – novela – Caxias do Sul: Editora do Maneco.
2006 — Que forças derrubaram o ciclista? A relação entre a expressão pictórica e a expressão literária em Iberê Camargo — Coletânea de ensaios: São Paulo — Cosac & Naify.
2007 — As luas que fisgam o peixe – prosa-poética ilustrada – Caxias do Sul: Belas Letras.
2009 — O tal Eros só – Osso do relato – Caxias do Sul: Belas Letras.

.

.




maio 2019
S T Q Q S S D
« out    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Categorias

Blog Stats

  • 708.862 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: