Arquivo de novembro \30\UTC 2012

30
nov
12

Vai rolar na Palavraria, nesta segunda, 05/12: Clube de Leitura

.

.

05, segunda, 19h: Clube de Leitura: Se um viajante numa noite de inverno, de Italo Calvino. Mediação de Jaime Medeiros Júnior.

O Clube de leitura visa reunir, na primeira segunda-feira de cada mês, pessoas interessadas em ler e trocar idéias sobre obras da literatura clássica e contemporânea.

A segunda reunião, que será no dia 3 de dezembro de 2012, terá como foco de discussão o livro Se um viajante numa noite de inverno, de Italo Calvino (disponível na Palavraria). Em cada reunião os participantes escolhem as obras a serem discutidas nos próximos encontros e os respectivos mediadores, que serão sempre alternados.

Os participantes do Clube de Leitura terão um desconto de 10%, ao adquirirem na Palavraria os livros destinados à discussão.

Se um viajante numa noite de inverno – sinopse:

.

se um viajante_capa

Nesse romance, Calvino consegue uma proeza notável: unir o prazer voraz da leitura às tortuosas questões da vanguarda literária. No centro de sua preocupação está um tema que os teóricos chamam de “crise da representação”, ou seja, no mundo capitalista contemporâneo, dividido, múltiplo, alienado, não teriam mais lugar os romances tradicionais, com princípio, meio e fim, que constroem personagens e organizam o mundo, dando um sentido às coisas. O leitor de hoje estaria condenado ou à leitura espinhosa de obras que se debruçam sobre si mesmas e procuram desesperadamente uma saída para a literatura, ou à superficialidade descartável das obras de simples entretenimento. Calvino “socorre” esse leitor que é inquieto e exigente mas que gostaria que os autores escrevessem livros “como uma macieira faz maçãs”. Para isso, faz do próprio leitor seu personagem principal, cuja grande missão é ler romances. E tal como você, leitor(a), ele entra numa livraria e compra este livro: Se um viajante numa noite de inverno. É aí que começa a história.
Prêmio Jabuti 1993 de Melhor Produção Editorial de Obra em Coleção

italo calvinoItalo Calvino. Nasceu em Santiago de Las Vegas, Cuba, em 1923, tendo ido logo a seguir para a Itália. Participou da resistência ao fascismo durante a guerra e foi membro do Partido Comunista até 1956. Em 1946 instalou-se em Turim, onde doutorou-se com uma tese sobre Joseph Conrad. Publicou sua primeira obra, Il sentiero dei nidi di ragno, em 1947. Com O visconde partido ao meio, lançado em 1952, o autor abandonou o neo-realismo dos primeiros livros e começou a explorar a fábula e o fantástico, elementos que marcariam profundamente a sua obra. Nos anos 60 e 70 aprofundou suas experiências formais em livros como As cidades invisíveis e Se um viajante numa noite de inverno. Considerado um dos maiores escritores europeus deste século, morreu em 1985.

.

jaime medeiros júniorJaime Medeiros Jr (1964). Médico pediatra. Escritor portoalegrense. Publicou Na ante-sala (poemas, 2008) e Retrato de um tempo à meia-luz (crônicas, Modelo de Nuvem, 2012). Publica no seu blog Simples Hermenáutica.

.

.

.

.

30
nov
12

Aconteceu na Palavraria, nesta quinta, 29/11: lançamento da revista Rabisco 2

.

.

Aconteceu na Palavraria,  nesta quinta, 29, lançamento da revista Rabisco 2, com José Outeiral. Fotos do evento.

.

.

.

.

.

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

.

29
nov
12

Vai rolar na Palavraria, neste sábado, 01/12: Lançamento do livro Literatura e psicanálise

program sem

.

01, sábado, 18h: Lançamento do livro Literatura e psicanálise: Encontros contemporâneos, organizado porAna Maria Lisboa de Mello, Ricardo Timm de Souza, Marcelo Leandro dos Santos, André Brayner de Farias e Camila Gonzatto da Silva.  (Ed. Dublinense)

Acadêmicos das mais variadas procedências — filosofia, literatura, psiquiatria, psicanálise, ciências jurídicas, criminologia, cinema — provocam os mais diversos e inusitados encontros, que atravessam dois dos maiores campos de força do pensamento contemporâneo: psicanálise e literatura.

Autores: Alcira Beatriz Bonilla, Alexandre Pandolfo, Almerindo Antônio Boff, André Brayner de Farias, Augusto Jobim do Amaral, Camila Gonzatto da Silva, Christian Otto Muniz Nienov, Daniel Fraga de Castro, Eneida Cardoso Braga, Estevan de Negreiros Ketzer, Fabio Caprio Leite de Castro, Gustavo Oliveira de Lima Pereira, Honatan Fajardo Cabrera, Juliana Teixeira Grünhäuser, Luciano Assis Mattuella, Manuela Sampaio de Mattos, Marcelo Leandro dos Santos, Márcio Seligmann-Silva, Marco Antonio de Abreu Scapini, Maria Alice Timm de Souza, Marília Martta Kuhn, Moysés Pinto Neto, Oneide Perius, Ricardo Jacobsen Gloeckner, Ricardo Timm de Souza, Roberson Rosa dos Santos.

.

.

28
nov
12

A crônica de Guto Piccinini: Sobre a morte (3)

.

.

Sobre a morte III, por Guto Piccinini

.


Estávamos a caminho. Falávamos pouco, como sutil estratégia para não perder o fino equilíbrio conquistado após as primeiras horas do baque. Não é preciso presenciar a cena para ouvirmos o corpo caindo. Ele cai nos olhos das pessoas queridas, ele cai na expressão de uma dor sem sentido, de uma dor sem destino certo. Permaneço na estratégia (mais seguro, penso). Algo em mim dói um pouco também, não autorizo a saída, permaneço na estratégia. Seguimos como se pode. Não é muito, mas por hora, o suficiente. Chegamos.

Na saída do carro, no caminho até o encontro inevitável, sou levado pelo assombro da curiosidade. Confesso, um pouco fora de hora, mas é engraçado como a memória persiste em momentos onde a palavra é puro desconforto. É preciso urgente procurar sentido, onde o sentir é um mar que nos invade sem escrúpulos. A ilusão do abraço é o conforto ambíguo, embora inevitável. Um leve carinho ao redor da ponta do dedo, um sorriso marejado. Fico surpreso com estes finos movimentos que encontram no corpo do outro um destino possível. Algo permanece nesta dança silenciosa, onde o acordo tácito é estar presente, por si e pelos outros. Alguns dias após este encontro inevitável, li uma frase de Freud que reavivou a memória sobre este dia. Dizia ele que a existência da alma poderia estar relacionada a permanência na memória das cenas, histórias e acontecimentos. Como falar da passagem, sem a permanência? A ausência é a marca de uma presença que falta.

Habitávamos as incongruências de mais um dia. Ela me olha e chora, sente um pouco de vergonha (eu sei: eu sinto, e ela me diz), e eu digo o que é preciso ser dito. Conta que todos os dias, por volta das seis horas da tarde, ele caminhava do centro até sua casa carregando consigo uma sacola recheada de caquis. Diz ela que, quando mais nova, comeu tantos que passou um bom tempo sem poder sentir o cheiro. Não deixo de pensar que a beleza desta caminhada não se encerra, ainda que nos demos conta, e vomitamos, que um caqui nunca mais será o mesmo.

.

Guto Piccinini, psicólogo, mestre em psicologia social e frequentador da Palavraria. Atualmente experimentando palavras.

.

.

28
nov
12

Vai rolar na Palavraria, nesta quinta, 29/11: Lançamento da revista Rabisco 2

program sem

.

29, quinta, 19h: Lançamento da Rabisco 2 – Revista de Psicanálise.

Este volume 2 da Revista Rabisco é dedicada ao pensamento  de Anna Freud e André Green. A proposta é favorecer um campo de expressão onde suas contribuições possam ser pensadas e repensadas. Estes dois autores, com obras distintas, têm em comum o fato de terem sido profundamente marcados pela história institucional da psicanálise, sem que isto inibisse suas capacidades de contribuição para o desenvolvimento da psicanálise.

Anna nascida em Viena, em três de dezembro de 1895, contemporaneamente à psicanálise; talvez, simbolicamente, as duas “filhas gêmeas” de Sigmund Freud. A obra de Anna Freud expressa características de uma ciência que se transformava, mas que ainda precisava zelar por sua continuidade.

André Green nascido no Cairo, em 12 de março de 1927, faz parte de uma geração que, apesar dos embates políticos das diferentes correntes da psicanálise, já podia arriscar conceitualmente.

Ambos essenciais para que a psicanálise de hoje seja consistente e, na mesma medida, flexível, capaz de suportar as diferenças e somar contribuições.

.

.

.

.

27
nov
12

Aconteceu na Palavraria, nesta terça, 27/11: Era uma vez… um editor, entrevista de Ivan Pinheiro Machado a Cláudia Tajes

.

.

Festipoa Revisitada e Sampleada promoveu na Palavraria, nesta terça, 27, Era uma vez… um editor,  entrevista de Ivan Pinheiro Machado – editor da L&PM, à escritora Cláudia Tajes. Fotos do evento.

.

.

.

.

.

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

26
nov
12

Vai rolar na Palavraria, nesta quarta, 28/11: Lançamento de livros da coleção Leituras obrigatórias UFRGS 2013, da Editora Leitura XXI

program sem

.

28, quarta, 19h: Lançamento dos livros O Guardador de Rebanhos, de Fernando Pessoa (Alberto Caieiro) e Memória de um Sargento de Milícias, de Manuel Antônio de Almeida. Edições críticas assinadas respectivamente pelos professores Pedro Gonzaga e Guto Leite, fazem parte da coleção Leituras Obrigatórias UFRGS 2013, da Editora Leitura XXI. Com Pedro Gonzaga e Guto Leite.

Atribuída a Alberto Caeiro, O Guardador de Rebanhos é uma das obras fundamentais de Fernando Pessoa. Nesta edição, além do texto completo, o leitor encontrará uma análise crítica da poética e do significado dos versos realizada pelo professor Pedro Gonzaga.
Número de Páginas:  95 páginas.
Formato :     12,5 x 17,5cm
Preço de capa: 12,00
Isbn: 978 85 86880 186

Verdadeiro clássico que possibilita a emergência literária da malandragem brasileira, Memórias de um sargento de milícias encontra em Guto Leite um leitor arguto que examina a natureza do romance e o comenta de forma esplendidamente didática.
Número de Página: 175 páginas.
Formato:  14x21cm
Preço: 17,00
Isbn: 978 8586880 179

Pedro Gonzaga é músico, tradutor e escritor. Já verteu para o português nomes como Conan Doyle, Patricia Highsmith, Raymond Chandler e Charles Bukowski. É autor dos livros de contos Cidade Fechada, Editora Leitura XXI, 2004 e Dois Andares: Acima!, Editora Novo Século, 2007, e dos poemas de A última temporada, Editora ArdoTempo, 2011. Participou ainda de diversas coletâneas digitais e impressas.

Guto Leite. Poeta, músico, compositor, professor. Poeta dos livros “zero um” (2010), “Poemas Lançados Fora” (7Letras, 2007), “Sintaxe da Última Hora” (Scortecci, 2006) e “Reflexos” (FEME, 2000), além de premiado em concursos literários e presente em diversas coletâneas de poesia. Indicado ao Prêmio Açorianos (Categoria Poesia) no ano de 2010. Co-roteirista dos filmes de curta-metragem “Estado Senil” (2009), “Revés” (2008) e “Bons sonhos, Maria”(2006). Argumentista da personagem Júlio César, publicado em setembro de 2010 pela revista independente “Eixada” e em julho de 2011 na coletânea “O melhor da festa, volume 3″. Linguista pela Unicamp, especialista, mestre e doutorando em Literatura Brasileira pela UFRGS. Atualmente trabalha como professor temporário de Literatura Brasileira na UFRGS.

www.gutoleite.com.br.

.

.




novembro 2012
S T Q Q S S D
« out   dez »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Categorias

Blog Stats

  • 606,615 hits
Follow Palavraria – Livros & Cafés on WordPress.com

%d blogueiros gostam disto: