Posts Tagged ‘psicanálise



18
maio
12

Aconteceu na Palavraria, nesta quinta, 17/05: Lançamento do livro Ponto Contraponto, de Luiz-Olyntho Telles da Silva

.

.

17, quinta, 19h: Lançamento do livro Ponto contraponto, de Luiz-Olyntho Telles da Silva e apresentação de A águia e o Simurgh, de Cesar Leal. Comentários sobre as obras com Luiz-Olynto e Hilda Simões Lopes.

.


.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Anúncios
16
maio
12

Vai rolar na Palavraria, nesta quinta, 17/05: Lançamento do livro Ponto contraponto e apresentação do livro A águia e o Simurgh

program sem

.

17, quinta, 19h: Lançamento do livro Ponto contraponto, de Luiz-Olyntho Telles da Silva e apresentação de A águia e o Simurgh, de Cesar Leal. Comentários sobre as obras com Luiz-Olynto e Hilda Simões Lopes.

 Ponto Contraponto examina, detalhadamente, as relações entre o significante e o discurso na fala do sujeito em análise, sob transferência, não tanto do ponto de vista da Linguística, mas antes da Linguisteria, tal como proposta por Jacques Lacan. Entre outras minúcias, a partir de uma metáfora de Lacan, examina as dificuldades inerentes à tradução de um verso de Baudelaire, no poema LXII.

Luiz-Olyntho Telles da Silva é psicanalista e escritor, membro fundador da Biblioteca Sigmund Freud, espaço de formação e interlocução psicanalítica. Convidado por diversas instituições psicanalíticas, já apresentou seus trabalhos, além de Porto Alegre, em Florianópolis, São Paulo, Rio de Janeiro, Niterói, Vitória, Brasília, Salvador, Recife, Buenos Aires, Montevidéu, Santiago, Barcelona, Canes, Ville de Grace, Paris e Nova Iorque. No Brasil, publicou Pagar com palavras ([Organizador] Movimento, 1984), Da miséria neurótica à infelicidade comum (Movimento, 1989 [1ª ed.] e 2009 [2ª ed. revista, corrigida e ampliada]), FREUD / LACAN: O desvelamento do sujeito (AGE, 1999), Leituras (AGE, 2004), e estreou na literatura com o livro de contos Incidentes em um ano bissexto (EDA, 2009). Publica também na página: www.tellesdasilva.com

 

Hilda Simões Lopes Costa. Nascida em Pelotas, é bacharel em Direito, mestre em Sociologia pela Universidade de Brasília e professora universitária aposentada pela Universidade Federal de Pelotas. Fez oficinas de Criação Literária com Luiz Antonio de Assis Brasil, em Porto Alegre e no Centro Cultural de Las Americas, no México. Há 12 anos, ministra oficina de criação para jovens e escritores em Pelotas e, mais recentemente, em Porto Alegre. Em 2009, foi patrona de Feira do Livro de Pelotas. Publicou os livros Do Abandono à DelinqüênciaSenhoras e Senhoritas, Gatas e Gatinhas (ensaios sociológicos); A Superfície das Águas, prêmio Açorianos de Literatura, 1998, pelo Instituto Estadual do Livro; Cuba, Casa de Boleros, conjunto de crônicas,  finalista prêmio açorianos, pela AGE; Um Silêncio Azul, AGE; o romance A Anatomia de Amanda, pela editora Juruá, onde a autora analisa a obra ‘A Paixão Segundo GH’, de Clarice Lispector e  o livro didático Manual de Criação Literária, pela Editora Baraúna. Atualmente desenvolve na Palavraria o seminário Personagens de Clarice.

– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

A Águia e o Simurgh é uma edição crítica dos estudos do autor sobre A Divina Comédia, de Dante. Em um deles, estabelece uma discussão com Jorge Luis Borges que havia comparado a Águia, do Canto XVIII, do Paraíso, com o Simurgh, do poeta persa Farid al-Din Attar, apontando-lhe outras veredas. Organizado por Luiz-Olyntho Telles da Silva, o livro contém ainda um poema inspirado em A Divina Comédia, além de um estudo crítico de Weydson Barros Leal, seguido de um ensaio de Dulcinea Santos no qual apresenta as ideias atuais do autor sobre Dante.

César Leal é poeta e crítico de poesia. Professor Emérito da Universidade Federal de Pernambuco. Por seu estudo sobre Dante foi condecorado pelo presidente Sandro Pertini com a Ordem ao Mérito da República Italiana, no grau de Cavaliere. No Conselho Federal de Cultura, em 1988, foi autor do parecer que resultou na criação, pelos governos de Portugal e do Brasil, do prêmio Luís de Camões. Durante temporada nos Estados Unidos tornou-se o primeiro poeta da língua portuguesa a gravar ao vivo seus poemas para a Biblioteca de Poesia da Universidade de Harvard. Na Universidade Federal de Pernambuco fundou os cursos de Pós-Graduação – Mestrado e Doutorado – em Ciência da Literatura e Linguística. Em 1970, ganhou o prêmio nacional de poesia da Fundação Cultural do Distrito Federal, em Brasília. Em 2006, ganhou a maior láurea da Academia Brasileira de Letras, o prêmio Machado de Assis, por conjunto de obras, e, no ano seguinte, o prêmio Ars Latina, conferido pela Associação dos Escritores da Romênia, presidida por George Propescu. Pertence a The Society Poetry (Londres) e à UBENY (Nova Iorque). Como editor do Suplemento Literário do Diario de Pernambuco e da Revista Estudos Universitários lançou os poetas da chamada Geração 65. Indicado pela UNESCO e pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, escreveu o capítulo 46, vol. II, da grande História das culturas literárias latino-americanas, sobre o Recife como centro cultural da América. A obra foi publicada, em 2004, pela Oxford University Press. Membro da Academia Pernambucana de Letras.

PONTO CONTRAPONTO Significante e discurso na Psicanálise
Autor: Luiz-Olyntho Telles da Silva
Editora: HCE, Porto alegre, 2012 – 103p.
12,5 x 20cm – ISBN: 978-8565026-01-7

– – – – – – – – – – – – – – – – –

A ÁGUIA E O SIMURGH imagens poéticas
Autor: César Leal
Editora: HCE, Porto Alegre, 2011 – 103 p.
11,3 x 19,4cm – ISBN: 978-85-65026-00-0

.

.

 




julho 2019
S T Q Q S S D
« out    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Categorias

Blog Stats

  • 714.005 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: