Posts Tagged ‘romance

02
set
16

Vai rolar na Palavraria, neste sábado, 3, Lançamento do livro 2038, de Max Telesca. Bate-papo do autor com Roberto Medina.

.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b

.

03, sábado, 17h: Lançamento do livro 2038, de Max Telesca. Bate-papo do autor com Roberto Medina.

2038
Em 2038 “tudo é normal, pois todo mundo faz”. Este é o princípio fundamental de um país que resolveu de maneira bastante original o problema da corrupção: legalizando-a. Este mesmo país, também de maneira inusitada, solucionou o problema da violência urbana regularizando os esquadrões da morte ao considerar “não-pessoas” os latrocinas, homicidas e os traficantes irregulares de drogas, aqueles que não distribuem de forma regular o “arrego”, propina policial também liberada em Lisarb. Verificando a impossibilidade de vencer o problema dos grandes desvios éticos, os líderes de Lisarb decidiram que o tema da corrupção deveria ser superado de vez e incorporado aos costumes a partir da Doutrina da Aceitação.

Max Telesca nasceu em Porto Alegre em 1974. Passou a infância no interior, na região do Pampa gaúcho, em Canguçu. Formou-se em Direito pela Universidade Federal de Pelotas em 1997 e logo depois foi para Brasília, onde iniciou sua carreira de advogado. Em sua trajetória, destaca-se a atuação política na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Exerceu cargos relevantes, como a Presidência do Tribunal de Ética, da Comissão de Direitos Sociais e de Diretor da OAB/DF. Criou a Telesca e Advogado Associados e é representante em Brasília da Procuradoria-geral do Município de Porto Alegre. Fundou o Instituto de Popularização do Direito, no qual é secretário-executivo. Exerce, ainda, a função de vice-presidente do Sindicato dos Advogados do Distrito Federal. É especialista em tribunais superiores, processo civil e direito penal. Atuou nas mais importantes investigações criminais do país nos últimos anos, destacando-se a defesa que produziu na AP 470-Mensalão, quando absolveu sua cliente por unanimidade no Supremo Tribunal Federal. É casado pela segunda vez e pai de dois filhos. Na área literária, 2038 é seu romance inicial, embora tenha escrito Mortes Modernas, ainda não publicado. Foi indicado ao Prêmio Habitasul Correio do Povo Revelação Literária de 2001 da Feira do Livro de Porto Alegre pelo conto “Verão Grego”.

.

Palavraria - livros a.

.

 

 

09
ago
16

Vai rolar na Palavraria, nesta quarta, 10, Lançamento do livro A ponta do silêncio, de Valesca de Assis

.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b

.

10, quarta, 17h: Lançamento do livro A ponta do silêncio, de Valesca de Assis.

8 12 a ponta do silêncio

 

Veja mais: https://www.youtube.com/watch?v=aj32ATtm9-w

 

 

Palavraria - livros a.

.

06
jul
16

Vem aí, na Palavraria, a partir desta sexta, curso Quatro Escritoras da Novíssima Literatura Brasileira, com Juliane Welter

.

Cursos oficinas 2016

.

 

Curso Quatro Escritoras da Novíssima Literatura Brasileira,

com Juliane Vargas Welter

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES NA PALAVRARIA

4escritoras

.

Palavraria - livros a.

.

19
maio
16

Vai rolar na Palavraria, nesta sexta, 20: FestiPoa 2016

.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b

.

 

20, sexta, a partir das 18h30: FestiPoa 2016 na Palavraria

18h30: Mesa 3 – Bate-papo com as artistas Ana Terra, Erica Maradona e Carla Pilla. Mediação de Fabriano Rocha

festipoa 2016-119h30: A Cidade dos piratas – conversa com Pilar Prado e Otto Guerra

20h: Mesa 4 – Corpo-ficção-poesia-corpo-movimento, com Ismael Caneppele, Carina Sehn e Gabriel Pardal. Mediação de Natasha Centenaro

.

Palavraria - livros a.

 

05
maio
16

Vai rolar na Palavraria, nesta sexta, 6, Lançamento do livro Notas sobre Turíbio Núñez, escritor caído, de Jéferson Assumção. Bate-papo do autor com Gabriela Silva.

.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b

.

6, sexta, 19h: Lançamento do livro Notas sobre Turíbio Núñez, escritor caído, de Jéferson Assumção. Bate-papo do autor com Gabriela Silva.

notas sobre turíbio núnez 6-5

.

 

Palavraria - livros a.

.

02
maio
16

Vai rolar na Palavraria, nesta segunda, 2, Clube de Leitura, enfocando o livro Alvo noturno, de Ricardo Piglia, com mediação de Gabriela Silva.

.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b

.

02, segunda, 19h: Clube de Leitura, enfocando o livro Alvo noturno, de Ricardo Piglia, com mediação de Gabriela Silva.

alvo noturno 2-5Recebido com entusiasmo pela crítica, poucos meses depois de publicado, o romance Alvo noturno recebeu o importante prêmio literário venezuelano Rómulo Gallegos.
Trata-se, por assim dizer, de um romance policial-social. A ação, que se passa num povoado do pampa argentino nos anos da ditadura militar – de que ficou a herança traumática com que o país se debate até hoje -, ilumina com a agudeza característica de Piglia a organização corrompida da sociedade rural, caracterizada pela autoridade inconteste dos que mandam, pela impunidade de seus crimes e pela perversidade das relações pessoais.
A trama gira ao redor de Tony Durán, porto-riquenho de Nova Jersey. A razão da ida daquele moreno elegante, sedutor, de passado duvidoso, para o lugarejo argentino é obscura: dizem que mantinha um caso amoroso com as gêmeas Belladona, as belas Ada e Sofía, filhas do mandachuva local. Outras hipóteses falam em especulação, lavagem de dinheiro, e até um rumoroso caso homossexual. Assunto predileto do povoado, um dia Tony aparece morto em seu quarto de hotel. A investigação desnudará pouco a pouco uma sociedade paralisada pela lógica da violência e do poder.
Enviado por seu jornal, Emilio Renzi chega de Buenos Aires para escrever a matéria – que o jornalista pretende transformar num amplo painel social. Para isso, ao lado do comissário Croce, investiga as arqueologias familiares e desconstrói os papéis dos protagonistas: ora seres destruidores, ora indivíduos inermes diante do poderio do sistema validado pelo Estado: uma sociedade em que é impossível sonhar, como evidencia o destino de Luca Belladona, que pagará sua resistência e sua utopia com a solidão extrema.

.

Palavraria - livros a.

.

 

 

16
abr
16

Vai rolar na Palavraria, neste sábado, 16, Lançamento do livro Atrás do crime, de Cristiana Krumenauer.

.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b

.

16, sábado, 17h: Lançamento do livro Atrás do crime, de Cristiana Krumenauer.

Atrás do crime_Cristiane Krumenauer_16_04_RS

.

atras do crime release.

Palavraria - livros a.

.

 

.

Palavraria - livros a.

.

12
abr
16

Vai rolar na Palavraria, nesta quarta, 13, Lançamento do livro O velho mundo, de Kátia Souza.

.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b

.

13, quarta, 19h: Lançamento do livro O velho mundo – Abrem-se os portões de Erebo, de Kátia Souza.

o velho mundo - kátia

Tudo o que já foi criado corre o risco de ser destruído – essa é a primeira e mais dura lição que os pequenos primos Cantrell aprenderam sobre a vida. Roubados de suas infâncias confortáveis, as crianças assumem a responsabilidade de defender os treze mundos quando a própria essência do mal escapa das Terras de Erebo: Cruciare, a fonte macabra de nossos piores pesadelos.

Ao mesmo tempo, uma profecia ameaça as terras e apenas um elixir pode impedir que o efeito desta seja catastrófico. Em uma jornada de luta, novas amizades e autoconhecimento, Daniel, Olívio, Tiago, André, Clara, Débora, Gabriela, Ágata e Eduardo Cantrell enfrentarão adversidades e, em meio a dores e perdas, descobrirão o verdadeiro significado da palavra família.

Afinal, até onde você iria por amor?

 .

Palavraria - livros a.

.

03
abr
16

Vai rolar na Palavraria, nesta segunda, 4, Clube de Leitura – O xá dos xás, de Ryszard Kapuscinski. Mediação de Guilherme Almeida.

.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b

.

4, segunda, 19h: Clube de Leitura – O xá dos xás, de Ryszard Kapuscinski. Mediação de Guilherme Almeida.

o xá dos xás“Nos anos 1950, com o repentino aumento do preço do petróleo, o Irã embarcou em um extraordinário processo de modernização. Foram importados armamentos, carros, aviões, tudo o que para o xá era sinônimo de desenvolvimento. Em 1979, no entanto, seu projeto de “Grande Civilização” ruiu: sob o impacto de manifestações populares e a pressão dos religiosos xiitas, o reinado despótico de Mohammed Reza Pahlevi chegou ao fim.

Para narrar o processo de ascensão e queda do último xá do Irã, Kapuscinski lança mão de uma técnica mista, em que entram narrativa histórica, crônica jornalística e escrita de ficção. Sem entrevistar representantes do novo governo ou adentrar o palácio onde viveu o xá, o autor busca no homem comum o significado profundo da cultura, da religiosidade e da revolução iraniana.

Nesta brilhante cobertura, o jornalista-escritor põe em prática sua convicção de que “todos os livros sobre as revoluções […] deveriam começar com um capítulo com tons psicológicos, em que se descrevesse o momento em que um homem sofrido e apavorado repentinamente derrota o terror; o instante em que ele deixa de sentir medo”.

.

Palavraria - livros a.

.

 

27
mar
16

Vai rolar na Palavraria, nesta terça, 29, Lançamento do livro De mim já nem se lembra, romance de Luiz Ruffato.

.

ESTA SEMANA NA PALAVRARIA b

.

29, terça, 19h: Lançamento do livro De mim já nem se lembra, de Luiz Ruffato.

de mim já nem se lembra - ruffatoLuiz Ruffato ocupa um lugar único na literatura brasileira. Seu Eles eram muitos cavalos marcou época e hoje, mais de uma década depois de sua publicação, tornou-se um romance cultuado, que registrou numa prosa moderna e incomum as muitas vozes da cidade de São Paulo. O projeto Inferno provisório, saga composta de cinco volumes, tem poucos paralelos nas nossas letras: ambicioso, vasto e singular, acompanha por décadas a trajetória de vários personagens de classe média baixa. De mim já nem se lembra trata de assuntos caros ao autor: a família, o tempo, a memória. Mais uma vez, Ruffato irá transformar um pequeno episódio familiar em oportunidade para falar de seu país e de sua sociedade. Ao abrir uma pequena caixa encontrada no quarto da mãe falecida, a caixa na qual ela “abrigara seu coração esfrangalhado”, o narrador se depara com um maço de cartas cuidadosamente atadas por um cordel. Escritas pelo irmão, vitimado por um acidente automobilístico, e dirigidas à mãe, essas cinquenta cartas reconstituem um passado: ao mesmo tempo que ilustram as mudanças políticas, econômicas e culturais durante a ditadura militar brasileira, convidam o leitor a espreitar a memória de uma família com “olhos derramando saudades”.

Neste livro, o autor recupera a antiga tradição do romance epistolar, transfigurando-a – em vez de uma troca de correspondência ordenada cronologicamente, em De mim já nem se lembra há apenas uma voz, no espaço e tempo imprecisos da ausência.

 

.

Palavraria - livros a.

.




setembro 2020
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Categorias

Blog Stats

  • 759.444 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com

%d blogueiros gostam disto: