Posts Tagged ‘sarau

09
dez
14

Vai rolar na Palavraria, nesta quinta, 11, Sarau de contos – poesias – músicas, com o Grupo Literário Bocas cruas, formado por Angela Gerst Ferreira, Claudia Lemos, Isabelle Fontrin, Laura Schneider, Luiza Silva e Maria Cristina Petrucci Sole e convidados.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b.

11, quinta, 19h: Sarau de contos – poesias – músicas, com o Grupo Literário Bocas cruas, formado por Angela Gerst Ferreira, Claudia Lemos, Isabelle Fontrin, Laura Schneider, Luiza Silva e Maria Cristina Petrucci Sole e convidados.

bocas cruas

.

Palavraria - livros a

.

26
jun
13

Vai rolar na Palavraria, nesta sexta, 28, Sarau do Centenário de Celso Gutfreind e Ricardo Silvestrin

program sem

.

28, sexta, 19h: Sarau do Centenário de Celso Gutfreind e Ricardo Silvestrin – Leituras e comentários dos livros Em defesa de certa desordem, de Celso Gutfreind e Metal, de Ricardo Silvestrin. (Editora Artes e Ofícios)

Ricardo Silvestrin sobre Em defesa de certa desordem, de Celso Gutfreind:
“Experimente ler um dos livros do Celso, a começar por esse novo, e vai ver que ele está falando com você, de você e, às vezes, vai achar que é você mesmo quem está falando. Os poemas do Celso têm esse poder de ir fundo no humano, nas motivações, nas escolhas, nos encontros e desencontros, na vida e na morte”

Celso Gutfreind sobre Metal, de Ricardo Silvestrin:
“Metal é ótimo. Sei que é (…) posso não ter aprendido o tempo de um arroz, o equilíbrio de um feijão, mas sei e sinto quando a poesia expressa. É subjetivo, relativo, mas modéstia à parte percebo quando um sujeito perde a modéstia de mortal por um instante e se arvora em tentar uma arte para sempre. E o faz a seu próprio modo como o Silvestrin neste Metal que ninguém neste mundo poderia escrever no lugar dele. ”

ZH, 20/05/2013

 

Os dois livros, recentemente lançados,  fazem parte da nova coleção de poesia da editora Artes e Ofícios. Após o sarau, haverá sessão de autógrafos. Como os dois autores estão com 50 anos, o evento faz parte das comemorações do Centenário de Celso Gutfreind e Ricardo Silvestrin.

CELSO GUTFREIND 03Celso Gutfreind nasceu em Porto Alegre, em 1963. Tem vários livros publicados, entre poesias, infantis e ensaios. Participou de várias antologias no Brasil e no exterior (Argentina, Luxemburgo, Canadá) e recebeu importantes premiações como o Prêmio Nacional de Poesia Mario Quintana (1985) e os prêmios Açorianos e Henrique Bertaso para melhor livro de poemas publicado no RS em 1993. Como médico, Celso realizou especialização em Medicina Geral Comunitária e, posteriormente, em Psiquiatria e Psiquiatria Infantil. Fez doutorado e pós-doutorado em Paris, nessa área, tendo como tema de pesquisa a utilização terapêutica do conto. Atualmente, é professor de psiquiatria infantil na faculdade de Medicina e no mestrado de saúde coletiva da Universidade Luterana do Brasil e da Fundação Universitária Mário Martins. Pela Artes e Ofícios publicou o livro Grilos, finalista do Prêmio AGES Livro do Ano 2006; e A almofada que não dava tchau, finalista do Prêmio Açorianos de Literatura 2007 e vencedor do Prêmio AGES Livro do Ano 2007.

SILVESTRIN 01Ricardo Silvestrin nasceu em Porto Alegre em 1963. É formado em Letras pela UFRGS e ganhou por cinco vezes o Premio Açorianos de Literatura. É autor  de Advogado do diabo, Ex-Peri-Mental, O menos vendido, Palavra mágica, Quase eu, Bashô um santo em mim e Viagem dos olhos (poemas); Play (contos) e O videogame do rei (romance). Tem sete títulos de poesia na área da literatura infantil, entre os quais Pequenas observações sobre a vida em outros planetas e É tudo invenção. Uma de suas obras representou o Brasil na 41th Bologna Book Fair. É também ensaísta e é um dos articulistas do livro 4xBrasil, publicado pela Artes e Ofícios. Atua, ainda, no grupo musical Os poETs.

.

.

.

 

19
jun
13

Aconteceu quarta, 19: A poesia de Mario Benedetti, atividade inaugural do Ciclo de poetas de Língua Espanhola

.

aconteceu

.

Aconteceu na Palavraria, nesta quarta, 19h: A poesia de Mario Benedetti, atividade inaugural do Ciclo de poetas de Língua Espanhola. Coordenação da Professora Raquel Grossman. Participação especial de Javier Muriel,  Carmen Galet Macedo,  Felix Gonzalez, Zandra Arguello e Jane Felipe. Fotos do evento.

.

sarau benedetti 01.

sarau benedetti 02sarau benedetti 03 sarau benedetti 04 sarau benedetti 05.

.

.

.

.

.

sarau benedetti 06 sarau benedetti 07 sarau benedetti 08 sarau benedetti 09.

.

.

.

.

.

 

Palavraria - livros c.

 

18
dez
12

Vai rolar na Palavraria, nesta sexta, 21/12: Um som é uma pausa: o poema e a canção – sarau das Oficinas Ronald Augusto

program sem

.


21, sexta, 19h: Um som e uma pausa: o poema e a canção. Sarau Oficinas Ronald Augusto.

 Sarau de encerramento dos alunos da oficina de poesia de Ronald Augusto, apresentando algumas músicas e poemas produzidos ao longo do curso dedicado ao exercício da canção e do poema. A dialética do capricho e do relaxo entre essas artes consanguíneas mas não idênticas.

 

Pequena Amostra

 

Oriki da cheia

Denise Freitas

Muita força em repouso num cinza frágil.

Rios e rios que eram um.

Cume pra marca da água,

cimo sem monte.

Ilha ao redor de tudo.

Entulho. Sobra da margem.

Podre: muito nem dá pro gasto.

No lado de fora, por cima,

o silêncio todo de dentro das coisas.

Casario nesse escuro de lago fundo.

Barro. Santíssima Bárbara deslavada.

Três dias lentos fazendo água e mais nada.

Deisi Scherer Beier

os olhos ardiam e, iludidos, avistavam

miragens de coisas estéreis

não tinha voz para proferir

tímido pedido de socorro

no vazio, nenhuma palavra

em direção ao ceu

a despeito da chuva fina

tenho eu também olhado

aquele que me vê

carregando no ventre

outro deserto
 

Duas Letras

(Denise Freitas, Liana Sinara Marques e Deisi Scherer Beier):

Sem medo de sofrer

Não sei dizer

Onde está meu coração

Penso que foi bem pra lá.

Não vou mentir

Pra tentar te convencer.

Não vou gritar

O que o corpo já mostrou

Esse teu jeito

De partir sem dizer nada

Calar meu sossego

Disfarçado de razão

Inventar a calmaria

Abrir o meu peito

Pra te dar essa canção

Sem medo de sofrer.

Vem cá, vem dançar

Subi o morro da luz
Atrás de um bem pra sonhar
A noite vem devagar
Vem cá, vem dançar.
Meu samba seduz, também teu olhar
Dancei pra valer, morena meu bem.
Até pensei mal dizer
O meu amor por você
Mas te esquecer não vai dar
Vem cá, vem sambar.

.

09
mar
12

Vai rolar na Palavraria, neste sábado, 18h: Voyage, attente

program sem

.

.

10, sábado, 18h: Voyage, attente, leitura bilingue dos poemas de Paulo Neves. Encontro do poeta e tradutor Paulo Neves com a tradutora do livro Viagem, espera, Nicole Pegeron e a participação musical de Dudu Sperb.

.

.

Paulo Neves nasceu e vive atualmente em Porto Alegre. Morou durante vários anos em São Paulo, onde trabalhou como jornalista. Em 1985 publicou o pequeno ensaio Mixagem, o ouvido musical do Brasil (Editora Max Limonad). É reconhecido pela versão de textos difíceis em áreas como Filosofia, História e Psicanálise. Na sua lista de traduções para o português, constam títulos como Saudades do Brasil, de Claude Lévi-Strauss, ou a biografia de Jacques Lacan por Elisabeth Roudinesco. Também são conhecidas suas versões para clássicos da literatura, como O Vermelho e o Negro, de Stendhal, e A Mulher de Trinta Anos, de Balzac, ou textos mais recentes, como O Convidado Surpresa, de Grégoire Bouillier, e o recentemente festejado Os Homens que Não Amavam as Mulheres, de Stieg Larsson. É também parceiro de José Miguel Wisnik em canções como Pérolas aos Poucos, Pesar do Mundo e Saudade da Saudade. Em 2006, lançou Viagem, espera (Companhia das Letras, 128 páginas, R$ 32), reunião de 40 poemas e 32 crônicas curtas.

[Veja entrevista com Paulo Neves.]

.

.


 

 

01
jul
10

Aconteceu na Palavraria: sarau poético musical

.

Sábado, 26: alunos de Charles Kiefer, da turma de criação literária do Curso de Letras da PUC, apresentaram ao público produções poéticas do primeiro semestre. Participaram Aline Corte, Camila do Amaral Friso, Carmem Lisiane Santos, Christian Pizzolatto, Cíntia Perin Chesini, Eleana Margarete Roloff, Fábio Goulart, Gabriela Hammerschmitt, Leandro Rocha, Leila de Souza Teixeira, Líbia Chaves, Liziane Nogueira de Freitas, Marta Luzia Ferreira Rodrigues e Vânia Caldeira Ramos.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.


.

30
nov
09

Aconteceu na Palavraria – sarau desamordaçados

Dia 27, sexta, Marcelo Noah coordenou a leitura de contos do livro desAMORdaçados, antologia de contos dos alunos da Oficina de Criação Literária da PUC ministrada pelo escritor Luiz Antonio de Assis Brasil.

.

.

.

.

.




novembro 2019
S T Q Q S S D
« out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Categorias

Blog Stats

  • 730.961 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com

%d blogueiros gostam disto: